Produtos farmacêuticos que você nunca deve comprar

25 de março de 2019
Há algum tempo as farmácias, além dos medicamentos costumeiros, oferecem uma grande variedade de produtos para venda. É importante que você não se deixe levar pela publicidade; existem produtos farmacêuticos que você nunca deve comprar.

As farmácias têm em suas prateleiras muito mais produtos farmacêuticos que os próprios medicamentos, incluindo alguns que tentam se igualar ou competir quando na verdade não podem realmente substituí-los.

Os estabelecimentos farmacêuticos têm expandido sua oferta, adaptando-se para atender a muitas pessoas com necessidades específicas e das mais diversas.

Entre a ampla oferta de produtos encontramos temos medicamentos, produtos cosméticos, produtos de limpeza e de higiene pessoal, suplementos alimentares, produtos homeopáticos e até alimentos.

Os suplementos alimentares e os cosméticos

Existem produtos com os quais devemos ter muito cuidado, especialmente se estiverem relacionados à nossa saúde. Existem muitas marcas e devemos confirmar que elas possuam as respectivas licenças de saúde.

Farmácia

Os suplementos alimentares nunca devem substituir uma dieta saudável e balanceada; ao contrário dos medicamentos convencionais, também não devem ser promovidos como redutores de dor ou coadjuvantes no tratamento de problemas de saúde, como problemas cardíacos.

Alguns produtos cosméticos podem ser comprados em farmácias, especialmente os da área dermatológica; um fator importante é que esses produtos sejam aprovados pelo farmacêutico, ao qual se possa recorrer no caso de qualquer reação adversa.

Produtos farmacêuticos homeopáticos

Um dos produtos farmacêuticos que nunca devemos comprar sem controle são os produtos homeopáticos. Esses “remédios milagrosos” são promovidos como remédios, e muitas pessoas no mundo os usam para tratar doenças e condições patológicas.

Os produtos homeopáticos não deveriam ser vendidos em farmácias, porque colocam os consumidores em um “risco inaceitável”. Alguns estudos científicos concluíram que os produtos homeopáticos devem ser mantidos fora das farmácias aprovadas pelo esquema de benefícios farmacêuticos.

As empresas dedicadas à produção e distribuição de produtos homeopáticos afirmam: a homeopatia é inofensiva e pode ser usada como alternativa à medicina tradicional em determinadas circunstâncias.

O relatório do Conselho Nacional de Saúde e Pesquisa Médica do governo australiano, após uma avaliação completa das evidências, concluiu que não existem condições de saúde para as quais exista evidências confiáveis ​​de que o produto homeopático seja eficaz, e não justifica a sua venda nas farmácias.

A homeopatia, também conhecida como medicina homeopática, é um sistema médico alternativo desenvolvido na Alemanha há mais de 200 anos. Os produtos homeopáticos são derivados de substâncias que provêm de plantas, minerais, animais e outras substâncias.

Produtos homeopáticos

Efeitos colaterais e riscos

As imunizações homeopáticas têm sido promovidas como substitutos das imunizações convencionais, mas faltam dados científicos para sustentar tais afirmações.

Embora muitos produtos homeopáticos sejam muito diluídos, alguns que são vendidos ou rotulados como homeopáticos podem não ser; eles geralmente contêm quantidades substanciais de ingredientes ativos.

Como qualquer medicamento ou suplemento dietético que contenha ingredientes químicos, esses homeopáticos podem causar efeitos colaterais ou interações medicamentosas.

Como qualquer medicamento ou suplemento dietético, esses produtos podem apresentar riscos se não forem fabricados corretamente. Os líquidos homeopáticos geralmente também contêm mais álcool que os níveis permitidos nos medicamentos convencionais.

Alertas sobre o uso de produtos homeopáticos

Não é conveniente utilizar os produtos homeopáticos como substitutos de um medicamento convencional, nem adiar uma consulta médica para um problema ou doença.

É necessário seguir os programas convencionais de imunização recomendados para crianças e adultos. Não se deve utilizar produtos homeopáticos como substitutos das vacinas convencionais.

Devemos nos informar sobre produtos farmacêuticos com fontes confiáveis ​​sobre sua aplicação e uso; nossa saúde e bem-estar estão envolvidos.

Alertas sobre medicamentos convencionais retirados do mercado

Por definição, os medicamentos servem para prevenir, aliviar ou curar uma doença. São nossos melhores aliados na hora de enfrentar diferentes doenças.

Alguns erros de fabricação, contaminação por microrganismos não detectados ou pelo não cumprimento de normas sanitárias vigentes em cada país podem transformá-los em um elemento de alto risco para a saúde.

É necessário estar atento aos alertas farmacêuticos dos departamentos de saúde e verificar os medicamentos que foram retirados do mercado.

Os estabelecimentos farmacêuticos devem possuir áreas de quarentena, onde possam armazenar os medicamentos retirados de circulação. Trata-se de oferecer informações corretas e oportunas sobre os produtos farmacêuticos que nunca devemos comprar.