Descubra tudo sobre o mundo do fisiculturismo feminino

· 24 de setembro de 2018
O fisiculturismo feminino tem gerado muita controvérsia na sociedade devido ao uso de drogas para alcançar os músculos desejados. Contaremos tudo o que você precisa saber sobre a sua prática no artigo a seguir.

O fisiculturismo feminino tem mostrado nos últimos anos que este não é um esporte somente de homens. No entanto, existe muito desconhecimento sobre o assunto e ele ainda é visto com certa relutância. Um dos motivos é que os músculos salientes das participantes contrastam com o ideal de beleza feminino.

É uma obviedade que a imagem que às vezes está associada ao fisiculturismo feminino é a das fisiculturistas profissionais. Ainda especula-se que a maioria delas usam esteroides anabolizantes, que são testosterona sintética, juntamente com outras drogas para alcançar o maior grau de força possível e o corpo exibido.

Mas isso não significa que todas as praticantes desse esporte façam uso de hormônios sintéticos. Há uma evolução no fisiculturismo feminino, com a aparição de novas modalidades onde é dada maior relevância às formas femininas.

Certamente, você deve saber que nenhum treinamento físico de musculação possibilita ter um corpo de fisiculturista se não estiver associado com a nutrição. De fato, a alimentação é o aspecto mais importante na construção do corpo das fisiculturistas.

Entre outras coisas, as atletas que competem devem ter muita confiança em si mesmas e uma enorme quantidade de disciplina. Além de uma capacidade física para treinar de 5 a 6 vezes por semana.

A preparação para um show de fisiculturismo leva meses de dieta e exercícios intensos. Além do aumento do tônus muscular, as mulheres fisiculturistas podem sofrer alterações físicas ou transtornos na sua saúde. A seguir, vamos aproveitar este artigo para desmentir alguns mitos do fisiculturismo feminino.

Alguns mitos sobre o fisiculturismo feminino

1.-Os pesos não fazem com que você adquira um volume enorme

A primeira coisa que você deve saber é que as mulheres não produzem tanta testosterona quanto os homens, um dos hormônios responsáveis pelo aumento do tamanho muscular. Por isso, é impossível ganhar grandes quantidades de massa muscular.

É verdade que a maioria delas tem uma boa genética junto a uma ética de trabalho incrível, fato que permite que ganhem músculo rapidamente após os treinos de musculação. Mas existe um limite.

Mulher malhando ombros com pesos

Por outro lado, as mulheres que só se focam em exercícios de cardio terão dificuldades para alcançar a aparência que desejam. O músculo responde à resistência e, se a resistência é muito leve, não haverá razão para o corpo ganhar massa muscular, mesmo que repetida durante horas.

2.-O exercício não aumenta o tamanho dos seios

Igualmente, você deve saber que é impossível aumentar o tamanho dos seios através do treinamento com pesos. A única maneira de aumentar o tamanho dos seios é ganhando gordura, justamente o contrário do que se consegue com o trabalho de musculação.

3.-Se você parar de treinar, o músculo se converte em gordura

Por último, deve-se levar em conta que a gordura e o músculo são dois tipos de tecidos completamente diferentes. O que acontece muitas vezes é que, quando as mulheres decidem suspender o programa de musculação, começam a perder músculo devido à inatividade e também abandonam a dieta.

Como resultado, os maus hábitos alimentares combinados com um metabolismo mais baixo, devido à inatividade e a diminuição dos níveis de massa muscular, perde-se músculo e a gordura se acumula.

“Para mim, viver é estar continuamente com fome. O significado da vida não é simplesmente existir, mas sim, seguir adiante, conseguir, conquistar”

–Arnold Schwarzenegger–

Quais são os benefícios do fisiculturismo feminino?

Sem nenhuma dúvida, não existe outra disciplina que forneça os resultados que a musculação tem em um físico masculino ou feminino. Os benefícios que proporciona o treinamento com pesos juntamente com uma nutrição e suplementos adequados falam por si mesmos.

O treinamento com pesos, tecnicamente falando, trabalha cada parte do corpo, por dentro e por fora. Sendo assim, levantar pesos ativa os músculos do corpo, aumentando-os e melhorando também a taxa cardiovascular e, portanto, o fluxo sanguíneo.

Mulher fazendo agachamento terra

À medida que as fibras musculares se tornam mais fortes, a densidade óssea aumenta e o corpo começa a funcionar melhor de uma forma geral. Isso se traduz em uma melhor qualidade de sono, aumento de energia, reprodução de hormônios mais rápida e maior desejo sexual.

Como o fisiculturismo afeta a saúde

Em primeiro lugar, para os fisiculturistas que usam hormônios sintéticos, as sequelas podem ser numerosas e aparecer desde cedo.

Entre as principais consequências decorrentes da prática dessa atividade, destacam-se a mudança de personalidade, a impotência, a queda do cabelo, a acne e os problemas cardíacos e renais.

Além disso, o treinar demais também é muito negativo para a saúde e é muito importante saber quando devemos fazer uma pausa. O treinamento intenso e o risco de lesões andam de mãos dadas, especialmente para as articulações. De fato, elas se deterioram mais rápido, já que não são feitas para suportar tanto peso.

No entanto, deve-se ter em conta que se a capacitação se realiza de forma adequada, o fisiculturismo é um bom esporte que melhora o sistema cardiovascular, retarda o aparecimento de doenças relacionadas com a idade e previne dores nas costas.

Finalmente, lembre-se que o fisiculturismo feminino pode ser tão importante para as mulheres como para os homens, desde que as diferenças biológicas sejam levadas em consideração. Entre os seus benefícios, os exercícios ajudam a aumentar a força, tonifica o músculo e melhora a sua condição física.