6 erros que as pessoas cometem ao tentar ter pernas fortes

6 de junho de 2019
Se você não consegue maximizar a força das suas pernas ou se você nem mesmo sabe como fazer isso, você deve  mudar o seu plano de treino. Para isso, tenha em mente os princípios a seguir.

Neste artigo, vamos mostrar os erros que você pode estar cometendo sem saber e que impedem o desenvolvimento de pernas fortes. Tome nota e faça as correções necessárias!

Pernas fortes são um sinal de um bom treinamento e, ao mesmo tempo, facilitam a prática de diversos esportes tais como natação, futebol ou até mesmo dança. No entanto, existem alguns detalhes que você pode estar executando de uma maneira incorreta e que retardam o seu progresso.

O que evitar se quisermos ter pernas fortes

Muitos fatores intervêm para termos pernas de aço. Por exemplo, o tipo e a frequência dos exercícios, a alimentação, a hidratação e o metabolismo, entre outros.

Cometer erros nesses aspectos não apenas ameaça o fortalecimento das pernas, mas também pode causar lesões. Desta forma, você deve evitar, tanto quanto possível, os seguintes erros:

1. Não treinar as pernas com frequência

Alguns atletas quando atingem um certo nível de força nas pernas ou quando já têm músculos definidos, param de treinar as pernas com o mesmo esforço. Este é um erro muito grave se o objetivo for o de ter pernas fortes.

As pernas devem ser exercitadas com a mesma frequência que as outras partes do corpo. Desta forma, elas não ficarão fracas em comparação com os outros membros. Muito além da estética, não é saudável priorizar outras áreas e subestimar as pernas.

2. Fazer um único tipo de exercício

Concentrar-se em apenas um tipo de exercício só porque ele é bom para as pernas não significa que você possa conseguir ter pernas fortes só com ele. É essencial variar os exercícios para fortalecer todos os músculos que compõem as pernas.

O que evitar se quisermos ter pernas fortes

Fazer cardio, usar os aparelhos, correr ou trotar são boas opções. No entanto, o agachamento e todas as suas variações são essenciais e também muito eficazes. Se você não faz muitos agachamentos, então é hora de mudar e incluí-los no seu treino de pernas.

3. Não se alimentar bem

Ter maus hábitos alimentares nos impede de ter pernas saudáveis e fortes. Assim, é importante que você mantenha uma dieta saudável para que o exercício possa fazer efeito. Fazer exercícios e esperar bons resultados com um organismo desnutrido não só é impossível, como também é perigoso para a sua saúde.

Além disso, vegetais e proteínas são ótimos aliados para fortalecer os tecidos musculares. É recomendável que você consuma uma boa quantidade de proteína, preferencialmente de origem natural, tais como carnes, peixes, vegetais, entre outros.

4. Treinos simples

Fazer treinos simples que não sejam desafiadores e que não exijam muito esforço fará com que você fique estagnado em um único nível de força. É necessário fazer treinos nos quais você tenha que colocar todo o seu potencial, pois assim você poderá construir tecidos musculares pouco a pouco.

Portanto, não se contente em fazer apenas cinquenta agachamentos; a cada dia, aumente a dificuldade um pouco mais.

Porém, cabe destacar que o aumento na dificuldade deve ser gradual e não repentino, porque se forçar além da capacidade é perigoso para os músculos, ligamentos e articulações.

5. Fazer os exercícios incorretamente

A má execução de exercícios é um erro muito comum e um pouco sério. O exercício feito incorretamente atrasa o processo de fortalecimento dos músculos, já que eles não são estimulados como deveriam.

Além disso, fazer exercícios incorretamente pode ser arriscado para o seu corpo; você pode se machucar ou sentir dores. Por isso, você deve se certificar de executar os exercícios corretamente em todos os momentos, bem como de utilizar os músculos certos.

Treinos simples

6. Não descansar o tempo necessário

O descanso é essencial para o atleta, pois é nesse período que os músculos se recuperam da jornada esportiva. Descansar muito pouco é prejudicial para o objetivo de ter pernas fortes, pois o músculo não tem a oportunidade de reparar as fissuras completamente; assim, é como se você estivesse treinando em vão.

Não há um tempo de descanso estimado para os atletas, mas há uma média de oito horas de sono. No entanto, cada corpo é diferente, então o período de descanso deve ser definido por você mesmo.

Você deve descansar pelo tempo que o seu corpo precisar; isso geralmente é definido pela quantidade de energia que você gasta durante o dia.

Ter pernas fortes pode parecer simples, mas, na verdade, exige muito esforço, trabalho e dedicação. O progresso não vai acontecer da noite para o dia, por isso a chave é ser paciente, perseverante e evitar os erros mencionados anteriormente. De resto, basta treinar duro, além de se alimentar e descansar adequadamente.