Saiba tudo sobre a nutrição ideal para crianças esportistas

· 24 de abril de 2019
 É fantástico que as crianças se dediquem a praticar o esporte que mais gostam. Isso porque essa atividade facilitará o seu desenvolvimento, mas nós não devemos negligenciar a nutrição necessária de acordo com as necessidades impostas pelo esforço realizado.

Os benefícios de uma boa nutrição para crianças esportistas são muito amplos, uma vez que a prática de exercício físico nessa idade implica necessidades específicas. O fato de nossos filhos praticarem esportes nos obriga a ter em conta alguns aspectos importantes em relação à sua dieta.

A nutrição para crianças esportistas

Aspecto mais importante: a água

Devemos ter em mente que a prioridade será a hidratação, tanto em atividades de curta quanto de longa duração. No entanto, no segundo caso, será ainda mais necessário devido a uma necessidade de render durante um período de espaço maior.

É importante que as crianças ingiram líquido pelo menos a cada quinze minutos, algo que muitas vezes é muito difícil. Propomos que a ingestão de água seja o mais próximo possível dessa frequência.

Menina bebendo água

A principal fonte de hidratação deve ser a água e somente em situações especiais de calor nas quais há muita transpiração é aconselhável fornecer à criança bebidas energéticas.

Não devemos cair na tentação de recorrer sempre a bebidas energéticas devido ao seu alto teor calórico em açúcares, já que a criança se acostumará com elas. Existem certas bebidas já preparadas cuja composição é muito adequada para a substituição de fluidos e eletrólitos, mas elas também devem ser baixas em açúcares.

A importância da ingestão de calorias

É evidente que uma criança que faz algum esporte todas as tardes precisa de uma ingestão maior de calorias do que outra que fica o dia todo vendo televisão.

Em geral, aqueles que praticam esportes devem receber mais energia para garantir reservas adequadas de glicogênio hepático e muscular e para, por sua vez, poderem suprir o gasto do crescimento próprio dessa etapa.

De acordo com a Associação Espanhola de Pediatria, a distribuição de macro e micronutrientes não difere muito das recomendações para a população em geral de crianças e adolescentes: 50% da ingestão de calorias deve vir de carboidratos, de 12 a 15% deve vir das proteínas e de 30 a 35% dos lipídios.

Com relação à aproximação da hora de praticar o esporte, a criança deve deixar que o organismo leve o tempo necessário para digerir a comida antes do exercício físico. O recomendado é ingerir alimentos ricos em hidratos de carbono, como por exemplo, massas, arroz, pão integral e frutas…

Além disso, deve-se evitar consumir alimentos e bebidas ricas em açúcares artificialmente adicionados. Isso porque, embora no primeiro momento possa haver um pico de glicose no sangue, após um curto período de tempo, haverá uma queda. Ou seja, isso pode comprometer o desempenho durante a atividade física.

Enquanto pratica o esporte, é importante que a criança ingira carboidratos se essa atividade for prolongada, ou seja, se durar mais de uma hora.

Crianças andando de bicicleta

A respeito do pós-treino, recomenda-se a reposição de energia logo que possível, com o objetivo de trazer de volta ao normal os índices de glicogênio. É nesse momento que o corpo está mais inclinado a sintetizá-lo a partir da glicose ingerida. Recomenda-se voltar a repetir a ingestão dentro de duas a quatro horas.

Micronutrientes essenciais para a nutrição de crianças esportistas

É necessário considerar dois nutrientes: o cálcio e o ferro. O primeiro é importante para que os ossos fiquem fortes diante de atividades de impacto mais elevado. Além disso, esse mineral participa no impulso nervoso. Já a deficiência do ferro causa a aparição de cansaço e fatiga.

Além disso, o ferro tamém tem um papel fundamental no organismo, já que ele é o encarregado de transportar o oxigênio nos glóbulos vermelhos. As atividades esportivas exigem muito oxigênio. Sendo assim, a sua importância é evidente.

Você deve ter em mente que tipo de nutrição é necessária para os seus filhos, especialmente se eles praticam um esporte de alto nível.

A importância da alimentação, sempre que uma atividade esportiva é realizada, aumenta no caso de crianças, devido à condição especial de estar em um estágio de crescimento e desenvolvimento.