Exercícios de tríceps com Power Ball

13 de julho de 2019
Você conhece a Power Ball? Neste artigo dizemos como fortalecer seus tríceps com exercícios simples e eficazes com este pequeno instrumento.

Os músculos do tríceps são muito importantes em muitos esportes. Além disso, moldam os braços e permitem aumentar sua força e funcionalidade. Por estes motivos, a utilidade dos exercícios de tríceps com Power Ball é quase indiscutível. São fáceis de realizar e quase não consomem tempo!

Os tríceps, localizados na parte posterior superior do braço, são chamados assim porque são compostos por três partes: cabeça longa, cabeça lateral e cabeça medial.

Elas vão desde o ombro até o cotovelo e formam um grupo muscular cuja importância se destaca em determinadas disciplinas esportivas. Exemplos disso são natação, tênis, vôlei e basquete.

Em busca de uma preparação adequada para esses e outros esportes, muitos recorrem à academia ou aos exercícios funcionais para fortalecer e aumentar a resistência desses músculos.

Recentemente, a popularização da Power Ball resultou no surgimento de todos os tipos de exercícios para diferentes partes do corpo. Surgiram também exercícios para os tríceps. Portanto, a seguir mostraremos alguns exercícios de tríceps com Power Ball que você poderá realizar a qualquer hora do dia.

Benefícios dos exercícios com Power Ball

O que é a Power Ball e por que é bom trabalhar com ela? A Power Ball é uma esfera de policarbonato com um giroscópio em seu interior. Este corpo simétrico gira sobre seu próprio eixo na direção oposta à força que fazemos, o que faz com que sua resistência aumente gradualmente em resposta à velocidade dos giros.

Seus benefícios mais importantes são:

  • Gera melhoras na força muscular.
  • Aumenta a resistência e a estabilidade dos músculos.
  • Estimula as conexões cerebrais necessárias para responder às exigências crescentes geradas pela resistência do giroscópio.
  • É eficiente em termos de tempo de trabalho e visualização de seus efeitos.

Os vários modelos deste instrumento são amplamente utilizados para a reabilitação de músculos lesionados. Outra de suas virtudes é que não gera vibração e permite que o próprio usuário ajuste a intensidade dos exercícios.

Benefícios dos exercícios com Power Ball

3 exercícios de tríceps com Power Ball

Exercício #1

O exercício de tríceps com Power Ball convencional consiste em girar a esfera como se faz em trabalhos normais, mas atrás da linha do tronco.

Ou seja, devemos estender o braço com a palma da mão voltada para trás. A Power Ball deve ser segurada com o polegar e os três dedos maiores. O dedo mínimo fica como suporte, mas sem segurar a bola.

A peculiaridade deste exercício é que o braço não deve exceder a linha do corpo. Então, ao fazer a rotação da Power Ball, a mão fica praticamente alinhada com os glúteos.

O movimento que deve ser feito é o de rotação e pode ser feito tanto no sentido horário como no anti-horário. O importante é manter uma postura correta do braço, que não deve ser flexionado em excesso. Aconselha-se realizar apenas uma leve flexão que possibilite o movimento, nada além disso.

Exercício #2

Uma variante deste exercício é possível realizando o seguinte trabalho: novamente com a bola na mão, deve-se estender o braço para baixo, mas, nesse caso ele deve ser posicionado formando um ângulo de cerca de 45° em relação ao corpo.

Então, é preciso girar a Power Ball primeiro em um sentido e depois em outro, sem flexionar o braço e sem girar muito o pulso. O movimento deve ser repetido da mesma forma com o outro braço.

A popularização da Power Ball resultou no surgimento de todos os tipos de trabalhos para diferentes partes do corpo

Exercício #3

Este é o mais exigente dos exercícios de tríceps com Power Ball que descrevemos aqui. Para realizá-lo, deve-se levar o braço para trás da cabeça e flexioná-lo de modo a formar um ângulo de 90° entre o antebraço e o bíceps.

Uma vez nesta posição, procede-se à rotação realizada também nos exercícios anteriores. Isto é, mover o braço, mas sem usar o pulso em excesso, pois isso alteraria o propósito do exercício.

Em qualquer caso, é recomendável realizar os exercícios com ambos os braços e em ambos os sentidos. Assim, eles serão mais eficazes e as vantagens serão equivalentes para cada membro.

É aconselhável, em último lugar, que a exigência dos exercícios seja aumentada gradualmente. Neste sentido, a prática diária — independentemente de ser de curta duração — e a continuidade são aspectos indispensáveis ​​para se chegar aos resultados desejados.