Exercícios para envelhecer melhor: 6 opções

19 de abril de 2019
Para chegar à terceira idade de maneira saudável, é muito importante ter levado uma vida saudável por muitos anos, mas nunca é tarde demais para mudar certos hábitos e aprender a viver melhor.

Às vezes chegar a uma certa idade em um bom estado físico pode parecer milagroso ou possível apenas para certos abençoados ou agraciados. No entanto, para envelhecer melhor, podemos adotar diferentes hábitos e realizar exercícios. Você gostaria de saber quais? No artigo a seguir nós te contaremos.

Opções de treino para envelhecer melhor

Antes de tudo, caso você nunca tenha feito muito exercício, lembre-se que deve começar aos poucos; os benefícios levarão tempo para aparecer, mas logo eles serão perceptíveis e você poderá aproveitá-los.

Os exercícios a seguir são uma maneira de envelhecer melhor pois funcionam como uma maneira de prevenir as doenças típicas em idosos como problemas ósseos, inflamação das articulações e doenças cardíacas.

1. Levantamento de pesos

Podemos fazer levantamento de halteres e discos ou mesmo de garrafas cheias de areia ou pacotes de farinha. É evidente que não é necessário tornar-se um halterofilista olímpico ou ir à academia todos os dias. A ideia é que duas ou três vezes por semana você faça um treino e levante pesos com os braços.

Por exemplo, enquanto você assiste TV, levante-se e pegue um haltere (ou o item escolhido) com cada mão. Depois, coloque os braços na frente do corpo com os pulsos voltados para você. Assim, flexione o braço direito para cima até tocar no ombro. Em seguida, faça o mesmo com o braço esquerdo.

2. Natação

Você sabia que a hidroginástica e a natação são excelentes exercícios para envelhecer melhor? Isso porque são disciplinas muito completas (especialmente a segunda), uma vez que reduzem a dor articular e óssea, enquanto aumentam o equilíbrio e a coordenação dos movimentos.

Além disso, as vantagens vão além do aspecto físico, já que nadar ou exercitar-se na água reduz as chances de sofrer de demência e outros problemas cognitivos, incluindo a falta de memória.

3. Alongamentos

Todos os dias, quando você acordar e antes de dormir, empregue cinco minutos para alongar completamente o corpo. Para fazer isso, sente-se na beira da cama, levante os braços acima da cabeça e vire o tronco para os lados.

Depois, em pé, incline-se para os lados e abaixe o tronco para tentar tocar as pontas dos pés com as mãos (ou pelo menos alcançar os joelhos).

Nesse sentido, há muitos alongamentos diferentes que podemos fazer para melhorar a flexibilidade dos músculos e reduzir dores ou lesões. Você pode girar os pulsos e tornozelos, fazer rotações do quadril, movimentos laterais da cintura ou do pescoço… Sempre com muito cuidado e devagar!

4. Andar de bicicleta

Outro exercício que você não pode perder se quiser envelhecer melhor. Isso porque a bicicleta tem muitas vantagens, seja em casa (ergométrica) ou ao ar livre.

De modo geral, os passeios em duas rodas pelo parque, campo ou uma rua pouco movimentada em nosso bairro oxigenam os pulmões, fortalecem o sistema imunológico e melhoram a saúde dos joelhos e pulsos.

Aliás, pode até ser uma atividade muito interessante para se praticar em família nos finais de semana. Perfeita para reunir filhos ou netos!

5. Caminhar

É preciso sair para caminhar pelo menos três vezes por semana

Por outro lado, se você tem receio de andar de bicicleta, uma alternativa muito benéfica é caminhar.

Caminhar no parque com um passo acelerado (não o mesmo que andar olhando vitrines e lojas) melhora o sistema respiratório, alivia estresse, fortalece músculos e ossos das pernas e pés, evita dores na cintura… Não hesite em dar um passeio pelo menos três vezes por semana.

6. Tai Chi

Finalmente, um exercício que melhora o aspecto físico mas também o espiritual e emocional. É, sem dúvida, uma opção mais do que interessante para poder envelhecer melhor. Em linhas gerais, o Tai Chi é uma técnica milenar asiática que se concentra nos movimentos lentos e fluidos dos braços e pernas.

Graças a esta disciplina, a força aumenta, desenvolvemos mais flexibilidade, a coordenação e o equilíbrio são melhorados e aliviamos um pouco o estresse.