Ódio pelos exercícios? 5 passos para mudar

15 de setembro de 2019
Se você acha que a atividade física não foi feita para você, não jogue a toalha. Oferecemos cinco alternativas para tentar sair do sedentarismo.

Nem todas as pessoas têm a mesma relação com a prática de atividades físicas. Muitos acabam desenvolvendo um ódio pelos exercícios, o que tem como resultado o sedentarismo. Se esse for o seu caso, neste artigo você verá cinco passos para se sentir confortável com os exercícios!

Você certamente já viu pessoas fit que mantêm um estilo de vida bastante saudável e que estão radiantes e cheias de energia na maior parte do tempo. No entanto, você acha que os exercícios não são a sua praia e que é muito difícil ficar em forma. Porém, a maneira de mudar tudo isso é mais simples do que você imagina.

Os exercícios não são seus inimigos

Talvez o contato que você teve com os exercícios não tenha sido adequado para você, o que causou um certo ódio. Embora o amor por treinar não nasça de um dia para o outro, os pequenos detalhes que geralmente recebem pouca importância, na verdade, influenciam a sua relação com o esporte.

Portanto, se você quer ter um corpo de arrasar, melhorar a sua saúde ou ter um hobby com muitos benefícios, é hora de implementar essas dicas:

1. Encontre-se

Os exercícios são um momento de encontro entre o corpo, o movimento e a mente. Portanto, temos o controle e o poder de escolher o que nos faz sentir mais confortáveis ​​e com o que nos identificamos.

Não é porque todos os seus amigos vão a uma academia que você também tenha que ir. Existem inúmeras opções de exercícios. Cada um tem uma personalidade diferente. Portanto, o primeiro passo para não ter ódio pelos exercícios é praticar uma modalidade que você admire e goste.

Não se feche fazendo apenas os exercícios mais comuns ou repetindo a mesma atividade física e esperando que, dessa forma, você goste dela. Você tem um mundo de possibilidades, tais como o Fitflamc, o treinamento em suspensão, a Zumba e o LISS, entre outros.

Os exercícios não são seus inimigos

2. Abra a sua mente

Se toda vez que você tentar treinar, você já tiver a sua cabeça cheia de pensamentos como ‘que preguiça de fazer exercícios’, ‘eu não quero fazer isso’, ‘eu não gosto’, então é muito provável que você não consiga estabelecer uma boa conexão com a atividade física.

Ir de má vontade não traz nenhuma mudança. Pelo contrário, só gera mais raiva. Portanto, liberte a sua mente de qualquer tipo de pensamento negativo e abra espaço para novas experiências. Deixe o esporte te surpreender.

3. Fique motivado

Anime-se, não fique de mau humor ao se exercitar. Mudar de humor pode ser natural para algumas pessoas, mas se esse não é o seu caso, você pode contar com a ajuda de diferentes elementos extras do exercício. Entre eles temos:

  • Música: Se você adora música, inclua-a nos seus treinos. Faça uma lista com as suas músicas favoritas e toque-a enquanto se exercita.
  • Vestuário: Se você gosta de usar roupas diferentes para cada ocasião, aproveite a oportunidade para ter o melhor estilo fitness e, assim, se sentir confortável ao treinar.
  • Amigos: Socializar é uma boa maneira de se motivar, então convide os seus amigos para fazer exercícios com você. Dessa forma, vocês podem se apoiar mutuamente e assim tornar o treino mais divertido.

Essas são apenas algumas sugestões que você pode implementar, se assim desejar. Da mesma forma, ponha em prática qualquer ideia que você tenha que possa te motivar a ponto de querer que chegue a hora de fazer exercícios.

4. Dê tempo ao tempo

Para que um prato se torne o seu favorito, você deve experimentá-lo, mastigá-lo e comê-lo várias vezes para deduzir que, de todos os pratos que você já experimentou, até agora esse foi o melhor. O mesmo vale para os exercícios: você deve vivê-los, suar, fazê-los várias vezes até tirar conclusões.

Além disso, criar um hábito não é algo que acontece da noite para o dia. Assim, não desista dos exercícios após apenas alguns dias. Deixe um tempo passar e você verá como, sem perceber, eles vão se tornar uma parte de você. Aliás, uma parte muito importante!

Disciplina acima de tudo

5. Disciplina acima de tudo

Estabeleça um compromisso, tente ser persistente na atividade que você escolheu. Não há nenhum problema se você perder um treino: o mais importante é manter a mesma perseverança e vontade de progredir ao longo do processo.

Os exercícios não são os seus piores inimigos, muito menos vão te fazer mal. Por isso, não deixe de experimentá-los de uma maneira mais apropriada para a sua personalidade. O ódio pelos exercícios nada mais é do que o desconhecimento de um mundo que pode fazer você feliz e saudável.