Como voltar à rotina de corrida depois de uma gripe?

16 de agosto de 2019
Todo atleta sabe que, depois de um intervalo, retomar a atividade física geralmente é muito difícil. Se você teve gripe, há certas coisas que você deve levar em consideração.

As mudanças de clima são uma das principais razões pelas quais os atletas ficam doentes e devem parar de treinar, especialmente seo treino for ao ar livre. No caso da sua corrida de rotina ser interrompida pela gripe, você certamente vai se perguntar quando pode voltar a correr. Hoje vamos te dizer.

Posso correr com gripe?

Em primeiro lugar, responderemos a essa questão que muitos corredores têm quando começam as mudanças climáticas e, com elas, as doenças virais. Tanto a gripe quanto o resfriado são duas doenças bastante temidas pelos atletas no inverno, principalmente se a atividade física é feita ao ar livre.

Naturalmente, o melhor que podemos fazer é evitar ficarmos doentes. Para isso, é recomendado se agasalhar bastante e vestir camadas. Assim que o treinamento terminar, mesmo com o corpo aquecido, é necessário se agasalhar novamente e não deixar passar muito tempo até tomar um bom banho.

Se fizermos isso, teremos menos probabilidade de ficar doentes. A corrida – entre outros exercícios – reforça o sistema imunológico e nos torna mais fortes contra a gripe.

Agora, se eu peguei um resfriado, posso sair correndo por aí? Tudo vai depender de como você se sente. Nos primeiros dias pode ser benéfico oxigenar os pulmões e eliminar quaisquer obstáculos das vias aéreas através do exercício físico.

Mas atenção, porque isso não significa que você pode correr uma maratona. Você terá que reduzir a intensidade do exercício, e também a sua duração. Além disso, aconselhamos a correr apenas quando as temperaturas forem agradáveis. Ou seja, nas horas em torno do meio do dia, se for inverno.

Garota cansada após malhar

Às vezes, é melhor se cuidar

No entanto, quando você tem febre, calafrios ou dor generalizada no corpo, é aconselhável não fazer qualquer atividade. É fundamental descansar por um ou dois dias até nos sentirmos melhores.

Muitas vezes vemos atletas profissionais agindo irresponsavelmente e se exercitando enquanto estão doentes. Isso não é recomendado nem mesmo quando somos amadores ou iniciantes. Você sempre deve ouvir o seu corpo e analisar se é capaz de realizar um esforço tão grande.

E depois da gripe, posso fazer minha corrida habitual?

A estação da gripe sazonal começa no meio do outono e continua até a chegada da primavera, com picos de casos no meio do inverno. Essa doença facilmente transmissível aumenta sua incidência nos dias frios e úmidos.

Embora muitos acreditem que o risco está apenas em espaços fechados, também é possível pegar uma gripe ao ar livre.

Mesmo que seja um resfriado leve ou uma gripe sem febre, você deve fazer uma pausa na sua rotina e descansar por pelo menos dois dias para poder se recuperar.

O período de descanso para que você tenha a capacidade de correr como antes é de uma semana. Após esse período, o corpo já deve ter eliminado os vírus e estar em condições de retomar a atividade.

No entanto, você deve ser cauteloso, porque durante os primeiros dias de treinamento você ainda não terá a força e a resistência suficientes para cumprir suas marcas ou seus percursos habituais.

Corrida na cidade

Aumente os esforços progressivamente

Você deve dar tempo ao organismo para se recuperar. Isso significa que você pode retomar a atividade, mas desde que seja moderada.

Além disso, se no primeiro dia após a gripe você pretende quebrar um recorde ou recuperar todos os dias perdidos, é provável que você acabe na cama novamente com uma recaída. Uma rotina de exercícios leve irá fortalecer seu sistema imunológico aos poucos e assim você poderá eliminar o muco das vias aéreas em menos tempo.

Também tenha em mente a hora do dia em que você vai correr depois de um resfriado ou gripe. Seria melhor escolher as horas quentes e nunca fazê-lo se estiver chovendo.

Quanto às roupas, recomendamos que você se proteja muito bem do frio com várias camadas, um gorro na cabeça e luvas nas mãos. Se for necessário, coloque dois pares de meias.

Finalmente, não se esqueça de ter uma alimentação equilibrada e saudável todos os dias. E claro, hidratar o corpo corretamente também é fundamental.