Quais os perigos do treinamento excessivo?

31 de março de 2019
O treinamento excessivo não deve ser ignorado. A anorexia e a fadiga crônica são questões importantes sobre as quais devemos refletir, sendo as piores consequências do exercício excessivo.

O famoso “quanto mais melhor” não se aplica ao que é relacionado ao esporte. Um dos erros mais comuns que cometemos ao realizar exercício é pensar que, ao treinar mais horas e mais dias por semana, obteremos resultados melhores e mais rápidos. Mas há perigos no treinamento excessivo.

O que é o treinamento excessivo?

O treinamento excessivo é uma consequência de levar a prática de exercícios a um nível além do saudável, forçando o corpo a alcançar níveis de resistência para os quais não está preparado.

Para os atletas que dedicam muitas horas ao exercício, é difícil assimilar a possibilidade de excesso de treinamento e, portanto, geralmente forçam o corpo para além do que deveriam.

Só que podem surgir problemas difíceis de resolver. Um aumento na frequência cardíaca mesmo em descanso e um rendimento inferior são alguns dos sinais de que estamos começando a sofrer sintomas do treinamento excessivo.

Quais são os perigos do treinamento excessivo

As consequências antes mencionadas são as mais leves, porque, embora você não acredite, o treinamento excessivo pode produzir alterações em nossa saúde física e emocional que seriam muito difíceis de resolver. Estes problemas são alguns dos mais comuns:

Lesões

Quando músculos e tendões são forçados a realizar um exercício mais forte do que aqueles para os quais estão preparados, ou por mais tempo, podem, no melhor dos casos, ficar rígidos.

Isso não parece muito sério, porque com um pouco de espera e uma massagem pode ser facilmente resolvido. Mas, como dissemos, isso aconteceria no melhor dos casos, e seria apenas um aviso de algo pior por vir.

Pessoa com dor no joelho

Estiramentos, rompimentos e até lesões permanentes, como a tendinite, são alguns exemplos dos perigos do treinamento excessivo. Houve casos em que, inclusive, ocorreram rupturas ósseas.

Aumento da frequência cardíaca

Como mencionamos anteriormente, um aumento na frequência cardíaca, mesmo estando em repouso, é um dos perigos do treinamento excessivo que deve ser tratado. Isso pode provocar arritmias ou, inclusive, uma parada cardíaca, como já aconteceu com alguns atletas.

Perda de peso

Como você sabe, quando você pratica exercício, os músculos sofrem uma série de micro rupturas que permitem o crescimento muscular. No entanto, para que isso aconteça, é necessário que os músculos se recuperem.

Se você treinar muitas horas por muitos dias seguidos, essa recuperação nunca ocorrerá e dará lugar à atrofia muscular que enfraquecerá o corpo e fará com que você perca peso sem ter massa muscular. Você perderá o apetite, o que pode levar a episódios de anorexia.

Fadiga crônica

Não pense que, por treinar mais, você terá maior resistência. Muito pelo contrário, porque treinamento excessivo pode levar à exaustão que pode se tornar fadiga crônica. Isso pode levá-lo a sofrer insônia e isso diminuiria sua capacidade intelectual, sua destreza e coordenação.

Mulher descansando no sofá

Como você pode ver, existe um efeito dominó com consequências fatais que afetam seu trabalho, seus relacionamentos e sua vida familiar.

Como se exercitar sem cair nos perigos treinamento excessivo

Se você acha que está passando muito tempo na academia, é hora de mudar seus hábitos e seguir estas dicas:

  • Durma pelo menos oito horas por dia.
  • Descanse dois dias por semana. No mínimo. Tire o fim de semana de descanso do trabalho, mas também da academia. Você não perderá o que fez durante a semana, mas, pelo contrário, melhorará os resultados, porque o descanso é tão importante quanto o exercício.
  • Tire férias. Sim, você também tem que tirar férias do exercício em alguns momentos.
  • Beba muita água. A hidratação é vital para o bom funcionamento do corpo.
  • Coma de maneira saudável. Não falamos em fazer dieta, mas de evitar alimentos com gorduras trans e alimentos processados. Escolha legumes e alimentos frescos que forneçam energia para que você se sinta saudável.

Seu corpo escuta e faz tudo o que sua mente manda: então treine sua mente!