10 segredos para uma barriga perfeita

· 11 de setembro de 2018
Buscar uma barriga perfeita é um desafio a longo prazo, que requer disciplina e paciência, já que perder os quilos a mais que se acumulam na barriga não é algo que podemos alcançar de um dia para o outro

Ter uma barriga perfeita é um dos objetivos de ouro do mundo fitness. Às vezes, para atingir este objetivo, se exercitar e ter uma dieta equilibrada pode não ser o suficiente. No entanto, por mais difícil que seja, não é nenhuma missão impossível.

Nem todas as pessoas são iguais: como é a sua barriga perfeita?

Antes de iniciar qualquer plano para ter uma barriga chapada, é necessário saber como funciona o metabolismo de cada pessoa. É fato que algumas pessoas têm muito mais facilidade para perder peso do que outras. Por isso, uma visita ao consultório de um especialista na área nunca vai ser demais.

Verifique como estão seus hormônios e sua saúde como um todo. Será muito difícil perder a gordura da barriga e alcançar uma barriga perfeita se houver algum desequilíbrio no seu metabolismo.

Mulher apertando a gordura da barriga

Controlar a ingestão de carboidratos

Não se trata de eliminá-los completamente. Afinal, os carboidratos são uma das principais fontes de energia que permitem ao organismo realizar todas as suas tarefas básicas.

As funções dos carboidratos incluem o funcionamento normal dos músculos, do sistema digestivo e a função metabólica. Esta última é um processo fundamental para queimar a gordura que se acumula no abdômen.

Assim como quase tudo relacionado à saúde, os extremos fazem mal. Um déficit destas moléculas vai causar um mau de todo o organismo, com o aparecimento de sintomas como fraqueza e mau humor, por exemplo. Porém, se consumidos em excesso, os carboidratos são um dos gatilhos mais comuns da obesidade.

Não elimine as gorduras

Acontece algo semelhante ao que acontece com os carboidratos com as gorduras. Elas foram tão demonizadas que muitas pessoas consideram elimina-las completamente do cardápio; mas, novamente, a  segredo é alcançar o equilíbrio.

Sem as gorduras, o corpo ficaria sem ter onde armazenar a energia. Elas também funcionam como um ‘sistema de transporte’ que permite a mobilização das vitaminas e outros nutrientes através da corrente sanguínea.

Diga não a gorduras saturadas

Muitas vezes, a confusão quanto às gorduras acontece porque se entende de forma equivocada que todas são maléficas para a saúde. Mas nem todas caem na categoria das saturadas.

Não há nenhuma maneira de manter a barriga chapada (nem uma boa saúde) se o consumo de gorduras do tipo ruim for um hábito diário. Mas podemos dizer o mesmo de eliminar todas as gorduras do cardápio.

Menos sal, menos açúcar

Além de muitos outros problemas que o consumo excessivo dessas substâncias causa, o excesso de sódio e açúcar no corpo facilita o acúmulo de gordura na região abdominal.

Assim, reduzir a presença desses elementos ao mínimo necessário é uma tarefa vital para aqueles que se preocupam com o diâmetro de sua cintura.

Torrões de açúcar

Para ter uma barriga chapada, é preciso se exercitar

Não é nenhum segredo. Sem atividade física regular, manter sua barriga como uma tábua vai ser sempre um sonho difícil de se alcançar. Mas não se trata de fazer abdominais de maneira desordenada; um plano de trabalho específico deve ser seguido e adaptado às necessidades de cada um.

Hidrate-se bem

Sem água, é impossível que o corpo funcione. Hidratar-se mal faz com que o corpo não possa queimar em tempo hábil as gorduras que se instalam na barriga. Não importando quanto exercício seja feito.

Não elimine o jantar

Algumas pessoas sugerem até mesmo eliminar a última refeição do dia para acordar com a barriga perfeita. Esse tipo de medida não ajuda em nada, pois, ao contrário, gera uma maior ansiedade e mais vontade de comer alimentos pesados e cheios de açúcar.

Mulher fazendo uma refeição leve

A recomendação geral é cuidar dos ingredientes que são trazidos à mesa, restringindo assim a farinha, os açúcares e os carboidratos. O mesmo acontece com carnes vermelhas, assim como com os doces, sobremesas e junk food.

Dormir bem

Outra norma do senso comum. Se o corpo não tiver o descanso necessário, será muito difícil evitar o acúmulo de gordura no abdômen.

Diga sim ao chocolate

Não se trata de comer qualquer chocolate e a toda hora, é preciso escolher o chocolate amargo e com baixo teor de açúcar. Graças à sua alta dose de zinco, ele promove um aumento da leptina no organismo. É um hormônio que controla do armazenamento das gorduras no interior dos tecidos.