Comer 200 gramas de mirtilos por dia reduz a pressão arterial

15 de janeiro de 2020
Consumir mirtilos com regularidade é uma boa escolha na hora de prevenir muitas doenças, graças à sua alta composição de antioxidantes.

Os mirtilos são famosos pelo seu alto poder antioxidante. Trata-se de uma fruta do bosque que apresenta muitas propriedades na hora de combater o envelhecimento e a oxidação do DNA. Mas você sabia que comer 200 gramas de mirtilos por dia reduz a pressão arterial?

Por tudo isso, é interessante incluí-los de maneira habitual na dieta, dentro das porções diárias de frutas e verduras. Eles têm uma boa capacidade de conservação na geladeira, onde podem permanecer até 3 semanas. Contudo, o único contra é o seu elevado preço que encontramos nos comércios.

Fonte de vitaminas e antioxidantes

Exceto no caso de congelarmos, processo mediante o qual eles perdem grande parte da sua vitamina C, eles são alimentos que nos fornecem uma grande quantidade de micronutrientes. Entre todos eles, destaca-se a sua capacidade antioxidante, que colabora na luta contra os radicais livres e o envelhecimento.

Combinar o consumo de mirtilos com outros alimentos ricos em polifenóis, como, por exemplo, o alho ou as especiarias, é uma ótima opção na hora de montar uma dieta saudável.

Além disso, os mirtilos são também ricos em resveratrol, uma substância presente nas uvas pretas com grande poder anticancerígeno. Eles são, portanto, um dos alimentos com o maior poder antioxidante entre todos os conhecidos.

Comer mirtilos reduz a pressão arterial

O consumo de 200 gramas de mirtilos por dia ajuda a combater a hipertensão, uma vez que reduz a pressão arterial alta, além de melhorar o perfil lipídico.

Desse modo, as lipoproteínas HDL aumentam e as LDL diminuem e ocorre, além disso, uma redução dos triglicerídeos. Esse efeito se deve ao grande conteúdo de flavonoides desse alimento [1][2].

As doenças cardiovasculares representam uma das principais causas de morte mundialmente. Assim, sua prevenção é crucial. O consumo de ácidos graxos ômega 3, de alimentos ricos em antioxidantes como os mirtilos e a prática regular de exercício são, sem dúvida, os melhores amigos do coração.

Comer mirtilos reduz a pressão arterial

Como usar os mirtilos?

Uma das principais vantagens desse fruto é a sua versatilidade culinária. Eles podem ser consumidos sozinhos, mas também em sucos, geleias ou smoothies. São bons amigos da confeitaria e é uma ótima ideia incluí-los nos cafés da manhã.

Além disso, eles podem ser adicionados aos cremes de legumes para contribuir com variedade em relação à cor e ao sabor. Finalmente, outra opção interessante é consumi-los nas saladas, junto com sementes de diferentes variedades para potencializar a ingestão de ácidos graxos.

Nem tudo que reluz é ouro

Entretanto, consumir 200 gramas de mirtilos por dia apresenta uma série de desvantagens que vale a pena destacar. A primeira delas é a praticidade.

Ingerir 200 gramas dessa fruta diariamente significa que pelo menos aproximadamente 110 calorias da dieta diária vão proceder dos mirtilos. Preste atenção para não exagerar e cair em uma dieta hipercalórica que te faça ganhar peso.

Por outro lado, o preço elevado dos mirtilos encareceria enormemente o orçamento da nossa dieta. Assim, essa não é uma estratégia nutricional apta para todos os bolsos.

Mais mirtilos e mais variedade

Na hora de propor uma dieta saudável, o pilar fundamental é a variedade. Dessa forma, por melhor que seja um alimento, não devemos abusar dele em detrimento do consumo de outros.

Por isso, e embora introduzir mirtilos na dieta com frequência seja fantástico, o ideal é alternar a sua ingestão com outras frutas vermelhas, diferentes frutas ,verduras e legumes.

Desse modo, obteremos uma contribuição rica e variada de micronutrientes e de compostos antioxidantes que, então, vão melhorar o nosso estado de saúde. Também, não devemos nos esquecer de manter o equilíbrio ômega 3 – ômega 6, especialmente no caso da prevenção de hipertensão e de doenças cardiovasculares.

Comer mirtilos reduz a pressão arterial

Para isso, é imprescindível incluir na dieta ácidos graxos mono e poli-insaturados. Eles podem proceder dos peixes azuis, dos óleos vegetais, das oleaginosas e das sementes.

Conclusão

O consumo regular de mirtilos apresenta propriedades anti-hipertensivas e anticancerígenas. Entretanto, um consumo diário elevado desse alimento não é nada prático. Por isso, devemos incluí-los na dieta com certa frequência, mas alternar com outros alimentos ricos em micronutrientes e compostos fenólicos.

Finalmente, é importante combinar a dieta saudável com a prática regular de exercício. Desse modo, vamos melhorar os parâmetros bioquímicos do nosso organismo e, além disso, reduzir os riscos de sofrer de doenças complexas a médio prazo.

  1. Zhu Y., Sun J., Lu W., Wang X., Wang X., Han Z., Qiu C., Effects of blueberry supplementation on blood pressure: a systematic review and meta-analysis of randomized clinical trials. J Hum Hypertens, 2017. 31 (3): 165-171.
  2. Khalid S., Barfoot KL., May G., Lamport DJ., Reynolds SA., Williams CM., Effects of acute blueberry flavonoids on mood in children and Young adults. Nutrients, 2017.