Lactato: saiba as causas de seu acúmulo no corpo e como eliminá-lo

· 11 de maio de 2019
O que é lactato? Basicamente é uma reação do corpo do atleta quando falta oxigênio no meio de uma prática esportiva ou de exercícios físicos. Alguns alimentos essenciais nos ajudam a ter mais resistência física e a eliminar o lactato.

O lactato é uma resposta do corpo à falta de oxigênio durante a atividade física. O ácido lático é produzido quando a glicose se oxida após sua decomposição. A diferença entre ambos é que o ácido lático libera íons de hidrogênio e neste processo converte o piruvato em lactato.

Durante a atividade física pode-se produzir mais lactato do que o corpo utiliza. O excesso se acumula na corrente sanguínea e provoca diferentes desconfortos.

Náuseas, cãibras e dores musculares são alguns desses desconfortos que se apresentam como um sinal de alerta para que o corpo descanse. No entanto, é importante esclarecer que essas repercussões são momentâneas, os incômodos nos dias posteriores não têm qualquer relação com o lactato.

Como o lactato é eliminado?

Existem várias maneiras de transformar ou eliminar o lactato do organismo. Algumas se dão de maneira natural.

1. Metabolismo

O coração utiliza o lactato para adquirir energia; isso ocorre durante e imediatamente após o treinamento. É possível retornar ao estado físico natural nos próximos 30 a 60 minutos.

Da mesma forma, o fígado também tem um papel relevante na eliminação do lactato. Ele o converte em glicose ou aminoácidos necessários para produzir proteínas.

2. Manter a hidratação

Beber água durante e após a realização de exercícios físicos é essencial. Um corpo hidratado é mais resistente à ausência de oxigênio; portanto, é mais provável que não ocorra queimação muscular.

Como o lactato é eliminado?

3. Aumentar as exigências de maneira gradual

Para que o treino físico seja saudável é preciso ir pouco a pouco. Portanto, o ritmo, a potência e a duração dos exercícios devem aumentar de maneira gradual. Assim, o corpo adquire o estado físico necessário para uma maior tolerância. Isso é fundamental para elevar o limiar lático e não sofrer dos incômodos próprios do lactato.

4. Respiração consciente e adequada

Ter uma respiração profunda e consciente mantém o nível de oxigênio que o corpo precisa equilibrado. Assim, enquanto existir este equilíbrio, o ácido lático não pode atingir a corrente sanguínea.

5. Atenção especial ao alongamento pós-exercício

Alongar cuidadosamente cada um dos músculos trabalhados no treinamento acelera a eliminação do lactato. Com massagens suave evitamos dores, cãibras ou ardores causados pelo ácido lático. Além disso, facilita o fluxo sanguíneo e libera tensões musculares.

6. Suplementos

Existem suplementos como a beta-alanina que ajudam a desconcentrar a presença de lactato. O objetivo é combater a acidose sem prejudicar a absorção de oxigênio. Mas, antes de consumir este tipo de suplemento, como sempre, recomenda-se consultar um médico.

Alguns alimentos são recomendados para facilitar a eliminação do ácido láctico do organismo

Relação entre a alimentação e o lactato

Alguns alimentos são recomendados para facilitar a eliminação do ácido lático do organismo. Assim, é importante adotar uma alimentação balanceada.

Ácidos graxos

Sementes, milho, salmão e outros produtos deste tipo são altamente recomendados. Seu consumo permite uma melhor decomposição da glicose sem a necessidade de ácido lático. Desta forma, a fadiga e os demais sintomas são retardados.

Magnésio, um mineral essencial

Legumes, nabo, espinafre e outros alimentos ricos em magnésio são um grande aliado para evitar o lactato. Eles são por si só uma grande fonte de energia, vital para qualquer treinamento. Assim, os músculos obtêm o que precisam sem recorrer ao ácido lático.

Existem também suplementos naturais que podem ser incorporados ao cotidiano. É necessário conhecer os níveis que cada organismo requer para não sofrer as consequências do lactato.

Vitaminas B

A presença de vitamina B no organismo garante uma distribuição adequada de energia aos músculos. Assim, uma dieta rica em carnes, peixes, ovos, cereais e verduras de folha verde retarda o surgimento do ácido lático.

Alimentos ricos em vitamina b6

O lado positivo do lactato

A presença de lactato pode se tornar uma importante fonte de energia para o alto rendimento físico. A quantidade varia para cada pessoa de acordo com o tipo de esporte que realizam e especialmente com o tempo que elas treinaram.

O lactato é um combustível fundamental para a musculatura do corpo. Em atividade, os músculos o utilizam para obter a energia que necessitam sem precisar de oxigênio. Ao reduzir a exigência, como resultado, recuperam rapidamente as deficiências.

Além disso, o ácido lático é muito benéfico para que o potássio chegue às células. Ele elimina o cloreto que impede a entrada, abrindo, dessa forma, a passagem.

LEMBRETE: o lactato não é a causa das dores musculares nos dias posteriores à prática esportiva.

euskadi.eus. Diagnóstico del lactato en el deporte. Extraído de: http://www.euskadi.eus/contenidos/informacion/escuela_vasca_deporte/es_9258/adjuntos/Lactato%20en%20el%20Deporte%202.pdf

Medigraphic.org. 2010. Distribución del ácido láctico. Extraído de: http://www.scielo.org.mx/pdf/rmib/v31n1/v31n1a4.pdf

Javier Alejandro Álvarez Romero. 2014. Universidad nacional de Colombia. Evaluación fisiológica lactato. Extraído de: http://www.bdigital.unal.edu.co/46518/1/05599264.2014.pdf