Depois do câncer: 3 exercícios indicados

25 de maio de 2020
O câncer é uma doença incapacitante. Seus sintomas e tratamentos agressivos podem nos levar a perder a nossa forma física. Neste artigo, daremos três dicas para retomar a atividade.

O câncer é uma das principais causas de incapacidade e licença médica no mundo ocidental. A própria doença, juntamente com seus tratamentos agressivos e complexos, leva os pacientes a perder sua condição física. Hoje falaremos sobre que exercícios fazer depois do câncer.

Muitas vezes, é difícil voltar à atividade física após a superação da doença. Neste artigo, daremos alguns conselhos sobre o exercício que deve ser feito quando o câncer for superado, para que seja possível retornar a um estilo de vida ativo.

Câncer: conceitos básicos

O câncer é uma doença com uma fisiopatologia muito simples, mas ao mesmo tempo complexa. Devemos entender que as células do corpo têm um ciclo biológico e, quando atingem a maturidade, precisam parar de se replicar.

Uma célula maligna ou tumoral é aquela que recupera a capacidade de se dividir e começa a fazê-lo incontrolavelmente, danificando os tecidos adjacentes.

O conceito de metaplasia se refere à mudança pela qual uma célula sofre devido a fatores externos a ela. Um exemplo desse conceito é a alteração no tipo de célula nos brônquios devido à agressão causada pela fumaça do tabaco.

Essa mudança celular pode inativar alguns genes responsáveis ​​por manter a célula em seu estado maduro. Isso faz com que o ciclo celular não se interrompa, e assim as células continuam se replicando.

Sintomas do câncer

Visto que estamos lidando com uma falha no ciclo biológico de uma célula, os sintomas que o tumor apresentará serão em relação ao órgão onde está a célula maligna. Uma vez que o tumor se desenvolve, ele pode comprimir estruturas vizinhas, causando ainda mais sintomas.

Depois que a doença se torna um processo generalizado devido à sua disseminação para outros órgãos (também conhecido como metástase), existem alguns sintomas que indicam claramente que algo está errado:

  1. Perda de apetite.
  2. Perda de peso injustificada.
  3. Cansaço extremo.
Câncer: conceitos básicos

Como podemos ver, esses sintomas influenciarão bastante o nosso estilo de vida. A falta de apetite levará à perda de peso, geralmente do tecido muscular. O cansaço se deve à doença em si e à perda de tecido funcional, como o músculo.

No final, e ainda mais quando seguimos tratamentos agressivos, como a quimioterapia ou a cirurgia, encontramos pacientes que perderam uma grande quantidade de músculo, e que consideram um enorme esforço continuar se exercitando.

Exercícios depois do câncer: 3 ótimas opções

É importante ressaltar que, ao sofrer desta doença, a pessoa deve permanecer ativa o máximo possível. O exercício leve pode estimular o apetite, reduzir a perda de peso e estimular os músculos.

Apesar disso, em muitas ocasiões, essa não é uma opção possível, portanto, será necessário focar nos exercícios que devem ser realizados quando a doença for superada.

Lembremos que, graças à medicina atual, um grande número de cânceres é curável e nunca devemos perder a esperança e a motivação para voltar a praticar o esporte que gostamos.

1. Caminhar

Quando a doença é superada, não há melhor maneira de voltar ao exercício do que fazendo caminhadas progressivamente mais longas.

Assim, o corpo se moverá novamente, a função do sistema cardiovascular melhorará e os músculos, ossos e articulações poderão retornar à sua situação normal. É uma ótima opção, e com impacto muito baixo, para preparar o corpo para retornar à atividade.

2. Exercícios leves com pesos

Se você costumava praticar esportes de força, ou até mesmo se nunca praticou, iniciar um treino com resistência leve pode ajudar a recuperar a funcionalidade dos seus músculos e articulações.

Exercícios leves com pesos

Entre esses tipos de treinamento, devemos destacar o treinamento funcional ou CrossFit, que podem ser praticados por todos os tipos de pessoas e com um profissional que estará nos observando o tempo todo. Além disso, a resistência cardiovascular também é melhorada.

3. Nadar

natação é de longe o exercício com menos impacto nas articulações. Por esse motivo, é especialmente indicada para pessoas que padeceram de tumores ósseos ou após tratamentos intensivos que podem levar à fragilidade dos ossos.

O exercício que será realizado na natação será cardiovascular e muscular. Nadar ativa a musculatura quase de todo o corpo, principalmente da região das costas. Dessa maneira, os ossos e músculos são fortalecidos com risco mínimo de lesão.

Por fim, devemos deixar claro que esses exercícios, ainda que opções para depois que o câncer for superado, podem não ser apropriados para todas as pessoas . Portanto, ninguém melhor do que o médico para determinar qual é a melhor opção para cada indivíduo.

  1. O’Connor D, Daly A, Mulvin C, Lennon O. Fit for life after cancer: Does exercise timing matter? BMJ Supportive and Palliative Care. 2018;
  2. Ferioli M, Zauli G, Martelli AM, Vitale M, McCubrey JA, Ultimo S, et al. Impact of physical exercise in cancer survivors during and after antineoplastic treatments. Vol. 9, Oncotarget. Impact Journals LLC; 2018. p. 14005–34.
  3. Strasser B, Steindorf K, Wiskemann J, Ulrich CM. Impact of resistance training in cancer survivors: A meta-analysis. Med Sci Sports Exerc. 2013 Nov;45(11):2080–90.
  4. Dimeo F. Exercise for cancer patients: A new challenge in sports medicine. Br J Sports Med. 2000;34(3):160–1.