Idade de início da menopausa

9 de dezembro de 2018
É um período que mais cedo ou mais tarde afeta todas as mulheres, e isso determina o fim de sua vida fértil e o começo de uma nova maneira de encarar e aproveitar a vida.

Trata-se de um dos momentos mais temidos por muitas mulheres. Também sobre o qual orbitam uma incrível quantidade de mitos, muitos dos quais são, para dizer o mínimo, imprecisos. Em geral, o início da menopausa ocorre entre 45 e 55 anos; no entanto, isso pode acontecer mais cedo ou mais tarde.

Parte de um ciclo natural

Com poucas exceções, a menopausa é apenas o fim do ciclo reprodutivo feminino. É um processo que começa com a primeira menstruação, que ocorre entre os 9 e os 15 anos de idade.

A partir desse momento, as mulheres vivem o começo do período de fertilidade. Até que a pré-menopausa ocorra; um fenômeno que ocorre entre três e sete anos antes da menopausa. A qualidade de vida já pode ser afetado desde esse momento.

O que é chamado de menopausa é exatamente a última menstruação na vida de uma mulher. Continuando com a terminologia mais técnica, a perimenopausa é o período de tempo que decorre entre a pré-menopausa e o primeiro ano da pós-menopausa.

Mulher com calor da menopausa

Os sintomas

A sintomatologia em torno da menopausa é um dos aspectos da vida das mulheres que permanecem encobertos por muitas lendas e mitos. Isso ocorre porque muitos deles podem não ser muito visíveis, embora nem todos os casos sejam exatamente iguais.

Estima-se que pelo menos 80% das pacientes apresentem alguns dos sinais que marcam o início da menopausa. Alguns dos sintomas mais conhecidos são:

Sensação de sufocamento

Sensação de sufocamento, ondas de calor e nervosismo são os sintomas mais comuns. São causadas pelo déficit de estrogênio, o principal hormônio sexual feminino, já que a regulação da temperatura corporal torna-se mais difícil.

Na maioria dos casos, eles geralmente aparecem desde o início até dois anos após a última menstruação. Embora em uma de cada 10 pacientes possa acontecer mesmo após os 70 anos de idade.

Suores noturnos e distúrbios do sono

Muitos dos sintomas ocorrem no período noturno. Além disso, eles ocorrem subitamente, sem qualquer influência externa ou decorrente da época do ano.

Essa transpiração excessiva, por sua vez, causa distúrbios no ciclo do sono e repouso, que por sua vez leva a episódios de irritabilidade e mau humor. No entanto, muitas das mulheres que vivenciam esse processo podem sofrer de insônia prolongada, sem que isso tenha qualquer relação com a sudorese noturna.

Menstruação irregular

Este é outro sinal inconfundível do início da menopausa. O ciclo menstrual pode ser mais curto ou até muito mais longo. Também há casos em que há mais de um período de sangramento no mesmo mês.

Com o passar do tempo, a menstruação se tornará cada vez menos abundante. Além disso, os episódios ocorrerão em intervalos de tempo maiores, até que finalmente desapareçam completamente.

Outros sinais são:

Outro dos sintomas comuns dentro deste estágio feminino é a secura vaginal. A diminuição da produção de estrogênio, assim como a possível presença de dor e outros desconfortos durante o sexo, pode influenciar, consciente ou inconscientemente, o desinteresse ou perda do desejo.

Paciente explicando sintomas da menopausa para uma médica

O déficit do hormônio sexual feminino também pode trazer dores nas articulações; esse sintoma pode levar à osteoporose. Isso não significa necessariamente que todas as mulheres sofram de desconforto nos joelhos ou tornozelos durante a menopausa.

Por outro lado, as mudanças drásticas hormonais às vezes afetam o humor, sendo outro fator que leva a episódios de irritabilidade e mau humor. Este último sintoma pode se tornar um problema real para os pacientes e seu ambiente se combinado com tristeza e depressão.

O que acontece se o início da menopausa ocorrer mais cedo do que o normal?

Quando a menopausa ocorre entre 40 e 45 anos, isso já é considerado cedo. Mas se ocorre antes da quarta década de vida, é chamada de precoce. Os sintomas são os mesmos, mas os especialistas recomendam ter uma atenção extra durante a pós-menopausa.

As mulheres que têm um desaparecimento do sangramento antes do esperado têm maiores chances de desenvolver doenças cardiovasculares. Especialmente aquelas que são fumantes.