Como reduzir o colesterol e prevenir problemas de saúde associados

· 30 de dezembro de 2018
O colesterol é uma das principais causas de doenças cardiovasculares, e também é considerado, juntamente com o estresse, como um dos problemas do ritmo de vida atual; corrija isso a tempo e reduza o seu colesterol

O colesterol é uma substância de aspecto ceroso que, na medida correta, é fundamental para o bom funcionamento do organismo. Em excesso, no entanto, ele é prejudicial e por isso é importante reduzir o colesterol se ele estiver acima do recomendável.

A má notícia é que muitos brasileiros têm colesterol alto. Mas a boa notícia é que existe uma fórmula para reduzir o seu colesterol com o objetivo de evitar problemas de saúde: trata-se de manter uma dieta equilibrada e longe dos excessos de gorduras saturadas e farinhas refinadas.

As lipoproteínas funcionam como um meio de transporte através da corrente sanguínea para distribuir o colesterol por todo o corpo. Essas complexas macromoléculas são divididas em dois tipos.

  • De um lado, o LDL (ou colesterol ruim), de baixa densidade, responsável por espalhá-lo para todas as células.
  • Enquanto o HDL (colesterol bom) é de alta densidade; ele coleta todos os excedentes e os leva de volta ao fígado, para excretá-los através da bile.
Veia com camada de gordura quase entupindo a passagem

Para que serve o colesterol?

Pode-se dizer que o colesterol cumpre três funções vitais dentro do organismo. Em primeiro lugar, ele transforma os raios do sol em vitamina D e também é um elemento essencial para proteger a pele contra a ação de agentes químicos, ao mesmo tempo que evita a sua desidratação.

O colesterol também está envolvido na formação dos ácidos biliares. Estes ácidos são essenciais em todos os processos digestivos e na correta assimilação das gorduras, bem como na formação dos hormônios sexuais e tireoidianos.

Por que os níveis de colesterol aumentam perigosamente?

Existem muitos fatores que podem atuar como gatilhos para o aumento dessa substância. Em primeiro lugar, uma má alimentação é quase sempre o pano de fundo.

Por exemplo, uma dieta cheia de gorduras saturadas e fast food, juntamente com o abuso de elementos nocivos, tais como álcool, açúcares e produtos refinados, aumenta o colesterol. Da mesma forma, também há influência dos maus hábitos, como o tabagismo ou o sedentarismo, por exemplo.

Garçonete com uma bandeija de hambúrgueres

Muitas vezes, o ritmo de vida atual não permite que o indivíduo tenha o tempo necessário para comer, descansar ou se distrair com atividades recreativas. Sem mencionar que o estresse é um fator que afeta diretamente o bom funcionamento do organismo.

Doenças hepáticas, renais ou endócrinas também têm sua parcela de responsabilidade, assim como a hipercolesterolemia familiar. Estas são patologias hereditárias que impedem que o colesterol LDL seja reduzido devido a uma falha genética.

Riscos latentes

O colesterol alto é responsável por um número significativo de doenças. São quadros que, se não forem tratados de maneira oportuna, resultam em problemas de saúde que, em alguns casos, podem resultar em episódios extremamente graves.

Com níveis muito altos de colesterol, as células veem a sua capacidade de absorver esse elemento excedida. Após a saturação das células, os excedentes se instalam nas paredes das artérias, dando origem a arteriosclerose. Desta forma, o risco de ataques cardíacos e de doenças cardiovasculares aumenta.

Mulher fazendo um coração com as mãos na frente do peito

Passos a serem seguidos para reduzir o colesterol ruim

  • A alimentação deve ser equilibrada e com um baixo teor de gorduras saturadas. Produtos tais como embutidos ou o excesso de besteiras devem ser evitados, tanto quanto possível.
  • A pior maneira de preparar alimentos como a carne ou os legumes é com o excesso de óleo que a fritura usa. Assim, para aproveitar ao máximo os benefícios das refeições sem alterar negativamente sua estrutura molecular, é melhor grelhar ou cozinhar a vapor.
  • Aumentar o consumo de gorduras saudáveis. Isto pode ser conseguido com alimentos tais como as oleaginosas, os peixes azuis e o azeite de oliva. Todos estes ingredientes fornecem gorduras monoinsaturadas ou poliinsaturadas, muito necessárias dentro de uma dieta equilibrada.
  • Manter uma atividade física constante, juntamente com bons hábitos alimentares. Ao fazer isso, reduzimos os níveis de colesterol LDL no sangue, além de proporcionar maior equilíbrio mental e físico.
  • Não fumar. A nicotina aumenta a porcentagem de colesterol ruim no sangue. Isso se traduz automaticamente em um aumento dramático no risco de doenças cardíacas e de acidente vascular cerebral.
  • Aumentar o consumo diário de aveia. Este é um cereal saudável, cujo consumo diário permite controlar os níveis de glicose no sangue, bem como reduzir os níveis de colesterol ruim.

Reduza seu colesterol

Além de problemas tais como a arteriosclerose ou a hipercolesterolemia, altos níveis de colesterol no sangue sempre estão associados a outros fatores de risco para a saúde. Em primeiro lugar, aparecem a obesidade e o sedentarismo.

Mulher descansando no sofá

Às vezes, é mais confortável ficar em casa, mas os resultados que vamos alcançar se persistirmos no esforço devem nos motivar a lutar contra esses fatores.

Assim, a motivação para superar esses problemas, e as consequentes ações derivadas de uma alta motivação, implicarão em uma redução no nível de colesterol, o que traz benefícios diretos para a saúde.

Você pode reduzir o seu colesterol se alimentando corretamente e complementando a sua nutrição com a prática regular de alguma atividade física. Dessa forma, vamos melhorar aspectos tais como a capacidade respiratória, o sistema cardiovascular e a pressão arterial.