A influência da dieta na menopausa e os nutrientes mais importantes

· 27 de outubro de 2018
A menopausa é uma fase em que a mulher sofre mudanças hormonais drásticas. Saiba a seguir como a sua dieta na menopausa pode influenciar esse período.

Todas as mulheres sabem que a menopausa é momento difícil, em maior ou menor grau dependendo das reações de cada mulher. A alimentação é fundamental para tornar o processo mais suportável. Por isso, neste post, vamos falar sobre a influência da dieta na menopausa.

Apesar de ser normal cuidar da alimentação e ter uma dieta na menopausa, não devemos nos esquecer que uma vida saudável deve sempre ser acompanhada de exercícios físicos. Isso porque a atividade física é o complemento fundamental para uma dieta equilibrada.

Cada mulher, um mundo diferente

Como já dissemos anteriormente, a menopausa é um processo pessoal. Nesse sentido, queremos dizer que cada mulher vivencia essa fase de uma maneira diferente.

A menopausa é muito mais do que o término da menstruação, uma vez que vem acompanhada por uma grande variedade de sintomas e alterações.

Senhora cortando verduras

Se conversássemos com várias mulheres que já atravessaram o processo da menopausa, com certeza cada uma delas nos contaria sobre diferentes sintomas. Além disso, o processo até que a menstruação termine completamente tem uma duração diferente para cada mulher.

Os sintomas mais comuns na menopausa são os seguintes:

  • Sufocamento
  • Sudorese
  • Mudanças no estado de espírito
  • Ganho de peso
  • Anemia
  • Insônia
  • Dor nos ossos e articulações

Por essa razão, toda mulher terá que seguir uma dieta de acordo com os sintomas que vier a apresentar. Estudos indicam que a dieta na menopausa tem influência sobre os sintomas e o controle destes.

A seguir, vamos dar algumas dicas sobre a influência da dieta na menopausa. De maneira geral, a mulher vai ter que prestar atenção na ingestão de alimentos que apresentamos a seguir.

O cálcio, essencial para a saúde óssea

A menopausa está associada, muitas vezes, com o aparecimento da osteoporose. De fato, cinquenta por cento das mulheres com mais de 50 anos sofrem dessa doença.

A osteoporose consiste na diminuição da densidade do tecido ósseo. Como consequência, os ossos se tornam mais frágeis e, portanto, a fraqueza e as fraturas se tornam muito mais comuns.

Uma boa maneira de prevenir o aparecimento desta doença, ou pelo menos diminuir significativamente sua ocorrência, é tomar medidas a partir do momento em que aparecem os primeiros sintomas da menopausa. É nessa fase que as mulheres devem aumentar o consumo de cálcio.

Senhora colocando leite em um copo

A ingestão de cálcio é feita geralmente através do consumo de leite na hora do café da manhã. Você também pode consumir esse mineral tomando iogurte.

Vale a pena destacar que a ingestão de cálcio não deve provocar também um aumento do consumo de gordura. Isso porque geraria ganho de peso. Opte por produtos lácteos com baixo teor de gordura para que você se beneficie do cálcio sem ganhar peso.

As gorduras: melhor reduzir seu consumo

O ganho de peso é comum durante a menopausa. Desequilíbrios hormonais acarretam, às vezes, em um aumento de peso. Esse ganho de peso é difícil de perder. Dessa maneira, a melhor opção é cuidar da alimentação e se exercitar regularmente a partir dos 45 anos de idade.

A chave para não engordar durante a menopausa é reduzir a ingestão de gordura. Continue ingerindo aquelas gorduras saudáveis que podem ser fornecidas por alimentos como o azeite de oliva, as frutas secas e o peixe. Concomitantemente, corte da sua dieta o fast-food, os alimentos empanados e os refrigerantes.

Não é necessário dar início a uma dieta rigorosa, mas sim cuidar um pouco da alimentação e preparar receitas saudáveis. Se você também combinar essa dieta na menopausa com exercícios diários você vai notar os resultados rapidamente.

Idosa em uma aula de yoga

O exercício não deve ser de longa duração ou de grande intensidade. Ainda assim, é necessário que ele se torne um hábito. Faça caminhada por uma hora todos os dias, aulas de exercício aeróbico, dança de salão ou o esporte que você mais gosta.

A dieta na menopausa deve atentar para a vitamina D

A vitamina D é a grande esquecida da alimentação daquelas mulheres que estão atravessando a menopausa. Geralmente, elas têm consciência a respeito da ingestão de cálcio e da necessidade de reduzir o consumo de gordura.

Raramente elas pensam em aumentar a dose de vitamina D, embora, na verdade, seja um assunto tão importante quanto a ingestão de cálcio e a redução do consumo de gordura.

A vitamina D é fundamental para manutenção da saúde dos ossos. Ela também mantém os músculos saudáveis, protege contra doenças cardíacas e previne o diabetes. Alguns alimentos que contêm esta vitamina são os peixes gordurosos, ovo, o fígado e o queijo.