Como tirar proveito dos seus hormônios para treinar melhor

· 7 de junho de 2019
Você pode tirar proveito dos seus hormônios para treinar melhor, sabendo quando cada um deles é produzido ou quando eles estão presentes em níveis mais altos no corpo. Desta forma, você poderá obter resultados em menos tempo!

Nosso corpo funciona como um mecanismo perfeito, mas às vezes não sabemos disso e, assim, não aproveitamos esse fato. Por isso, no artigo a seguir, vamos te contar como você pode tirar proveito dos hormônios para treinar melhor.

Os hormônios e o treinamento

Quando falamos sobre hormônios e a sua relação com o exercício, estamos nos referindo à sua produção natural, tanto em homens quanto em mulheres.

Embora haja quem queira que acreditemos que as mulheres se tornam masculinas quando desenvolvem músculos, a verdade é que cada sexo é diferente e tem as suas necessidades específicas.

O mesmo acontece com os hormônios. Por exemplo, um homem produz até 20 vezes mais testosterona do que uma mulher; por isso, os homens têm mais facilidade para ganhar músculos.

No entanto, isso não significa que as mulheres estejam em desvantagem, pois elas podem liberar mais hormônio do crescimento ou serem mais sensíveis aos hormônios anabolizantes.

Então, poderíamos dizer que elas compensam uma falta com uma virtude. Certamente, além desta ressalva, não podemos negar que as mulheres começam os treinos a partir de um nível muscular e uma força menor do que a dos homens.

Outra questão que devemos levar em consideração é que é mais fácil para eles perderem o que conseguiram quando param de treinar. Por quê? Porque as mulheres conseguem manter as proteínas e o glicogênio nos músculos por mais tempo.

Há outros fatos curiosos sobre o papel dos hormônios em ambos os sexos. As mulheres precisam de uma grande dose de energia e acumulam mais gordura, porém os seus músculos se degradam menos.

Talvez você seja contra essa adaptação evolutiva, mas é necessário saber que,  para manter a massa muscular, o sexo feminino não precisa de tantas proteínas ou carboidratos quanto o masculino.

Os hormônios e o treinamento

Como tirar proveito dos seus hormônios para treinar melhor?

Agora nos dedicaremos às mulheres e, mais precisamente, ao ciclo menstrual, no qual os hormônios desempenham um papel muito importante. Isso não significa que os homens não tenham alterações hormonais, mas elas são menos flutuantes e têm a ver com o dia e a noite ou com a época do ano.

O impacto do treinamento e da dieta não será o mesmo dependendo de em qual das três fases do ciclo a mulher está. Portanto, se você quiser aproveitar os seus hormônios para treinar melhor, preste atenção ao seguinte:

1. Fase folicular

Começa depois que a menstruação acaba. Nessa fase, as mulheres são mais sensíveis à insulina, toleram melhor os carboidratos, usam mais o glicogênio como substrato energético, há menor queima de calorias e gorduras e o metabolismo é desacelerado.

Este é o melhor momento para treinar e no qual os resultados do exercício serão mais visíveis. Nesta fase, são recomendados os treinos de alta intensidade, que vão neutralizar a redução metabólica desse período.

2. Fase ovulatória

É a fase central do ciclo, quando o óvulo vai até o útero para ser fertilizado. Durante a fase ovulatória, o apetite é bastante reduzido (porque a ideia é a de que a mente esteja ocupada em procriar, não em comer) e o metabolismo acelera pouco a pouco.

Um ligeiro aumento na força também é experimentado devido ao hormônio testosterona, e pode haver mais lesões do que nas outras fases. Isso acontece porque temos mais energia para um treinamento duro. É um momento ideal para fazer exercícios de força.

3. Fase lútea

É a fase mais complicada do período menstrual, antes e durante o sangramento. O primeiro sintoma é um aumento no apetite (inclusive, você pode consumir 500 calorias a mais por dia) e o metabolismo se acelera.

Usar os seus hormônios para treinar melhor

Além disso, a gordura é mais usada como combustível, a tolerância aos carboidratos é perdida e há uma menor sensibilidade à insulina. A diminuição da progesterona tem como consequência menores níveis de serotonina. Como resultado, mau humor, irritabilidade e dores de cabeça são experimentados frequentemente.

Por outro lado, devido à perda de sangue, o transporte de oxigênio para os músculos pode ser reduzido, e isso afeta o desempenho. Porém, não é necessário faltar na academia diante disso, mas sim diminuir a intensidade; também é bom fazer exercícios de cardio.

Em suma, para tirar o máximo proveito dos seus hormônios para treinar melhor, você deve levar em consideração a época do mês em que você está e também quais são as necessidades específicas de cada fase. Siga estas diretrizes e incremente as suas sessões de exercícios!

  • Centro Provincial de Información de Ciencias Médicas de Camagüey, Aguilar S, M. M., & A., Q. (2017). La mujer, el ciclo menstrual y la actividad física. Revista Archivo Médico de Camagüey.