Como a alimentação influencia nas cãibras musculares

30 de março de 2019
Talvez você já tenha visto mais de uma vez um corredor de maratona fazendo um esforço enorme para cruzar a linha final, isso acontece devido a espasmos involuntários muito dolorosos conhecidos como cãibras musculares

Qualquer pessoa pode sofrer esse tipo de desconforto, mesmo que não seja um atleta; muitos de nós provavelmente já acordamos à meia-noite com uma cãibra terrível. Uma dieta equilibrada pode nos ajudar a evitar esse problema. Veja a relação da alimentação com as cãibras musculares a seguir.

Por que as cãibras ocorrem?

As causas desses espasmos ou enrijecimento dos músculos são diversas e o calor é um deles. As altas temperaturas durante o exercício provocam a desidratação e, consequentemente, a perda de eletrólitos através do suor.

A falta de exercícios de aquecimento e alongamento também pode causar cãibras musculares. Da mesma forma, o excesso de treinamento pode estar entre as razões para esses episódios dolorosos acontecerem.

Cãibra na perna

A alimentação e as cãibras musculares

Às vezes ouvimos dizer que os atletas devem comer bananas por causa do alto teor de potássio, e a ideia não é tão estranha. Na verdade é possível evitar o aparecimento de cãibras musculares por meio da alimentação.

A falta de alguns minerais e vitaminas está entre as causas mais frequentes das cãibras. Portanto, ao garantir a presença desses elementos em nossa dieta diária, podemos evitar a aparição do problema.

Os principais minerais que estão diretamente relacionados ao funcionamento dos músculos são potássio, cálcio, magnésio e sódio. Sem eles, a comunicação entre o sistema nervoso e os músculos não é possível.

Fontes de cálcio e potássio

Laticínios, queijos frescos, iogurte e nozes são boas fontes para fornecer cálcio e potássio ao organismo. Também peixes, como salmão e sardinha, e legumes, como couve, acelga, couve-flor, brócolis, agrião, batata e tomate.

As leguminosas e as gemas também fornecem parte do cálcio que precisamos. O potássio também pode ser encontrado em grãos integrais e frutas como banana, laranja, kiwi, melão e abacate, entre outros.

A importância do sal

Ouvimos de muitos especialistas que é necessário reduzir o consumo de sal. No caso de alguns atletas, o oposto pode ser verdade, pois eles devem garantir que não falte sal ao corpo. A intensidade de sua atividade física faz com que eles percam grandes quantidades de sódio, o que afeta o sistema muscular.

Para cobrir as necessidades de sódio do corpo, geralmente o sal que está na comida é suficiente. A desidratação, comum na prática esportiva, pode reduzir drasticamente os níveis de sódio e causar cãibras musculares.

Sal, carne, peixe e enlatados são fontes de sódio, um elemento vital para o bom funcionamento muscular dos atletas; e eles também podem fazer parte de uma dieta equilibrada.

Onde encontrar magnésio

O magnésio é uma parte importante do sistema muscular, além de ter outras funções importantes no corpo. Uma diminuição nos níveis desse elemento pode causar vários danos, incluindo cãibras musculares. Para evitar essas consequências, é necessário incluir produtos ricos nesse mineral na dieta diária.

Podemos encontrar magnésio em vegetais de folhas verdes, como espinafre e acelga. Sardinhas, salmão e atum, bem como frutos do mar, também são ricos neste mineral. Lentilhas, sementes de abóbora, manteiga de amendoim e chocolate amargo também são alimentos que previnem cãibras devido ao seu teor de magnésio.

A importância da hidratação

Menina bebendo água

Assim como o consumo de certos alimentos previne o aparecimento de cãibras, manter-se hidratado é essencial. Se não temos fluido suficiente no corpo, nutrientes e minerais não podem atingir os músculos; e isso causa as dolorosas cãibras.

Manter a hidratação adequada, seja você atleta ou não, é importante para o funcionamento integral do nosso corpo. Além da água, podemos nos manter hidratados com o consumo de frutas, gelatinas, legumes, sopas, chás, entre outros alimentos.

A prevenção é a chave

Uma dieta balanceada que inclua alimentos ricos em minerais essenciais impedirá o aparecimento desses espasmos nos músculos. Devemos planejar nossa dieta para que o cálcio, o magnésio, o sódio e o potássio estejam presentes. Assim, evitaremos esses momentos de dor.

Da mesma forma, manter o corpo hidratado é importante para evitar esses espasmos. Se o exercício físico for realizado, além da hidratação usual, será necessária a ingestão de bebidas isotônicas. Desta forma, os eletrólitos serão reabastecidos e as cãibras evitadas.