Como prevenir a síndrome do túnel do carpo

8 de janeiro de 2020
A síndrome do túnel do carpo causa dor e dormência nos pulsos. O que podemos fazer para prevenir seu aparecimento?

A síndrome do túnel do carpo é uma patologia que afeta principalmente as pessoas que trabalham com o pulso dobrado ou com máquinas vibratórias. Vejamos o que podemos fazer para evitar o surgimento deste problema doloroso e incapacitante.

O que é a síndrome do túnel do carpo?

A síndrome do túnel do carpo é uma patologia que afeta a estrutura em forma de túnel que temos nos pulsos. Esse túnel protege principalmente o nervo mediano e os tendões dos músculos que movem a mão e os dedos.

Assim, quando há um problema de inflamação nessa área, o nervo é pinçado, o que produz sintomas como:

  • Dor no punho, na palma da mão ou no antebraço que melhora com o repouso, mas piora com os movimentos.
  • Formigamento ou dormência na mão e principalmente nos dedos polegar, indicador e médio, que são inervados pelo nervo mediano. Essa sensação pode piorar à noite.
  • Funcionalidade afetada. Pode gerar problemas para fazer força ou pegar objetos. Novamente, ocorre principalmente quando se tenta movimentar os dedos polegar, indicador e médio.

Causas

As principais causas da síndrome do túnel do carpo são a execução de trabalhos repetitivos com a mão em uma postura incorreta ou uma lesão no punho anterior.

O que é a síndrome do túnel do carpo?

Também existem fatores hereditários que nos tornam mais propensos a sofrer da síndrome, assim como acontece com a artrite, a diabetes ou as doenças relacionadas à tireóide, que podem predispor à condição.

Prevenção

Felizmente, se você agir a tempo, existem várias maneiras de prevenir o aparecimento da síndrome do túnel do carpo. A primeira se relaciona com o trabalho. Se você exerce uma função que exige um movimento repetitivo do pulso, pode adotar várias medidas:

  • Aumentar a consciência para realizar o trabalho com o pulso em uma posição natural.
  • Utilizar apoios como talas caso trabalhe com máquinas ou um descanso para os pulsos se utiliza o teclado do computador com frequência.
  • Tentar trabalhar com as mãos a uma distância razoável do corpo, nem muito perto nem muito longe. No caso do teclado do computador, fixe a cadeira de forma que os cotovelos fiquem em um ângulo de 90 graus para evitar trabalhar com os pulsos dobrados.
  • Fazer pausas ou alternar as mãos sempre que possível.
  • Verifique se as alças e os cabos são adequados. Se você tiver que trabalhar com máquinas ou ferramentas, certifique-se de que as alças e os cabos permitirão utilizá-las mantendo uma postura adequada dos pulsos.
  • Se você precisar pegar peso, faça-o com as duas mãos. Esforçar-se para carregar peso com apenas uma mão fará com que você tensione a musculatura do pulso e, consequentemente, os tendões que passam pelo túnel. Se, além disso, você insistir em pegar com uma mão e precisar dobrar o pulso, a ação será prejudicial em dobro.

Em segundo lugar, é aconselhável não ter sobrepeso. O sobrepeso também é um fator importante que deve ser levado em consideração. Se você quiser prevenir ao invés de curar, será bom melhorar a dieta e fazer exercícios físicos para perder peso.

Além disso, também é importante adicionar exercícios que envolvem o pulso aos seus treinos semanais. Ter um pulso forte ajudará as estruturas a suportar melhor os esforços contínuos.

A síndrome do túnel do carpo é uma patologia que afeta principalmente as pessoas que trabalham com o pulso dobrado ou com máquinas vibratórias

Outros recursos para prevenção da síndrome do túnel do carpo

O alongamento e a massagem também são seus aliadosAlongar os pulsos com frequência ajuda a evitar que as estruturas encurtem ou se estressem demais, enquanto uma boa massagem relaxa toda a área.

Você pode consultar um fisioterapeuta para que ele te indique a melhor maneira de massagear o pulso e depois ensinar uma terceira pessoa.

Finalmente, tenha cuidado com sua postura ao dormir. Algumas pessoas tendem a fechar as mãos, dobrar os pulsos em direção ao corpo ou pressionar a região afetada de maneira similar.

É preferível ter os dedos esticados e o pulso reto para garantir que o sangue flua adequadamente também à noite. São hábitos simples que podem te livrar de uma grande dor no futuro!

  • Roel-Valdés José, Arizo-Luque Vanessa, Ronda-Pérez Elena. Epidemiología del síndrome del túnel carpiano de origen laboral en la provincia de Alicante: 1996-2004. Rev. Esp. Salud Publica  [Internet]. 2006  Ago [citado  2019  Nov  05] ;  80( 4 ): 395-409.
  • Araya-Quintanilla F., Polanco-Cornejo N., Cassis-Mahaluf A., Ramírez-Smith V., Gutiérrez-Espinoza H.. Efectividad de la movilización neurodinámica en el dolor y funcionalidad en sujetos con síndrome del túnel carpiano: revisión sistemática. Rev. Soc. Esp. Dolor  [Internet]. 2018  Feb [citado  2019  Nov  05] ;  25( 1 ): 26-36.
  • Alvayay C. S., Arce A.. Revisión sistemática de tratamientos fisioterapéuticos con mejor evidencia para el síndrome del túnel carpiano. Rev. Soc. Esp. Dolor  [Internet]. 2008  Oct [citado  2019  Nov  05] ;  15( 7 ): 475-480.