Benefícios dos exercícios com saltos nos treinos

6 de setembro de 2019
Atualmente, os exercícios de força para a parte inferior do corpo são a principal opção utilizada para treinar. Mas uma outra boa alternativa para desenvolver essa parte corporal é adicionar exercícios com saltos aos treinos.

Para trabalhar a potência da parte inferior do corpo, uma excelente alternativa é adicionar exercícios com saltos aos treinos. Trata-se de um tipo de exercício cujos movimentos são caracterizados por exigir que os músculos desenvolvam a sua força ao máximo, em um curto espaço de tempo.

Ao mesmo tempo, também podemos usar esse tipo de exercício para aumentar os batimentos cardíacos rapidamente.

Benefícios dos exercícios com saltos nos treinos

As principais vantagens de fazer esses exercícios durante os treinos são as seguintes:

  • Estimulam o metabolismo;
  • Ativam e estimulam o sistema linfático;
  • Ajudam a ganhar velocidade: incluir exercícios com saltos no seu treino vai melhorar a sua cadência e passada;
  • Permitem queimar calorias: basta dizer que, em uma sessão de 30 minutos, é possível queimar até 300 calorias:
  • Tonificam o corposaltos são exercícios muito eficazes, por isso os boxeadores necessariamente incluem pular corda no seu treino diário;
  • Proporcionam resistência muscular: se forem executados de forma contínua, a resistência melhora consideravelmente;
  • Ajudam a prevenir doenças cardiovasculares através da normalização da pressão arterial;
  • Melhoram a absorção de cálcio: isso implica em uma maior massa óssea ou, pelo menos, na redução da perda de massa óssea nas pessoas idosas.

A importância dos saltos no HIIT

A inclusão de saltos nos treinos HIITHigh Intensity Interval Training ou treinamento intervalado de alta intensidade – é muito importante. Ao fazer esse tipo de treino, os saltos se tornam uma ferramenta-chave de grande importância.

A importância dos saltos no HIIT

No entanto, devemos ter em mente que esse exercício não é adequado para qualquer pessoa. Existe um grupo populacional para o qual esse tipo de exercício é totalmente proibido: as pessoas que apresentam algum problema na coluna, tais como hérnias, escoliose ou problemas nas articulações do tornozelo ou do joelho.

Saltos e treino pliométrico

Sem dúvida, o método de treinamento no qual os saltos são um elemento-chave é o treino pliométrico. Esse tipo de treino inclui exercícios baseados em movimentos explosivos e, na maioria dos casos, com o próprio peso corporal ou com cargas leves.

Os agachamentos com salto são um bom exemplo disso. Os exercícios pliométricos são aqueles que consistem em movimentos feitos com a maior velocidade possível, sempre com o objetivo de atingir a máxima produção de força no menor espaço de tempo.

A principal missão desses exercícios é estimular a potência. No entanto, esse exercício também nos ajudará a melhorar a resistência, a explosão, a força e o desempenho em geral.

5 exercícios com saltos que você deveria experimentar

Se você está pensando em incluir os saltos nos treinos como parte da sua rotina, experimente os seguintes exercícios:

  • Joelhos ao peito: tomamos impulso a partir de uma posição semi-agachada e então elevamos as duas pernas ao mesmo tempo, o mais alto que pudermos. Será fundamental em qualquer salto cair no chão de forma adequada.
  • Salto na caixa: o movimento em si é igual ao anterior, mas com um pequeno movimento para cima e para a frente. Vamos terminar com as duas pernas sobre a caixa ao mesmo tempo. Além disso, esse exercício nos permitirá quantificar e avaliar o desempenho em várias modalidades esportivas.
exercícios com saltos que você deveria experimentar

Burpees

  • Agachamentos com salto: faça um agachamento tradicional e, quando estiver agachado, tome impulso para saltar para o alto. Mais uma vez, será fundamental amortecer a queda de forma correta.
  • Afundos com salto: trata-se de um exercício muito semelhante ao agachamento. No entanto, um fator chave entra em jogo aqui: o equilíbrio. Para fazer esses afundos, devemos dar um passo à frente – com a perna esquerda, por exemplo – e, quando os joelhos formarem um ângulo de 90 graus, devemos saltar para posicionar a perna direita para a frente e a perna esquerda para trás.
Afundos com salto

Conclusões sobre os saltos nos treinos

Como podemos observar, a inclusão de exercícios com saltos nos treinos nos proporciona uma série de benefícios muito interessantes para a saúde. No entanto, em muitos casos, eles não são fáceis de executar.

Embora todos saibam saltar, devemos ter uma boa técnica para prevenir lesões e para que o objetivo que estivermos buscando seja alcançado da forma correta. Então, coloque-se nas mãos de um profissional de atividade física e comece a saltar!

  • Anek, A., Kanungsukasem, V., & Bunyaratavej, N. (2011). Effects of the circuit box jumping on bone resorption, health-related to physical fitness and balance in the premenopausal women. Journal of the Medical Association of Thailand= Chotmaihet thangphaet, 94, S17-23.
  • Gross, M., Hoppeler, H., & Vogt, M. (2014). Quantification of the Metabolic and Physical Demands of the 90-Second Box Jump. J Athl Enhancement 3: 2. of, 7, 2.
  • Khodaei, K., Mohammadi, A., & Hamedinia, M. R. (2017). Evaluation of plyometric exercises intensity using ratings of perceived exertion scale. MEDICINA DELLO SPORT, 70(3), 299-306.
  • Tran, T., Faulkinbury, K., Stieg, J., Khamoui, A. V., Uribe, B. P., Dabbs, N. C., … & Judelson, D. A. (2010). Effect Of 10 Repetitions Of Box Jumps And Depth Jumps On Peak Ground Reaction Force. The Journal of Strength & Conditioning Research, 24, 1.