Contraturas musculares após o treino

13 de julho de 2019
As contraturas musculares são um desconforto que atinge os atletas com uma relativa frequência. Leia o artigo a seguir e descubra como evitá-las.

Os músculos do corpo se contraem e relaxam para realizar qualquer tipo de movimento. Quando um músculo sofre tensão ou é encurtado, isso pode produzir rigidez nas articulações e, como consequência, uma redução na sua amplitude normal de movimento. Nestes casos, ocorrem as famosas contraturas musculares.

As contraturas musculares são muito comuns após o treino. Geralmente, elas são acompanhadas de dor ou rigidez. Elas não são lesões que afetam o músculo em si, mas sim deformidades temporárias que reduzem a flexibilidade da articulação e a amplitude normal de movimento da área afetada.

De um modo geral, uma contratura muscular é um alongamento ou um encurtamento dos músculos. Pode ocorrer em qualquer articulação na qual exista rigidez. Na maioria dos casos, descansar será o suficiente para o seu desaparecimento, embora um médico também possa prescrever medicamentos para reduzir a inflamação e a dor.

As contraturas musculares são um mecanismo de defesa que impede que o esforço físico excessivo cause danos permanentes. Elas fazem essa tarefa impedindo que as articulações se movam livremente.

Por exemplo, uma contratura no joelho pode fazer com que seja doloroso e difícil deixar a perna reta. Como consequência, isso pode tornar impossível caminhar corretamente e apoiar o peso sobre esse membro. Com o tempo, o movimento pode ficar ainda mais limitado e doloroso.

Quais são as causas das contraturas musculares?

A seguir, vamos rever quais são as causas das contraturas musculares:

1. Exercício físico intenso

O primeiro dos gatilhos das contraturas musculares é o exercício físico intenso. De fato, os movimentos bruscos ou os exercícios mal executados contribuem para o surgimento de contraturas.

Dicas para tratar as contraturas

2. Não fazer aquecimento

Em segundo lugar, você deve saber que as contraturas musculares têm maior probabilidade de ocorrer se você não se aquecer adequadamente antes de iniciar as sessões de exercícios físicos. Portanto, recomenda-se fazer um bom aquecimento para evitar qualquer tipo de lesão e reduzir os riscos.

3. Lesões

Lesões como fraturas, queimaduras ou qualquer problema que faça com que as articulações percam a sua amplitude de movimento parcial podem causar contraturas.

Por exemplo, fraturas ósseas, ligamentos rompidos ou lesões no tendão podem exigir a colocação de gesso na área afetada durante várias semanas. Isso reduz a mobilidade das articulações e pode causar contraturas.

Da mesma forma, queimaduras mais graves podem impedir uma amplitude normal de movimento nas articulações das áreas afetadas e assim gerar os mesmos resultados.

4. Maus hábitos posturais

Além de tudo o que foi mencionado anteriormente, recomendamos evitar a má postura no seu dia a dia, seja assistindo televisão ou trabalhando no escritório. A má postura pode causar contrações forçadas dos músculos de maneira contínua.

Esse desconforto acaba causando contraturas musculares. Portanto, procure adotar uma boa postura, além de utilizar material que garanta esses princípios, tais como cadeiras ou sofás firmes e saudáveis.

Dicas para tratar as contraturas

As contraturas são lesões muito comuns em atletas, e geralmente são tratadas com exercícios. Esses exercícios geralmente são planejados por um fisioterapeuta, com o objetivo de ajudar as articulações a se movimentarem sem dor. Na maioria dos casos, eles podem ser executados pelo próprio paciente.

O alongamento é a principal intervenção utilizada pelos fisioterapeutas para o tratamento e a prevenção das contraturas. Por outro lado, as massagens são o método natural mais eficaz para tratar essas complicações musculares.

Exercício físico intenso

No entanto, em casos extremos uma cirurgia pode ser usada para liberar as contraturas e aliviar a dor. Isso não ajudará, porém, os músculos, que já estarão enfraquecidos.

Além disso, você deve saber que as contraturas musculares não respondem a um padrão exato em termos de tempos de recuperação. Tudo depende da sobrecarga e de cada pessoa.

Assim, como você pode ter concluído, as contraturas musculares são a maneira como o corpo comunica que você foi longe demais ou fez um esforço que produziu a necessidade de descansar para se recuperar.

Considere que mover os músculos com a maior frequência possível, principalmente dobrando as articulações, é uma das melhores maneiras de evitar as contraturas musculares.

Por fim, não se esqueça de que é mais fácil prevenir as contraturas musculares do que tratá-las. Por isso, é melhor aprender a evitar as causas que podem levar ao enrijecimento das articulações e dos músculos do que tomar atitudes depois que elas já surgiram.