Será que a dieta sem glúten é mesmo a melhor alternativa?

· 8 de outubro de 2018
Nossa recomendação é que você se informe sobre qualquer dieta que vá começar a fazer e não se deixe levar por modismos que prometem fazer milagres; lembre-se que a base de toda alimentação saudável é a comida natural e variada em proporções adequadas

Cada vez mais pessoas que não têm doença celíaca optam por uma dieta sem glúten no seu dia a dia. A seguir, vamos analisar o que essa alternativa traz consigo e a razão pela qual tantas pessoas escolhem essa opção. Continue lendo, vamos ajudar você a entender tudo o que ronda uma dieta sem glúten.

Em que consiste a dieta sem glúten?

Essa dieta busca eliminar completamente da alimentação diária o glúten, como se a pessoa fosse portadora de doença celíaca. O glúten é uma proteína que é encontrada no trigo, aveia, cevada e no centeio. É por isso que esses 4 alimentos e todos os seus derivados são totalmente proibidos para pessoas que seguem essa dieta.

Parece perfeito. Comer exatamente como se fosse um portador de doença celíaca e emagrecer de uma forma mais eficaz do que se seguisse uma dieta convencional. Mas será tão simples assim? Vamos continuar analisando a controversa dieta sem glúten para verificar se ela é tão benéfica quanto parece.

alimentos sem glúten

A realidade é que a dieta sem glúten ajuda a emagrecer sim. Isso ocorre porque a maioria dos alimentos calóricos contém essa proteína, e eles não podem ser consumidos. Além disso, o glúten está também praticamente em todos os fastfood. Dessa forma, todos os alimentos que mais engordam ficam de fora da dieta e não podem ser consumidos.

Se depois de ler que se trata de uma dieta eficaz para perda de peso você está pensando em segui-la, recomendamos que continue lendo este artigo. Nunca comece uma dieta sem primeiro saber seus efeitos colaterais.

Quais riscos a dieta  sem glúten traz?

Eliminar por completo o glúten da dieta diária pode acarretar graves problemas de saúde. Antes de começar a fazer essa dieta, continue lendo todas as consequências que ela pode trazer para o seu corpo.

  • Déficit de fibras. Os cereais integrais têm alto teor de fibra. Esse nutriente é essencial para o bom funcionamento do processo digestivo e para o trânsito intestinal. Um déficit de fibras causa prisão de ventre e problemas digestivos.
  • Aumento de metais tóxicos no corpo. Um estudo confirmou que os celíacos têm até duas vezes mais metais tóxicos no organismo do que uma pessoa que ingere essa proteína. Especificamente, os metais encontrados foram arsênico e mercúrio. Para qualquer pessoa celíaca é mais saudável ter esses metais em uma proporção maior do que sofrer as consequências de ingerir glúten. Por outro lado, não faz sentido acumular esses metais se a pessoa só elimina o glúten para perder peso e realmente não há intolerância alguma à essa proteína.
  • Maior propensão de sofrer de doenças cardíacas. No que diz respeito à saúde do coração, a ausência de glúten não traz qualquer benefício. Pelo contrário. Vários estudos mostraram que dietas sem glúten causam uma pior saúde cardíaca.
mulher com dor de barriga

Conclusão

Depois de ler sobre todos os riscos que implica a realização desta dieta, recomendamos que você não elimine o glúten do seu dia a dia. É errado associar essa proteína com alimentos pouco saudáveis só pelo simples fato de que a maior parte dos fastfood a contêm.

As pessoas com doença celíaca ou com intolerância ao glúten não podem ingerir essa proteína, já que no longo prazo ela pode causar danos ao organismo.  Por isso, é lógico que elas eliminem essa proteína de sua dieta. Mas se o objetivo é perder peso e não há nenhum tipo de intolerância, existem dietas melhores.

Lembre-se que a base de qualquer dieta deve ser sempre uma alimentação variada, completa, equilibrada e em proporções adequadas. Caso contrário, a única coisa que você vai conseguir é emagrecer às custas de colocar em risco a sua saúde.