Posso fazer exercícios durante a gravidez?

7 de abril de 2019
A premissa é que as mulheres que passam por gestações completamente saudáveis e estáveis podem fazer uma atividade física, no entanto, há casos nos quais a gestante deve se resguardar

Uma das perguntas mais frequentes das gestante que possuíam uma vida fisicamente ativa antes de engravidar é se elas podem continuar fazendo exercícios durante a gravidez. Na verdade essa é uma questão complexa, porque cada gravidez é única e cada mulher também.

Condições que impedem as mulheres de fazer exercícios durante a gravidez

Em geral, a permissão de um treino para gestantes depende apenas da saúde e e da tranquilidade da gravidez. Diferentes condições específicas como por exemplo a hipertensão, a pré-eclampsia e condições pulmonares podem impedir uma atividade física de alto impacto.

Somado a isso, estão as condições específicas das gestações de alto risco. Se a futura mamãe apresentar sangramento pélvico, descolamento ou ruptura da bolsa, então ela não poderá fazer esforço. O mesmo pode ser dito em relação à gestação com risco de parto prematuro.

No caso do descolamento, as restrições são ainda maiores. Há casos em que a futura mamãe fica limitada em suas atividades físicas, precisando de repouso constante até o quinto mês de gestação. Da mesma forma, dores no peito e perda de líquido amniótico também podem restringir os movimentos de mulheres grávidas.

O exercício em gestantes é positivo tanto para a mãe quanto para o bebê

O exercício em gestantes é positivo tanto para a mãe quanto para o bebê

Mas se as mulheres não sofrerem das condições anteriormente mencionadas, o mais provável é que elas possam fazer alguns exercícios. Caberá ao ginecologista indicar a regularidade e o tipo de treino que pode ser feito. A boa notícia é que ser ativa ajuda tanto as futuras mamães quanto os seus bebês.

Para começar, o exercício durante a gravidez facilita o trabalho de parto e reduz a dor nas costas. Com esta prática, também é possível prevenir doenças, como por exemplo diabetes gestacional e obesidade. Desta forma, também será mais fácil recuperar o peso adequado após dar à luz.

Além disso, o desenvolvimento da placenta é favorecido, sem mencionar o bem-estar psicológico da mulher. O exercício ajuda ainda a combater o estresse e promove a autoestima nas gestantes, que passam por processos hormonais bastante complicados.

Exercícios cardiovasculares durante a gravidez

Embora possa não parecer, as gestantes podem fazer treinos de impacto considerável. É claro que caminhar é o primeiro exercício recomendado pelos médicos, mas isso é só o começo do que pode ser feito.

Por exemplo, a natação é uma prática altamente recomendada durante o processo de gestação. Esta atividade permite trabalhar todos os músculos do corpo em meio a um ambiente seguro para o futuro bebê.

A corrida e a dança também estão incluídas na lista de atividades físicas recomendadas para a gestante. No que diz respeito à corrida, o correto é primeiramente ter a permissão do médico, assim como correr de forma leve e não exceder 30 minutos por dia.

Exercício cardiovascular durante a gravidez

Exercitando a força e a flexibilidade

Talvez a melhor coisa para uma gestante seja exercitar a sua flexibilidade,isso vai facilitar seus últimos meses de gravidez, bem como o processo de dar à luz. A principal recomendação é fazer aula de Yoga para mulheres grávidas; é nela que as áreas de interesse são trabalhadas.

Além disso, há também treinos de alongamento, que podem ser feitos a qualquer hora do dia. Para isso, treinos que normalmente são feitos na academia também podem ser implementados. 

Há mulheres que têm  até mesmo autorização para fazer alguns exercícios com pesos. Nesse caso, o peso deve ser baixo, sempre observando a técnica e a postura corretas. Assim, os movimentos devem ser lentos e muito controlados.

Algumas dicas para fazer exercícios durante a gravidez

  • Tome cuidado com a região lombar: é preciso lembrar que o crescimento da barriga pressupõe um impacto na área lombar. Por isso, ao se exercitar, o correto é escolher treinos que sejam confortáveis e que não aumentem a dor nessa parte do corpo.
  • Manter uma respiração adequada: a respiração é fundamental quando uma mulher grávida faz atividade física. O correto é evitar prender a respiração nos treinos de resistência.
  • O importante é a qualidade dos movimentos: é importante que os movimentos sejam suaves e controlados. Não importam tanto as repetições, mas sim a qualidade do treino.