Como escolher um suplemento alimentar

· 21 de agosto de 2018
No mercado existem muitas marcas com diferentes ingredientes e funções nutricionais, e existem também as nossas próprias condições corporais, sofrimentos e objetivos com o exercício. Temos que levar em conta todos esses aspectos para escolher um suplemento.

A construção de um corpo atlético requer cotas extras de proteínas, vitaminas e minerais. Mas nem todos os suplementos são iguais e cada organismo tem necessidades diferentes. Saber como escolher um suplemento alimentar é uma questão muito importante, especialmente no caso de atletas. Vamos ver quais os critérios que devemos ter quando compramos suplementos.

Estude bem as marcas e a composição dos seus produtos

O mercado de suplementos proteicos é realmente amplo. Existem produtos em diferentes faixas de custos, produtos importados, nacionais, naturais… Essa variedade confunde os consumidores, que não sabem como escolher um suplemento e assim acabam cometendo erros. Isso pode ser grave, afinal, é algo que entra no nosso organismo produzindo certos efeitos.

Este é um aviso que deve ser levado a sério, porque a qualidade dos produtos nem sempre é a mesma. Um preço barato neste tipo de produto costuma ser sinônimo de pouca efetividade. Nesse sentido, é melhor fazer um bom investimento em marcas de prestígio do que recorrer a uma solução falsa.

Homem sarado consumindo comprimidos

E tudo isso sem contar o fato de que existem muitas preparações com baixos controles de qualidade interno. É aconselhável verificar a tabela de conteúdo nutricional e estabelecer comparações entre produtos. A pesquisa é parte fundamental da construção de um corpo melhor.

Cuidado com as misturas

Estamos acostumados a ver treinadores e fisiculturistas consumindo uma grande quantidade de suplementos, vitaminas, aminoácidos e outros. O segredo da nutrição fitness não está no acúmulo excessivo, mas na seleção do que é ingerido. O controle dietético é fundamental porque somos o que comemos.

O que muitos ignoram é que existem suplementos que não são compatíveis entre si. Por exemplo, não é aconselhável misturar creatina com cafeína. Algumas combinações podem levar o atleta a um estado de excesso de proteína.

As doses de proteínas extras não devem exceder o necessário, ultrapassar pode causar obesidade e, no caso de quantidades excessivas, pode até levar ao aparecimento de doenças. Para escolher um suplemento alimentar você deve ter conhecimento sobre o que seu corpo precisa de fato.

Revise as garantias legais do produto

A primeira coisa é que esses suplementos alimentares devem ser rotulados com o nome “suplementos”. No caso dos produtos americanos, esta denominação faz parte dos regulamentos estabelecidos pela Food and Drug Administration (FDA). As proteínas, minerais e vitaminas nunca devem ser marcados como medicamentos.

Somado a isso, todas as marcas importadas têm a obrigação de colocar a descrição e as quantidades exatas de cada ingrediente. Do mesmo modo, a legislação europeia exige a publicação exata do conteúdo de cada produto alimentar. A leitura dessas informações é vital para decidir nossa aquisição.

Vários potes de suplemento

Também é útil olhar as instituições que certificam a qualidade do suplemento. No caso de produtos norte-americanos, temos o órgão US Pharmacopeia and Consumerlab. Fisiculturistas e atleta tendem a olhar para este tipo de dado para ter mais garantias.

Como escolher um suplemento: qual você realmente precisa

Em geral, os suplementos a serem ingeridos dependem do que precisamos: energia, definição, aumento ou diminuição do peso, etc. Fazer uma escolha imprudente poderia implicar um resultado adverso, e isso é algo que deve ser verificado com a ajuda de um técnico ou nutricionista.

Claro que existem alguns suplementos e vitaminas que são recomendados mais globalmente. Entre eles estão os comprimidos multivitamínicos, proteínas em pó e até mesmo a creatina. O resto dos produtos dependerá das necessidades particulares de cada pessoa.

Por exemplo, os suplementos termogênicos contribuem para a redução de gordura e melhoram a definição. Para ganhar massa, existem carboidratos e proteínas em pó e L-glutamina, um aminoácido de usos múltiplos. Peso, construção e objetivos do treinamento são parâmetros fundamentais na hora de saber como escolher um suplemento e saber o que ingerir.

Em resumo, escolher um suplemento nutricional é delicado e requer tempo, informação e investimento. 70% do nosso corpo é definido pelo que comemos, e aí se incluem os suplementos alimentares. Quando falamos de consumo, mais nem sempre é melhor.