Nico Rosberg: a vida após a aposentadoria

· 11 de janeiro de 2019
Nico Rosberg se afastou dos circuitos e deu prioridade à sua família; o alemão foi campeão mundial e agora pode desfrutar de sua vida pessoal.

Em 2 de dezembro de 2016, Nico Rosberg anunciou sua aposentadoria. O piloto alemão pôs fim à sua carreira esportiva quando estava no topo. Essa notícia foi um choque para a Fórmula 1, já que ninguém esperava que o atual campeão mundial deixasse a competição em seu melhor momento.

Os motivos de sua aposentadoria

A notícia de sua aposentadoria foi uma surpresa para o paddock. Apesar disso, para Nico Rosberg foi uma decisão muito cuidadosa que ele havia tomado meses atrás.

Ele decidiu se aposentar depois de vencer o Grande Prêmio do Japão. Foi após essa vitória que ele percebeu tudo que estava sacrificando para ser campeão mundial e para derrotar seu companheiro de equipe Lewis Hamilton.

Nico Rosberg e Lewis Hamilton

“Consegui o que queria alcançar”

Como todos os pilotos, o sonho de Nico Rosberg era ser campeão mundial. Para ele, uma vez que havia conseguido, não havia mais sentido em continuar competindo.

Os pilotos de Fórmula 1 têm uma dedicação total ao trabalho, o que é mais um modo de vida. Ao longo do ano visitam dezenas de países e dormem fora de casa a maior parte do tempo. A isso devemos acrescentar seus longos dias de preparação física durante toda a temporada.

Essa vida de sacrifícios não compensava para Nico Rosberg. De fato ele havia alcançado o sonho de ser campeão mundial, mas em troca havia se distanciado de sua família e, acima de tudo, de sua filha que era apenas um bebê.

Por todos esses sacrifícios, Nico Rosberg decidiu que, se fosse campeão mundial, deixaria a competição. Em 28 de novembro, ganhou o título e apenas cinco dias depois, anunciou oficialmente sua aposentadoria. Terminava sua vida como piloto e começava uma nova fases de recuperar sua vida pessoal. 

Assim anunciou que estava deixando a Fórmula 1

“Para mim é um dia muito especial, porque vou receber o troféu hoje à noite, vai ser incrível, mas também por outro motivo. Quero aproveitar esta oportunidade para anunciar o fim da minha carreira na Fórmula 1″. 

Estas foram as palavras com que Nico Rosberg surpreendeu os participantes do baile de campeões da FIA. 

Mais tarde Nico Rosberg divulgou um comunicado em suas redes sociais em que explicava os motivos de sua aposentadoria.

Ao mesmo tempo, postou um vídeo em sua conta no Instagram no qual se despedia de seus fãs. Longe de estar nervoso, Nico Rosberg agiu com muita calma e deu a notícia com toda a naturalidade possível.

A vida de Nico Rosberg depois de sua aposentadoria

Desde o inverno de 2016, Nico Rosberg vive com seus 32 anos a vida de um aposentado. Sua alta renda durante seu tempo na Fórmula 1 permite que ele viva tranquilo e relaxado fora dos circuitos.

Durante o primeiro ano após sua aposentadoria, Nico Rosberg foi visto muito pouco. Vida familiar, dias longos no campo e rotinas tranquilas e sem pressa. O ex-piloto da Mercedes se desconectou ao máximo da velocidade, do ruído dos motores e do ritmo de vida estressante da Fórmula 1.

Nico Rosberg na Fórmula 1

Apesar de sua aposentadoria, Nico Rosberg continua a ter uma grande paixão pela Fórmula 1. É por isso que ele lentamente volta a se relacionar com esse mundo, embora longe de retornar como piloto.

No inverno de 2017, anunciou que trabalharia como comentarista para a televisão alemã. Um grande privilégio para os fãs deste país ter um campeão como Rosberg para narrar as corridas da Fórmula 1.

Além disso, Nico Rosberg gravou um documentário em colaboração com a BBC. Nele, ele narra sua trajetória como piloto e o que sua saída significou para o mundo da Fórmula 1 e para o seu entorno.

Como se isso não bastasse, Nico Rosberg anunciou que será o novo representante de Robert Kubica. Um trabalho difícil, considerando o quão difícil está sendo para o piloto polonês relançar sua carreira após o acidente que quase lhe custou a vida.