Você tem dificuldade para emagrecer? Talvez você tenha hipotireoidismo

22 de janeiro de 2020
O hipotireoidismo é uma doença da glândula tireoide cujos sintomas podem estar relacionados à dificuldade para emagrecer. Neste artigo, vamos falar sobre esse assunto em detalhes.

Há muitas pessoas que, dia após dia, se propõem a ter um estilo de vida mais saudável. Passar do sedentarismo para uma vida ativa é complicado, mas fica ainda mais difícil quando seguimos uma dieta restritiva que, em muitos casos, foi muito mal elaborada, ou se temos algum problema como o hipotireoidismo que dificulta emagrecer.

Há situações que fazem com que muitas pessoas fiquem frustradas rapidamente e acabem abandonando esse estilo de vida que, muitas vezes, é descrito como tedioso. No entanto, em outras ocasiões, não é a falta de adesão a um novo estilo de vida que nos leva ao fracasso, mas sim uma doença chamada hipotireoidismo.

A glândula tireoide

A tireoide é uma glândula endócrina localizada no pescoço, mais especificamente sob o pomo de Adão. De acordo com os especialistas em anatomia, ela tem o formato de um escudo ou borboleta. Consiste em dois lobos laterais unidos por um istmo, que se une a um lobo menor chamado piramidal.

A glândula tireoide faz parte do sistema endócrino e, assim como o restante do sistema, está sujeita ao controle do eixo hipotálamo-hipófise.

Esse eixo começa quando os neurônios do hipotálamo secretam o hormônio liberador de tireotrofina (TRH), que viaja até a hipófise para que algumas células dessa glândula secretem a tireotrofina ou hormônio estimulante da tireoide (TSH).

O TSH é secretado para a circulação geral na hipófise e viaja até a tireoide para estimular os receptores de suas células.

Lá, ele estimula a criação e secreção dos hormônios da tireoide, T3 ou triiodotironina e T4 ou tetraiodotironina, embora ela seja mais comumente conhecida como tiroxina. Esses hormônios têm átomos de iodo em sua estrutura e, por esse motivo, esse elemento está relacionado à tireoide.

Funções da tireoide

A glândula tireoide desempenha várias funções. As mais notáveis ​​têm a ver com o controle do metabolismo, a termogênese e o crescimento.

Os hormônios da tireoide, especialmente a tiroxina, favorecem a síntese de proteínas e a lipólise. Por isso, são necessários níveis adequados deles para a perda de gordura e a melhora da nossa composição corporal.

Tanto o T3 quanto, sobretudo, o T4, têm um papel importante no crescimento devido ao seu caráter anabólico, principalmente durante a puberdade. Além disso, uma maior concentração desses hormônios ativa receptores no hipotálamo relacionados ao aumento da temperatura corporal.

a dificuldade para emagrecer pode ser causada pelo hipotireoidismo

Hipotireoidismo

A doença da glândula tireoide inclui tanto o hipertireoidismo quanto o hipotireoidismo, dependendo de haver excesso ou déficit dos hormônios mencionados. Neste artigo, vamos falar sobre o hipotireoidismo e o impacto que ele pode ter sobre o objetivo de emagrecer das pessoas que sofrem com esse problema.

Causas

O hipotireoidismo tem origens diversas. No passado, a mais comum era a deficiência de iodo, que fazia com que não fosse possível sintetizar hormônios da tireoide suficientes.  

Hoje em dia, quase todos os alimentos contêm sais iodados, para que possamos obter o aporte nutricional necessário.

Atualmente, a causa mais comum para o hipotireoidismo é uma doença autoimune que faz com que anticorpos ataquem o tecido tireoidiano, impedindo assim a formação dos hormônios. Ela é conhecida como tireoidite de Hashimoto.

Manifestações clínicas do hipotireoidismo

O hipotireoidismo se manifesta com sintomas como fraqueza, fadiga, depressão e ganho de peso, principalmente na forma de gordura. A falta de hormônios da tireoide causa uma diminuição na síntese de proteínas e na lipólise, de modo que a massa muscular é perdida enquanto se ganha gordura.  

Além disso, a taxa metabólica basal é reduzida, portanto, qualquer excesso alimentar nos leva a ganhar peso na forma de gordura.

a dificuldade para emagrecer pode ser causada pelo hipotireoidismo

Diagnóstico e tratamento

Se suspeitarmos que, devido à nossa sintomatologia – especialmente se o ganho de peso estiver unido à depressão –, possamos sofrer de hipotireoidismo, o melhor a fazer é consultar um especialista em endocrinologia.

Com base no nosso histórico médico, ele poderá solicitar exames que confirmem o diagnóstico, tanto marcadores sanguíneos para determinar se há a doença autoimune quanto exames de imagem para avaliar a funcionalidade da glândula.

Se for diagnosticado, o tratamento é simples. Na maioria dos casos, um tratamento de reposição da tiroxina é prescrito por tempo indeterminado.

Esclarecimentos finais sobre o hipotireoidismo

Por fim, vale a pena esclarecer que o hipotireoidismo não é uma doença comum. Se você acha que tem muita dificuldade para emagrecer, na maioria dos casos isso se deve a uma dieta mal estruturada devido à falta de educação nutricional e, por isso, o melhor a fazer é procurar um especialista em nutrição.

Embora seja uma possibilidade, realmente são poucos os casos nos quais um paciente que não consegue emagrecer sofre de hipotireoidismo. De qualquer forma, não hesite em consultar um profissional da saúde.

  • Sanyal D, Raychaudhuri M. Hypothyroidism and obesity: An intriguing link. Vol. 20, Indian Journal of Endocrinology and Metabolism. Medknow Publications; 2016. p. 554–7.
  • Qari F. Clinical Practice Hypothyroidism in Clinical Practice. 2014;3(2).
  • Screening I of M (US) C on MC of RT, Stone MB, Wallace RB. Pathophysiology and Diagnosis of Thyroid Disease. 2003;
  • Kostoglou-Athanassiou I, Ntalles K. Hypothyroidism – New aspects of an old disease. Vol. 14, Hippokratia. 2010. p. 82–7.