Aprenda como lavar as frutas e as verduras antes de comê-las

27 de março de 2019
Muitas vezes confiamos apenas nos nossos olhos para determinar se um produto está limpo ou sujo, mas há bactérias e químicos que escapam essa simples análise. Por isso é sempre conveniente lavar tanto frutas quanto verduras antes de consumi-las.

As frutas e as verduras oferecem uma enorme quantidade de nutrientes essenciais para o corpo. No entanto, sem uma higiene adequada elas podem se transformar em inimigos. Lavar as frutas e as verduras antes de comê-las é essencial para evitar a ingestão de toxinas, germes e bactérias.

Quando há crianças ou idosos na casa a lavagem dos vegetais é ainda mais importante. Atualmente, a ameaça de agrotóxicos nos alimentos foi adicionada aos perigos da sujeira e do solo. O uso indiscriminado dessas substâncias pode causar verdadeiros estragos no trato digestivo.

Por que lavar as frutas e as verduras?

Como já vimos, algumas pessoas correm riscos maiores quando falamos de frutas e verduras mal lavadas. A toxoplasmose afeta mulheres grávidas, idosos e crianças de forma mais grave. Por exemplo, o hábito de comprar frutas na rua e comê-las pode ser muito perigoso.

Lavando frutas

Será necessário limpar as verduras de pesticidas, bactérias e produtos químicos que podem fazer parte do processo de embalagem. Embora a porcentagem de pessoas doentes por não lavar frutas e verduras antes de comr seja mínima, as repercussões no organismo podem existir.

De vez em quando ouvimos a notícia de que um supermercado vendeu alguma verdura infectada com o E. Coli. Isso acontece porque, embora o cultivo esteja limpo, não está isento de problemas do próprio ambiente. Os vegetais podem ficar sujos com bactérias presentes na fazenda, no campo e até no supermercado.

Desta forma, até mesmo os produtos orgânicos devem ser lavados adequadamente. Embora estejam livres de pesticidas, ainda estão expostos à contaminação sanitária do ambiente.

Como lavar as frutas e as verduras

Há um remédio caseiro para usar na limpeza das frutas e das verduras; é uma opção que pode ser preparada em casa. Basta misturar água e suco de limão em um copo e obtemos um desinfetante eficaz. Além disso, a lavagem pode ser realizada substituindo o limão pelo vinagre.

As frutas e as verduras de cascas comestíveis devem ser mantidas limpas na geladeira; o ideal é armazená-las em compartimentos separados de carnes, ovos e outros alimentos.

Alguns exemplos de limpeza de vegetais

A alface e o alho-poró são um caso especial no momento da lavagem; a alface, quando consumida crua, oferece maiores riscos de intoxicação. Para essas folhas verdes, 20 minutos de imersão em água com limão é o tempo recomendado. Após este período, deve ser enxaguada e lavada novamente.

Uma maneira de garantir a limpeza da alface é remover as folhas externas. Geralmente as folhas em contato com o exterior apresentam maior exposição à poluição e às bactérias. Esses detalhes parecem simples, mas fazem a diferença; na verdade, é um procedimento aplicável a todos os vegetais extraídos da terra.

Quanto às saladas embaladas vendidas em mercados, elas geralmente estão prontas para o consumo. Talvez não seja necessário lavá-las, mas pode-se jogar algumas gotas de limão para limpar qualquer rastro mínimo de germes. Especialmente no caso de serem consumidas por idosos, grávidas ou crianças.

Outro vegetal que oferece dificuldades quando se trata de lavagem é o alho-poró. Alguns grandes nutricionistas e chefs de cozinha simplesmente escolhem cortar o alho-poró ao meio antes de limpá-lo.

Isso permite um melhor acesso da água a qualquer rastro de terra. Depois de cortá-lo, assim como as verduras e as folhas, deverá ficar imerso por alguns minutos.

Potente antioxidante e protetor

O que acontece se eu não puder lavar as frutas e as verduras antes de comer?

Normalmente as intoxicações por comer frutas e verduras mal lavadas são leves. No caso da toxoplasmose, raramente causa mais do que é gerado pela gripe: dor de cabeça, febre, mal-estar. Não é aconselhável ingerir verduras contaminadas durante a gravidez, uma vez que o feto pode ser severamente afetado.

De qualquer forma, devemos esclarecer que uma vez que o agente tóxico é internalizado, o corpo é imunizado contra a toxoplasmose. Portanto, em caso de gravidez, o risco de adoecer diminui consideravelmente.

Você pode sofrer de outras doenças a partir da ingestão de frutas e verduras contaminadas. Algumas delas são: febre tifoide, salmonela, gastroenterite, diarreia, amebíase, dor abdominal, entre outras.