As técnicas mais utilizadas na reabilitação esportiva

17 de setembro de 2019
Quase todos os atletas devem passar pela reabilitação esportiva em algum momento de suas vidas. Esses são os recursos mais utilizados nessa área atualmente.

A reabilitação esportiva desempenha um papel importante para o desenvolvimento dos atletas. Neste artigo, você verá as técnicas mais utilizadas na recuperação de lesões.

Quando os atletas sofrem uma lesão dentro ou fora da prática esportiva, isso implica uma série de cuidados especiais nos quais diferentes elementos do seu corpo e do esporte praticado serão levados em consideração.

Dessa forma, a fisioterapia esportiva possui diferentes técnicas predefinidas para tratar os traumas ou lesões que os atletas podem vir a apresentar. Assim, busca-se garantir uma recuperação precisa e adequada para recuperar o desempenho esportivo.

As 6 técnicas mais utilizadas na reabilitação esportiva

A seguir, as técnicas mais utilizadas na reabilitação esportiva:

1. Bandagem funcional

A bandagem funcional consiste em limitar a mobilidade dos tecidos afetados sem influenciar a sua funcionalidade. Dessa maneira, os músculos podem se recuperar para que os movimentos posteriores e a recuperação ocorram com melhor qualidade.

Além disso, o tempo de recuperação geralmente é mais curto e as cicatrizes tendem a ser menores. Esse método é mais frequentemente aplicado a lesões como tendinite, entesite, ruptura do tendão de Aquiles, entre outras.

Técnicas de reabilitação

2. Terapia a frio

Também chamada de crioterapia, trata-se da aplicação de baixas temperaturas nas áreas lesionadas. Existem três maneiras diferentes de fazê-la:

  • Massagem com gelo: os atletas geralmente usam essa técnica após uma competição ou após um treino muito exigente. Há aplicação de gelo na área, massageando lentamente para que o frio atue e a inflamação diminua.
  • Banhos de imersão: combina a crioterapia com a hidroterapia, sendo uma opção amplamente utilizada, por exemplo, por jogadores de futebol. Basicamente, o corpo ou alguns dos membros são submersos em água com muito gelo.
  • Criosauna: semelhante às saunas comuns, mas em vez de altas temperaturas, são usadas temperaturas baixas.
  • Jato frio: É um tipo de jato de vapor frio aplicado na área afetada.

Qualquer uma dessas técnicas tem propriedades analgésicas e antiespasmódicas, diminui o metabolismo celular e ajuda a controlar a formação de edema.

reabilitação esportiva

Imagem: joya.life

3. Massagem esportiva

As massagens têm diferentes funções. Elas não são indicadas apenas para a reabilitação esportiva, mas também para a prevenção de lesões, para a melhora do desempenho muscular e esportivo e para a liberação de tensões, entre outras coisas.

Através das massagens esportivas, a circulação de sangue e fluidos é ativada, o que oxigena os músculos, eliminando toxinas e outros resíduos. Da mesma forma, elas também servem para manter o bem-estar físico do atleta.

4. Eletroterapia

A eletricidade tem uma grande influência na recuperação de fraturas e outras doenças. Isso ocorre porque ela tem um contato direto com as células e o líquido intersticial, o que acelera os processos de recuperação dos tecidos.

A eletroterapia é um excelente estimulante na reabilitação esportiva, graças aos seus resultados rápidos e de qualidade. Com doses estrategicamente aplicadas, o tempo de recuperação pode ser reduzido significativamente.

Eletroterapia

Imagem: fisioterapia-global.es

5. Cinesioterapia esportiva

É uma técnica baseada nos movimentos e é implementada para fins preventivos ou reparadores. São feitos exercícios que ajudam a manter uma capacidade funcional estável, a recuperar a amplitude de movimento, a evitar a rigidez nas articulações e a manter ou aprimorar a propriocepção.

Os fisioterapeutas têm várias maneiras de usar essa técnica, seja em piscinas, academias, enfermarias ou então usando equipamentos como faixas elásticas ou bolas de pilates.

Drenagem linfática manual

6. Drenagem linfática manual

A drenagem linfática manual é bem conhecida pelos seus efeitos estéticos. No entanto, também é uma técnica de recuperação amplamente utilizada no esporte. A drenagem linfática causa a ativação do sistema linfático, o que promove a eliminação dos tecidos lesionados.

São manobras manuais que levam à drenagem ou eliminação de fluido intersticial, moléculas grandes ou linfa que, por algum motivo, estão estagnados, como em um edema, por exemplo. Além disso, a drenagem linfática geralmente é feita em lesões tais como tendinite, artrite, hematomas, entre outras.

Massagem esportiva

Imagem: blovver.com

É importante destacar que essas técnicas devem ser aplicadas ou prescritas por um fisioterapeuta esportivo. Se você sentir algum desconforto ou lesão, o melhor a fazer é procurar um profissional que possa te dar o diagnóstico e o tratamento mais adequado para o seu caso.

A fisioterapia esportiva é um ramo das ciências da saúde que continua inovando e melhorando para o benefício dos seus pacientes. Portanto, recomenda-se que a comunidade esportiva também se mantenha informada sobre todas as técnicas que geralmente são utilizadas.

  • Dueñas-Moscardó, L., Balasch-i-Bernat, M., & Espí-López, G. V. (2010). Técnicas y nuevas aplicaciones del vendaje neuromuscular. In Lettera publicaciones (pp. 152–153). Bilbao.
  • Osorio Ciro, J. A., Clavijo Rodríguez, M. P., Arango V., E., Patiño Giraldo, S., & Gallego Ching, I. C. (2007, June). Lesiones deportivas. Iatreia. https://doi.org/Available
  • Blanco Oroz, R., Fernández Villar, M., López Pérez, H., Fernández de la Puente, S. P., & Martín Urrialde, J. A. (2003). Fisioterapia deportiva. Fisioterapia25(4), 190–198. https://doi.org/10.1016/S0211-5638(03)73058-2