Por que sentimos dores no corpo após o treinamento?

19 de julho de 2019
É normal que apareçam dores musculares após uma sessão na academia. Existem diferentes teorias sobre o que pode provocá-las. A chave é reduzi-las ao máximo para continuar o treinamento.

Depois de uma sessão muito forte na academia, você provavelmente pensa “amanhã todo o meu corpo vai doer”. No entanto, muitas vezes não sabemos exatamente a que se deve esse desconforto. Portanto, nesse artigo, vamos contar tudo o que você precisa saber sobre dores no corpo no pós-treinamento.

Por que sentimos dores no corpo após o treinamento?

Como se fosse um lembrete de que tivemos uma demanda muito forte no dia anterior, as dores musculares são causadas pelas chamadas contrações musculares excêntricas.

Elas ocorrem quando os músculos se contraem e se esticam repetidamente e com um certo peso ou carga. Portanto, a dor também pode aparecer quando fazemos algum movimento incomum: subir uma escada, carregar algo pesado, brincar com crianças, etc.

Geralmente, as dores musculares são mais fortes quando não há treinamento prévio. Por essa razão, é mais comum doer tudo quando passamos vários dias sem nos exercitar devido a feriados ou quando estávamos doentes. E para não mencionar quando são muitos os anos de vida sedentária!

Até pouco tempo atrás, acreditava-se que a dor muscular de aparição tardia era causada pelo acúmulo de ácido láctico nas células. No entanto, hoje há uma teoria que diz que depois de exigências físicas, os músculos são danificados. É ai que começa a doer e experimentamos a rigidez.

Em alguns casos, as dores no corpo são mantidas por até 10 dias, mas a boa notícia é que elas vão ficando mais leves. Quer dizer, se você treinou ontem, hoje você pode não se mover, mas amanhã você estará mais aliviado… Assim, você avançará até que você não se lembre da dor, a menos que você treine duro novamente.

Homem levantando peso

Como evitar ou reduzir dores no corpo pós exercício?

Para muitos, as dores musculares são o sinal claro de que trabalharam muito e que treinaram adequadamente. Para outros, elas são um sofrimento e um sinal de que não precisam se exercitar.

Em todo caso, você deve saber que você não se pode evitar 100% da dor porque, de uma forma ou de outra, o corpo está reagindo a um esforço.

No entanto, o que pode ser feito é reduzir a intensidade dos sintomas. Como? Através do descanso. Isso significa que se você foi a academia ontem, hoje você deve ficar em casa ou fazer um exercício mais tranquilo, como caminhar.

Um dos erros típicos na academia é não se aquecer antes do exercício. Isso pode aumentar as chances de sofrer dores musculares no dia seguinte.

Além disso, ao finalizar o treino é essencial alongar as áreas trabalhadas. Pense que os dois hábitos não levam mais de 10 minutos e podem fazer a diferença nas 24 horas seguintes.

Outro conselho mais do que útil é se alimentar corretamente se você estiver se exercitando. O que isso significa? Que recomendamos consumir uma boa dose de proteínas e carboidratos no final da sessão. Uma tigela de leite ou iogurte com cereais pode ser uma boa escolha. Pessoas que sofrem de rigidez geralmente comem banana.

Avance devagar para evitar lesões

Além de tudo que foi mencionado acima, recomendamos que você execute os exercícios lentamente, especialmente se você não treina há muito tempo ou se você nunca o fez antes. Você não pode esperar ter o mesmo ritmo desde a primeira aula do que aqueles que treinam há anos.

Mulher com dores na barriga

Um passo de cada vez é uma boa maneira de cuidar não só das dores musculares, mas também das lesões causadas pelo exagero. Você não quer ter um ligamento rompido, uma luxação ou uma tendinite logo no primeiro dia… Você tem que prestar atenção aos sinais que o corpo dá!

Se você não pode fazer um exercício, não fique deprimido e não se sinta inferior. Faça no seu próprio ritmo, com o peso que puder e sempre seguindo a técnica correta.

Por outro lado, é aconselhável que você não consuma medicamentos, nem mesmo para prevenção. Além disso, evite o uso de analgésicos que apenas escondem os sintomas de uma possível lesão.

As dores musculares são uma necessidade na vida do atleta, até mesmo do amador. Isso não significa que devemos sofrer muito. Com certos cuidados e descanso, tudo voltará ao normal e poderemos voltar à rotina sem problemas.

  • Lopategui, E. (2012). La prescripción de ejercicio. Fisiología Del Ejercicio.