Copa Libertadores da América: o que você precisa saber

8 de outubro de 2019
A Copa Libertadores da América é o torneio mais importante do continente, uma vez que ele reúne as melhores equipes de cada campeonato nacional. Quais são as suas principais características?

Trata-se do mais importante torneio internacional de futebol da América Latina – um equivalente da UEFA na Europa – que é disputado todos os anos para descobrir qual é o melhor time do continente. Neste artigo, vamos mostrar tudo o que você precisa saber sobre a Copa Libertadores da América.

Breve revisão histórica

Embora a história do torneio remonte à década de 1930 – com jogos entre os campeões da Argentina e do Uruguai, o seu início data de 19 de abril de 1960. Naquela época, era chamado de Copa de Campeões da América, já que apenas o primeiro colocado de cada país se classificava.

Na primeira edição, participaram sete equipes vindas do Brasil, da Bolívia, da Colômbia, do Paraguai, do Uruguai, da Argentina e do Chile. O campeão foi o uruguaio Peñarol que, juntamente com o seu rival histórico Nacional, são as duas equipes com o maior número de participações no torneio (46).

Pouco a pouco, mais equipes foram admitidas na competição, mas sempre com a premissa de aceitar apenas os campeões de cada campeonato local. Em 1964, o clube argentino Independiente conquistou o seu primeiro título, sendo atualmente o principal campeão do torneio, com sete títulos no total.

No entanto, isso não durou muito, já que o campeonato passou a ser chamado de Copa Libertadores da América em 1965. Desde aquele ano, passaram a se classificar os campeões e os vice-campeões de cada país.

Em 1966, participaram 16 equipes de 10 países membros da Conmebol. Em 1968, já havia 21 times competindo, número que permaneceu – com poucas exceções – até 1998, quando outras duas equipes foram adicionadas.

No início deste milênio, no ano 2000, passaram a ser 34. Em 2004, havia 36 equipes. Enquanto isso, em 2005, houve 38. Desde 2017, não apenas o nome do torneio foi alterado para Copa Conmebol Libertadores, como também foi determinado que ele teria 47 equipes.

Copa Libertadores da América: o que você precisa saber sobre este torneio

Imagem: Conmebol.com

Formato de disputa da Copa Libertadores da América

Como observado acima, no início, apenas os campeões dos campeonatos nacionais participavam, mas houve algumas modificações. Quanto ao formato de disputa, novas mudanças foram feitas em 2017, além do aumento na quantidade de clubes participantes. 

Basicamente, classificam-se os campeões e as melhores equipes de cada país da Conmebol na temporada anterior. Cada país tem uma cota diferente: Brasil e Argentina são os que têm mais lugares (cinco cada um).

Os outros países da Conmebol possuem apenas dois lugares. O campeão da Copa Libertadores anterior e o vencedor da Copa Sul-americana também são incluídos.

Para obter as 47 equipes participantes, também devemos adicionar os lugares conquistados em fases anteriores: dois para todos os países, exceto a Argentina, que possui apenas um.

Chegam à fase de grupos 32 equipes, divididas em oito grupos com quatro participantes cada um. Elas jogam partidas de ida e volta – em casa e como visitante – e os dois primeiros de cada grupo passam para a próxima rodada.

Então, essas 16 equipes participam dos jogos eliminatórios de ida e volta: oitavas de final, quartas de final, semifinal e final.

O campeão da Copa Libertadores da América não só é considerado o melhor time do continente na temporada, como também se classifica para o Mundial de Clubes da FIFA, para descobrir qual é o melhor clube do mundo.

Além disso, o vencedor também joga a Recopa Sul-americana contra o campeão da Copa Sul-americana, em partidas de ida e volta.

Estatísticas e registros da Copa Libertadores da América

A Argentina é o país que mais conquistou títulos, com um total de 25 (7 para o Independiente, 6 para o Boca, 4 para o River Plate, entre outros) e 11 vice-campeonatos.

Em segundo lugar está o Brasil, com 18 copas (São Paulo, Santos e Grêmio têm três cada um) e 15 vice-campeonatos. Em terceiro lugar está o Uruguai, com oito títulos (5 do Peñarol e 3 do Nacional).

Copa Libertadores da América

Desde 2007, há um prêmio para o melhor jogador do torneio. Alguns dos premiados foram Juan Román Riquelme (Boca Juniors), Neymar (Santos) e Ronaldinho (Atlético Mineiro). Também vale a pena destacar o paraguaio Ever Hugo Almeida, que participou de 113 partidas no campeonato.

Por fim, desde a primeira edição, o artilheiro é registrado. O colombiano Alberto Spencer (jogador do Peñarol) é o maior artilheiro da Copa Libertadores da América, já que ele marcou 54 gols.

Enquanto isso, o argentino Daniel Onega (do River Plate) tem o recorde de ter alcançado 17 gols em uma única edição do torneio, a de 1966.

  • Reglamento Conmebol Libertadores. 2019. Conmebol. http://www.conmebol.com/sites/default/files/reglamento-conmebol-libertadores-2019-esp.pdf