Todas as pessoas podem praticar calistenia?

· 15 de julho de 2018
A calistenia é uma disciplina de treinamento que, com o passar do tempo, perdeu o seu estigma e está ganhando muita popularidade no mundo fitness.

A calistenia é um conjunto de exercícios físicos que são realizados apenas com o seu próprio peso corporal. Para praticar calistenia, é mais interessante fazer uso de movimentos de grupos musculares do que focar na intensidade e no esforço.

O método e as técnicas utilizadas durante uma aula de calistenia fazem com que essa atividade seja apropriada para todos os públicos. Isso significa que não há nenhum limite de idade, para praticar calistenia e até mesmo os fisioterapeutas a recomendam para tratamento de patologias tais como escoliose, hérnia de disco ou problemas no joelho.

Razões para praticar calistenia

  • -Ela não impacta as articulações
  • -Permite tonificar seu corpo
  • -Modela o corpo
  • -Melhora a postura
  • -Tonifica os grupos musculares
  • -Não é preciso praticamente nenhum material
mulher fazendo flexões de braço

Atualmente, a calistenia também é realizada no treinamento de alto rendimento. A calistenia está sendo incorporada nesse tipo de treinamento devido a alguns benefícios que ela proporciona:

  • Liberdade: ela pode ser realizada em qualquer lugar, sem precisar de material de treinamento adicional.
  • Utilidade: são treinamentos muito funcionais e que permitem um ganho de força útil além de melhorar a eficácia dos movimentos.
  • Transferência: os exercícios realizados são transferidos para os movimentos comuns, razão pela qual praticar calistenia tem tanto impacto nos atletas profissionais.
  • Agilidade: é um dos únicos treinamentos que permite treinar o conjunto de aspectos físicos que melhoram a agilidade. Força, resistência, velocidade e flexibilidade.

Exercícios básicos para praticar calistenia

Esses são os exercícios básicos que você precisa dominar para começar a treinar com o seu próprio peso corporal e praticar calistenia. Os exercícios podem ser classificados a partir de critérios diferentes, por exemplo, se eles podem gerar outros exercícios mais complicados de acordo com o tipo de movimento que é feito:

– Agachamentos ou squat: o exercício consiste em flexionar os joelhos e abaixar o corpo, mantendo a verticalidade, para depois retornar à posição inicial em pé. Ele serve para desenvolver os músculos e para fortalecer os tendões e os ligamentos das pernas. Também permite tonificar os glúteos e traz benefícios à cintura.

mulher fazendo agachamento no parque

– Flexões: a pessoa deve deitar-se sobre a barriga, com a palma da mão no chão, na altura dos ombros. Em seguida, deve levantar o seu corpo com a força dos braços e retornar à posição inicial. Os braços, consequentemente, se flexionam e se estendem de maneira sequencial.

O seu objetivo principal é trabalhar os músculos peitorais para definir e tonificar o peito. No entanto, ele também trabalha outros grupos musculares, como o deltoide ou o tríceps.

– Flexão de braços na barra fica ou puxada alta: é a flexão dos braços, em suspensão, pendurados em uma barra, com o corpo ereto.

Com esse movimento, iremos elevar o corpo a partir de um ponto baixo (os braços começam estendido), até toca a barra com o queixo ou com o peito (os braços devem permanecer flexionados e colados ao tronco). Serve para desenvolver o músculo grande dorsal.

– Elevações das pernas na barra fixa ou suspending leg raising: para fazer esse exercício, devemos nos pendurar em uma barra com a pegada pronada, os braços completamente retos e os pés não podem tocar o chão.

Com as pernas completamente esticadas em todo o momento, contraia o tronco e use os seus músculos abdominais para levantar os pés até os ombros. Faça uma pausa quando os músculos chegarem no peito e retorne à posição inicial.

– Ponte de glúteos: você deve se deitar sobre um colchão, com as pernas dobradas e as solas dos pés apoiadas no chão. Os braços podem ficar estirados e ao lado do corpo, com as palmas das mãos apoiadas no chão.

mulher fazendo ponte no parque

A partir dessa posição, você deve usar o bumbum para levantar o quadril, formando uma linha reta, dos ombros até os joelhos. Uma vez nessa posição, tente permanecer assim por alguns segundos antes de retornar à posição inicial.

-Parada de mão ou handstand: você deve apoiar o corpo numa posição vertical estável e invertida, se equilibrando com as mãos. Em uma parada de mão básica, o corpo é mantido em linha reta com os braços e as pernas totalmente estendidas, com as mãos espaçadas aproximadamente na largura dos ombros.

Dominar os movimentos básicos é o primeiro passo que temos que dar se queremos começar a praticar calistenia. Na hora de treinar, podemos dedicar dois ou três dias por semana para internalizar os movimentos, enquanto que durante os outros dias podemos buscar melhorar a amplitude de movimento das nossas articulações e da nossa agilidade.