Por que é tão difícil entrar em forma?

25 de setembro de 2019
Entrar em forma é algo que muitos de nós procuramos, ainda mais quando o verão está chegando. Vamos mostrar como é o processo para alcançar esse objetivo tão desejado.

Quando falamos em entrar em forma, há uma palavra que resume todo o processo: paciência. Certamente, todos nós gostaríamos que essa melhora física acontecesse da forma mais rápida e fácil possível, mas isso seria até mesmo contraproducente.

Para alcançar um bom condicionamento físico, será preciso ter muita perseverança e uma especial dedicação.

Agora que o verão está chegando, muitas pessoas começam a chamada ‘operação biquíni’ e recorrem a medidas drásticas que só vão oferecer resultados rápidos, mas com terríveis consequências a longo prazo.

Para evitar que isso aconteça e te guiar através do processo, no artigo de hoje vamos explicar um pouco mais sobre o processo de entrar em forma e mostrar por que temos tanta dificuldade para alcançar esse objetivo.

Para entrar em forma, o começo sempre é difícil

Qualquer processo que nos afaste da nossa zona de conforto será difícil no começo. Para alcançar o objetivo procurado, que nada mais é do que entrar em forma, será essencial introduzir atividades físicas e pequenos trabalhos de força no dia a dia.

Para fazer isso, devemos começar tendo um treino diário que permita que estejamos motivados o tempo todo para alcançar os objetivos previamente estabelecidos.

Precisamos ter a consciência de que os resultados não serão visíveis no curto prazo e que, para alcançá-los, devemos ser constantes, perseverantes e não desistir diante da primeira dificuldade.

Somente dessa maneira é que as mudanças positivas vão ocorrer e garantiremos que elas permaneçam ao longo do tempo. Ou seja, vamos aderir ao exercício físico e à vida saudável.

Por que demoramos a entrar em forma?

Esse conceito de ‘entrar em forma’ de que tanto falamos é muito amplo, assim como o que cada indivíduo precisa para alcançá-lo. É um termo muito genérico e que vai depender das características e dos objetivos específicos de cada um.

entrar em forma

Outra coisa importante a ser observada é que ser magro não significa que um indivíduo esteja em forma. As pessoas com um certo sobrepeso geralmente são vistas como tendo pouco condicionamento físico, mas esse nem sempre é o caso. Dependendo de cada caso, será importante seguir uma série de dicas ou diretrizes:

  • Se estivermos em uma situação de sobrepeso ou obesidade, o mais importante a fazer, em primeiro lugar, é eliminar a gordura corporal. Nesse caso, será essencial adotar um treino que consista em exercícios intensos e bem adaptados, bem como acompanhá-lo com uma dieta hipocalórica. Além disso, o trabalho cardiovascular será de suma importância.
  • Por outro lado, se formos magros, mas com uma certa flacidez muscular, o plano de treinamento deve ser composto por treinos de força e hipertrofia que nos ajudem a ganhar massa muscular, porém mantendo um excedente calórico.

Fatores a serem considerados para entrar em forma

Idade

Um fator importante e com o qual devemos ter especial consideração é a idade. Como regra geral, a partir dos 30 anos, há uma maior tendência para desenvolver a massa gorda do que a massa magra (muscular).

Além disso, o gasto de energia também diminui com a idade. A queda desse índice é de 2% a cada 10 anos a partir dos 30 anos, portanto, será necessário ajustar a ingestão de calorias e adaptá-la ao longo do tempo.

Embora esse percentual de 2% possa parecer pequeno, ele pode resultar em um aumento de 2,5 quilos por ano se não fizermos esse ajuste.

Com o passar do tempo, teremos mais dificuldade para nos aquecer, treinar e, acima de tudo, para nos recuperar após o exercício físico. A capacidade de treinamento muda com o tempo e é necessário prestar atenção a esses detalhes para manter a forma ideal.

A mulher precisa se esforçar um pouco mais

Outro fator diferencial é o sexo. Mais especificamente, estamos nos referindo às mulheres, que pesam em torno de 10 kg a menos do que os homens, mas que têm de 3 a 6 kg de gordura a mais. Os homens, por outro lado, têm uma porcentagem maior de massa muscular, além de membros e tronco maiores.

Devido a esses motivos, as mulheres têm uma desvantagem mecânica em relação aos homens. Isso impede que elas levantem mais peso e, assim, desenvolvam mais força.

esforço para entrar em forma

Além disso, o sexo feminino tem um número mais baixo de glóbulos vermelhos – células do sangue que são responsáveis ​​pelo transporte de oxigênio para os órgãos e tecidos.

Portanto, a sua capacidade de transportar oxigênio é menor. Ao mesmo tempo, a sua caixa torácica é menor, de tal forma que a sua capacidade ventilatória também é menor.

No entanto, nem tudo são desvantagens. A favor das mulheres está o fato de que a sua elasticidade pode ser 10 vezes maior que a dos homens, assim como a mobilidade das articulações.

Além disso, é importante observar que as diferenças nos níveis de força na parte inferior do corpo são quase inexistentes. Inclusive, em relação à massa muscular, ela é maior nas mulheres.

Apesar de tudo isso, as mulheres são sim capazes de ganhar força no mesmo ritmo que os homens. Basta adaptar o treinamento a cada indivíduo, independentemente de se tratar de um homem ou de uma mulher.

Escolher o exercício de acordo com o objetivo

Para que o processo de entrar em forma seja eficaz e eficiente, precisamos saber que o corpo responde de maneiras diferentes, de acordo com o tipo de exercício que fazemos.

No entanto, seremos capazes de queimar gordura independentemente do tipo de exercício que fizermos. Ou seja, não importa o tipo de atividade, desde que possamos gastar as mesmas calorias.

A grande diferença está no desenvolvimento ou não de um maior ou menor grau de massa muscular. Geralmente, com a atividade física de baixa intensidade, não se forma um nível importante de massa muscular. No entanto, podemos obter a queima de gordura e o emagrecimento.

Por outro lado, com o HIIT ou os exercícios de alta intensidade, podemos aumentar a massa muscular ao mesmo tempo em que diminuímos a gordura. No entanto, a diferença de peso será mínima, devido ao aumento do volume muscular.

De qualquer forma, a escolha do exercício depende do objetivo procurado. Além disso, sempre devemos ter em mente o equilíbrio entre exercício físico e dieta.

Escolher o exercício

Conclusões

Agora você já sabe um pouco mais sobre o mecanismo para entrar em forma e os fatores dos quais esse processo depende. Para te ajudar nessa missão, é interessante seguir uma série de diretrizes ou conselhos para além da própria atividade física em si:

  • Aproveitar o melhor momento do seu dia para se exercitar.
  • Treinar acompanhado.
  • Encontrar exercícios motivadores que estejam de acordo com os seus objetivos.
  • Incluir os treinos em um calendário.
  • Ser positivo e perseverante.

Por fim, é conveniente sempre procurar o apoio de um profissional em ciências do esporte, o que vai fazer com o seu caminho seja mais fácil. Então, o que você está esperando para começar a entrar em forma?

  • Alkahtani, S. A., King, N. A., Hills, A. P., & Byrne, N. M. (2013). Effect of interval training intensity on fat oxidation, blood lactate and the rate of perceived exertion in obese men. SpringerPlus, 2, 532.
  • Heart, T. N. (1998). Executive summary of the clinical guidelines on the identification, evaluation, and treatment of overweight and obesity in adults. Journal of the American Dietetic Association, 98(10), 1178-1191.