A atividade física ajuda a reduzir a pressão arterial

15 de agosto de 2019
Entre os seus vários benefícios, a atividade física é extremamente positiva para a saúde cardiovascular. Você sabe como ela ajuda no controle da pressão arterial?

A hipertensão é uma doença que deve ser levada a sério. Portanto, se estiver dentro de suas possibilidades tomar medidas para reduzir a pressão arterial, a atividade física é uma ótima opção. A seguir, vamos te contar o porquê!

A pressão arterial está presente em todos os seres humanos. Trata-se da pressão exercida pelo sangue contra as paredes das artérias. No entanto, ela pode se tornar um problema quando aumenta acima do normal. Felizmente, um estilo de vida saudável nos ajuda a normalizá-la.

Pressão arterial

O corpo é projetado para ter uma pressão arterial ou sanguínea adequada, o que garante a circulação do sangue através dos vasos sanguíneos. Dessa forma, é possível oxigenar e nutrir os órgãos para que eles funcionem adequadamente.

A pressão arterial deve ser medida de tempos em tempos para garantir que tudo está em ordem. Existem dois componentes que são observados:

  • Pressão sistólica: Refere-se à sístole, ou seja, à contração do coração e ao efeito de pressão que ela gera na parede dos vasos. Essa pressão normalmente deve ser inferior a 120.
  • Pressão diastólica: Corresponde ao valor mínimo, quando o coração relaxa após a contração (diástole). Essa pressão deve ser de 80 ou menos.

Hipertensão

A pressão arterial alta é também chamada de hipertensão. Assim como o próprio nome indica, trata-se da pressão arterial acima do normal.

À medida que a pressão sanguínea começa a aumentar, ações devem ser tomadas para reduzi-la e, assim, evitar que ela fique ainda mais alta. A hipertensão pode causar doenças cardíacas e acidente vascular cerebral, por isso é primordial que ela seja tratada imediatamente.

A atividade física e a pressão arterial

A hipertensão arterial pode ser dividida em três estágios:

  • Pré-hipertensão: A pressão sistólica entre 120-139 e a pressão diastólica entre 80-89 são consideradas precursoras da hipertensão. Nessa fase, ações devem ser tomadas para que a pressão retorne para os níveis normais.
  • Hipertensão estágio 1: Existe uma pressão sistólica de 140-159 e uma pressão diastólica de 90-99.
  • Hipertensão estágio 2: O paciente tem uma pressão sistólica de 160 ou mais e pressão diastólica de 100 ou mais.

De fato, os dois últimos estágios já são considerados como hipertensão e devem ser tratados por um médico. É muito importante consultar um profissional que forneça uma dieta e os medicamentos necessários para controlar a pressão arterial.

A atividade física e a pressão arterial

Para reduzir a pressão arterial, é aconselhável manter uma dieta saudável com menos sal, tomar os medicamentos prescritos pelo médico se necessário, e também praticar atividades físicas.

A atividade física é uma ferramenta fenomenal para ajudar a reduzir a pressão arterial. Mas mesmo que você não tenha pressão alta, a atividade física também ajuda a mantê-la estável e dentro dos níveis normais.

A relação entre o exercício e a redução da pressão arterial alta é muito simples. Ao praticar atividades físicas, o ritmo cardíaco aumenta, o que faz com que o coração trabalhe com maior frequência.

Além disso, o exercício regular fortalece o coração, facilitando assim o bombeamento do sangue e, ao mesmo tempo, diminuindo a força exercida nas artérias e reduzindo a pressão arterial.

A atividade física, além de reduzir a pressão arterial, também reduz os níveis de colesterol, diminui o risco de diabetes ou infarto e ajuda a manter um peso adequado.

Todas as atividades físicas são boas para a hipertensão?

É importante destacar as atividades físicas que são recomendadas para tratar a hipertensão e aquelas que não são tão convenientes para essa finalidade. Uma vez que o objetivo é abaixar a pressão arterial, existem alguns exercícios que você não deve fazer com tanta frequência, por exemplo:

  • Musculação.
  • Exercícios cardiovasculares muito vigorosos.

O problema com esses exercícios é que eles podem ser exigentes demais para uma pessoa que tenha problemas com a pressão arterial. Portanto, é melhor que eles sejam evitados ou executados de maneira moderada e com a supervisão de um instrutor profissional.

Exercícios mais recomendados

Ao ter pressão alta, é necessário considerar que os exercícios extremamente exigentes não devem ser praticados. E, por sua vez, é necessário enfatizar a importância do aquecimento para esquentar o corpo antes da atividade física.

Exercícios mais recomendados

Os exercícios indicados para baixar a pressão arterial são os seguintes:

  • Pilates.
  • Treinamento LISS.
  • Caminhar.
  • Andar de bicicleta.
  • Yoga.

Em resumo, tanto se você precisar baixar a pressão arterial quanto se precisar mantê-la em um nível adequado, sem dúvida a atividade física é uma ótima opção. Desde que seja feita corretamente e seja acompanhada de uma boa dieta e hidratação, você verá as mudanças positivas em um curto espaço de tempo.