Descubra a relação entre o sono e o peso

· 3 de março de 2019
Existe uma relação entre o sono e o peso? Essa tem sido uma das questões mais analisadas nos últimos anos e vários estudos parecem indicar que há de fato uma relação entre esses dois fatores.

A relação entre o sono e o peso envolve o fato de que dormir o suficiente, nem mais nem menos, é fundamental não apenas para estar ativo e com energia no dia seguinte, mas também para ajudar a mantermos um peso saudável e controlado.

A relação entre o sono e o peso

Já existem vários estudos que mostram essa relação entre o sono e o peso. Com base nesses resultados, demonstrou-se a importância de uma boa noite de sono. Trata-se de dormir as horas certas. Dormir mais ou menos que as horas recomendadas pode ser negativo para o bem-estar geral.

Um estudo conduzido pela Clínica de Distúrbios do Sono da UNAM mostrou que as pessoas que dormem menos de sete ou oito horas por dia são mais propensas a ganhar peso. Para chegar a essa conclusão, os especialistas estudaram 68.000 americanos de meia-idade.

Garota com insônia

O resultado do estudo mostrou que as mulheres que dormem sete ou oito horas têm 15% menos chances de serem obesas ou ter sérios problemas de sobrepeso.

O estudo também concluiu que as mulheres que trabalham em turnos rotativos, isto é, que às vezes trabalham em turnos diurnos e outras em turnos noturnos, têm um risco maior de sofrer de diabetes tipo 2 e sobrepeso.

Os especialistas acreditam que o aumento da obesidade no mundo se deve, entre outros fatores, à uma mudança nos hábitos de sono.

Até pouco tempo atrás, dormir mal era sinônimo de estar irritado, de mau humor e desconcentrado no dia seguinte. No entanto, há também essa consequência não tão evidente como o aumento de peso.

Por que existe uma relação entre o sono e o peso?

Alterações hormonais

Quando a pessoa dorme mais de oito horas ou, pelo contrário, dorme menos de cinco horas, um distúrbio hormonal é produzido em seu corpo; essa irregularidade constitui um dos principais fatores no aumento de peso.

Nesse sentido, os hormônios que regulam a fome e a saciedade, conhecidos como grelina e leptina, são afetados.

Por um lado, a grelina é o hormônio responsável por dizer ao corpo que temos fome. A leptina, por outro lado, é a responsável por dizer ao corpo para não comer mais por estarmos cheio; é ela que regula a saciedade.

Quando uma pessoa dorme menos ou mais que as horas recomendadas, os níveis desses hormônios são afetados. A grelina é produzida em excesso, gerando um maior apetite e a produção de leptina não atinge os níveis mínimos necessários.

Por causa do distúrbio hormonal, a pessoa sentirá muito mais fome e seus níveis de saciedade serão menores; a consequência pode ser um aumento no peso.

Garota dormindo com despertador do lado

Diminuição de atividade física

As chances de uma pessoa cansada realizar algum tipo de atividade física diminuem consideravelmente. Esse fator também influencia no aumento de peso, sendo uma consequência indireta de uma noite ruim de sono.

Muitos especialistas têm mostrado que as pessoas que não dormem o suficiente são mais propensas a ser sedentárias e a passar mais horas assistindo à televisão.

Temperatura corporal

Também parece haver uma relação entre dormir menos que o recomendado e uma diminuição na temperatura corporal. A principal consequência é que o gasto de energia também diminui; por esse motivo, acaba-se utilizando uma porcentagem consideravelmente menor da energia proveniente das reservas de gordura.

Os estudos realizados até o momento indicam, além disso, que esse aumento de peso por relação direta com o sono afeta a todas as idades e sexos por igual. Uma coisa diferente é que, em certas idades, como é o caso das crianças, é necessário dormir mais.

A recomendação geral é tentar levar um estilo de vida mais saudável quanto aos nossos hábitos. Para isso, é necessário organizar a agenda diária para poder fazer com calma todas as atividades programadas. É importante tentar dormir entre sete e oito horas por dia, para ter um dia ativo e cheio de energia.

Patel, S. R., & Hu, F. B. (2008). Short sleep duration and weight gain: a systematic review. Obesity, 16(3), 643-653.