Exercícios hipopressivos: o que são e quais são os seus benefícios?

16 de setembro de 2019
Embora os resultados relacionados à parte estética inegavelmente tenham muito peso, os exercícios hipopressivos oferecem outros benefícios igualmente importantes para o corpo. Saiba quais são eles no artigo a seguir.

Você já ouviu falar sobre os exercícios hipopressivos? Neste artigo vamos te contar o que são eles, quais benefícios eles têm e de que maneira você pode praticá-los.

O que são os exercícios hipopressivos?

O método conhecido como hipopressivo engloba vários exercícios com movimentos rítmicos e sequenciais, que ajudam muito a melhorar a postura. Essa técnica inclui várias posições e diretrizes específicas.

Os exercícios hipopressivos foram criados por Marcel Caufriez, doutor em ciências motoras e especializado em reabilitação. O profissional percebeu que fazer os abdominais da maneira tradicional prejudicava o assoalho pélvico no período pós-parto, ou então causava outros problemas, tais como incontinência urinária ou prolapsos.

O principal objetivo desses exercícios não é o de reduzir o perímetro abdominal (embora eles também façam isso), mas sim o de melhorar a postura e a respiração.

Mas não são apenas as pessoas que estão fazendo reabilitação por causa de um problema articular ou muscular que devem praticá-los. Todas as pessoas que buscam um estilo de vida melhor podem tirar proveito das suas virtudes.

Quais são os benefícios dos exercícios hipopressivos?

Como dito acima, o objetivo principal dos exercícios hipopressivos é que o indivíduo possa ter uma boa postura. No entanto, a técnica certamente tem outras vantagens, entre as quais se destacam:

1. Prevenir hérnias

Podem ser inguinais, femorais, vaginais ou abdominais e são mais frequentes do que imaginamos. Uma vez que aparecem, as hérnias se tornam muito incômodas e dolorosas. É por isso que é necessário preveni-las.

2. Evitar alterações do assoalho pélvico

A incontinência urinária, o prolapso e a diástase geralmente aparecem nas mulheres após o parto ou na menopausa. Com os exercícios hipopressivos, elas podem não só ser evitadas, mas também reduzidas se os primeiros sintomas já estiverem presentes.

3. Melhorar esteticamente

Uma vez que esses exercícios reduzem o abdômen, claramente há um benefício estético. No entanto, também podemos dizer que ter os abdominais mais definidos é bom para a saúde física, já que o acúmulo de gordura nessa área está relacionado a problemas sérios, tais como ataques cardíacos ou colesterol.

Exercícios hipopressivos

4. Reduzir a dor nas costas

Se as suas costas, lombar ou cervical doem por ficar muito tempo na frente do computador ou dirigindo o carro, os exercícios hipopressivos podem ser muito úteis. Primeiramente porque eles ajudam a corrigir a postura. Mas, além disso, eles também reduzem a tensão na coluna inteira.

5. Evitar lesões

Algo que chamou a atenção do criador dos exercícios hipopressivos é a quantidade de lesões relacionadas à prática de abdominais. Embora isso se deva parcialmente à técnica inadequada, o fato de forçar as costas a fazer movimentos não convencionais também pode ser perigoso.

6. Melhorar o desempenho esportivo

Outro benefício desses exercícios está intimamente ligado ao desempenho dos atletas. Por exemplo, atletas que adicionam hipopressivos ao treinamento experimentam maior força explosiva e capacidade respiratória.

Isso significa que eles são bons tanto para quem pratica esportes de velocidade quanto para os esportes de resistência, como é o caso dos velocistas e maratonistas, respectivamente.

Como fazer os exercícios hipopressivos?

Agora que você já conhece algumas das principais vantagens dos exercícios hipopressivos, é hora de colocá-los em prática. Para isso, é necessário que você use roupas confortáveis, que você tenha um espaço livre para se exercitar (por exemplo, a sala ou o jardim) e que você tenha um colchonete ou tapete.

1. Exercício quadrúpede

É o exercício hipopressivo básico. Consiste em ‘colocar a barriga para dentro’ para aliviar a tensão das costas.

Para executá-lo, primeiramente apoie os joelhos no chão e alinhe o quadril. Coloque as mãos no colchonete e leve o corpo para a frente. A ideia é que os pontos de apoio sejam as pontas dos pés, os joelhos, as mãos e a testa.

Então, respire lentamente, enquanto coloca a barriga para dentro o máximo que puder. Segure durante alguns segundos e expire lentamente para inflar o abdômen. Repita cinco vezes.

2. Exercício sentado

Outro exercício hipopressivo que não pode faltar no seu treino. Talvez seja um pouco difícil no começo, mas vale a pena tentar. Sente-se com as costas arqueadas para trás e os joelhos dobrados à frente do corpo (como se fosse na posição de lótus). Uma vez que estiver nessa posição, apoie as mãos nos glúteos.

Inspire em dois segundos e expire em quatro segundos. Repita três vezes e, na última vez, abra as costelas durante quatro segundos. Faça a mesma coisa mais três vezes.

Como fazer os exercícios hipopressivos

3. Exercício em pé

Finalmente, fique em pé com os braços apoiados nas laterais da cintura. Flexione os joelhos levemente e leve os cotovelos para fora. Respire colocando a barriga para dentro, arqueie as costas ligeiramente e coloque os ombros para a frente. Repita o procedimento mais três vezes.

Por fim, recomendamos que você peça ajuda a um profissional para executar os exercícios hipopressivos. Dessa forma, você dominará a técnica com a supervisão necessária e aproveitará ao máximo esses maravilhosos exercícios.

  • Rial, T., & Pinsach, P. (2012). Principios técnicos de los ejercicios hipopresivos del Dr. Caufriez. Educación Física y Deporte.