Dicas para a zona de transição do triatlo

7 de fevereiro de 2020
Se você quiser ser eficiente na transição de uma competição de triatlo, você precisa ter em mente algumas dicas. A seguir, vamos falar mais sobre esse importante momento.

Muitos triatletas estão tão concentrados em nadar, subir na bicicleta e correr que se esquecem de que o relógio ainda está funcionando na área de transição. Aliás, cada segundo conta e, por isso, neste artigo vamos falar sobre as melhores dicas para as zonas de transição do triatlo.

Cada triatlo tem um lugar especial, chamado área de transição, onde os participantes trocam de roupa e fazem o que for necessário antes de passar para a etapa seguinte.

Certamente, a passagem pelas zonas de transição não é tão divertida quanto a competição em si, mas merece dedicação e é um bom investimento do seu tempo de treinamento.

Ganhe tempo com a transição

A transição não é um momento de descanso, mas sim um lugar para acelerar a entrada e a saída, gastando a menor energia. Como triatleta, provavelmente você se prepara para nadar, andar de bicicleta e correr, mas é provável que você nem sequer tenha pensado nas transições até chegar o dia da corrida.

Sem dúvida, você não deve cometer essa falha quando você competir em um triatlo. Há muitos erros comuns nos quais os triatletas caem quando se trata de transições. Infelizmente, cada um deles é somado ao seu tempo total.

As melhores dicas para as zonas de transição do triatlo

Não importa o nível no qual você se encontre atualmente, não há desculpas para ser lento ou perder tempo nas zonas de transição do triatlo.

O tempo que você levar entre a natação, bicicleta e corrida pode te prejudicar. A seguir, vamos falar sobre quais são as melhores dicas para as zonas de transição do triatlo.

1. Selecione a sua localização

A primeira das dicas para as zonas de transição do triatlo é selecionar previamente a sua localização. Assim, se você puder escolher o seu próprio lugar, procure um ao final de uma fila e perto da saída. Esse costuma ser um bom lugar para a saída da bicicleta.

Faça com que o lugar seja distinto visualmente, que inclua um balão, um pano, uma bandeira, uma fita ou uma toalha, para que seja fácil de reconhecer. Memorize-o caminhando desde a margem da água até essa zona. Inclusive, pode ser útil reparar nos pontos de referência para encontrar a bicicleta.

Dicas para a zona de transição do triatlo

2. Visualize as transições

No dia da corrida, você deve chegar com tempo suficiente para inspecionar a área de transição e, se possível, andar pelos seus percursos e saídas para que você saiba exatamente para onde ir. Antes da corrida, você deve andar ao redor da área de transição e visualizar as zonas de entrada e saída da bicicleta.

Ensaie a pé desde onde está localizada a bicicleta. Imagine o que você pensará e como você vai se sentir quando houver centenas de bicicletas e pessoas ali. Por fim, familiarize-se com a área de transição e se certifique de que o seu equipamento esteja configurado de maneira eficiente.

3. Planeje com antecipação

Ainda que pareça impossível, é muito comum ver os atletas menos experientes esquecerem um ou mais elementos essenciais para a corrida e não se darem conta disso até o momento no qual eles são necessários.

Para evitar que isso ocorra, recomendamos que você planeje com antecedência todo o equipamento que é necessário para o triatlo.

Isso significa que, na noite anterior, você precisa fazer as suas malas ou mochila com todos os elementos necessários: os óculos protetores, as barrinhas de cereal, a roupa etc.

Finalmente, não há necessidade de transportar múltiplos acessórios. Você somente deve se certificar de manter as suas necessidades ao mínimo, mas cobertas.

4. Não perca tempo nas zonas de transição do triatlo

A última das dicas para as zonas de transição do triatlo é que você não pode perder tempo. Embora esteja tudo bem se você quiser aproveitar para descansar, você precisa se lembrar de dois aspectos. O primeiro é que o seu tempo de transição conta no tempo total.

Dicas para a zona de transição do triatlo

Por outro lado, não se esqueça de que é provável que haja alguém atrás de você. Se você for andar ou reduzir a velocidade em qualquer momento, mova-se até um lado para que os corredores que querem correr possam manobrar ao seu redor.

Como destacamos anteriormente, a maioria dos triatletas passa a maior parte do seu tempo de treino focados nos três eventos: natação, ciclismo e corrida.

No entanto, a transição entre cada evento também requer preparação. Assim, recomendamos que você leve em consideração as dicas anteriores para melhorar os seus tempos. Você vai conseguir!

  • Bernasconi, E. (2015). Influencia de la formación en triatlón a edades tempranas, sobre las lesiones de este deporte. Acceda, Documentación Científica de La ULPGC.
  • Perez Cantero, A. (2009). Dieta estándar de entrenamiento y competición en triatlón. Revista Digital, 1–13.