De quanto em quanto tempo é preciso mudar de treino?

· 6 de outubro de 2018
Mais cedo ou mais tarde nosso corpo acostuma-se com os exercícios e a intensidade deles. Por isso devemos variar nosso treino de tempos em tempos. Essa é uma forma de inovar o estímulo aos músculos e não diminuir o rendimento do treino.

Mudar de treino não é algo a ser feito só no momento em que enjoamos de fazer exercícios ou buscamos mil desculpas para não treinar… Outro motivo para essa mudança é que os músculos se acostumam e não respondem mais como deveriam ao treino.

Por isso, às vezes é bom mudar de treino, tanto se você treinar na academia ou em casa. De quanto em quanto tempo? Neste texto, vamos te contar.

Quando mudar de treino?

Quando vamos à academia, o treinador nos passa um treino com todos os exercícios que precisamos fazer a cada sessão. Por exemplo, em um dia malhamos membros superiores e no outro inferiores. Ou podemos fazer musculação um dia e no outro somente cardio.

Se nos exercitamos em casa, podemos nos basear em um treino que já fizemos em uma academia, ou buscar tutoriais na internet e ver vídeos com aulas completas.

Mulher fazendo abdominais nas barras paralelas

Entre as principais dúvidas de quem realiza exercícios podemos encontrar: quando mudar de treino e quais são as consequências de fazer um planejamento diferente ou continuar com o mesmo?

É muito importante que a série varie de vez em quando, porque assim os músculos não se acostumam e podem se desenvolver ainda mais.

Se todos os dias eles realizarem o mesmo movimento ou tensão, é como se se acostumasse, e perdesse a possibilidade de evoluir. O mesmo acontece se sempre nos exercitamos com o mesmo peso ou na mesma intensidade.

Evitar que os grupos musculares se acostumem é um desafio para quem treina – e para quem programa o treino. Cada pessoa precisa de um tempo diferente para conseguir resultados e mantê-los. Além disso, não podemos nos esquecer do fator tédio ou cansaço, que muitas vezes pode jogar contra nós.

O ritmo de cada um é diferente, os objetivos também… Isso sem falar do limiar de aceitação ou negação do treinamento! Talvez haja pessoas que são felizes sempre fazendo os mesmos exercícios porque já os têm na memória.

Outros, por outro lado, sentem-se presos no treino e entediados. Isso não é bom porque faz com que você falte no treino, fique sem disposição e não aproveite (sim, é possível passar bons momentos enquanto se treina!).

Mudar de treino: depende dos nossos objetivos

Não podemos responder à pergunta “de quanto em quanto tempo é preciso mudar de treino?”. Isso porque a resposta é tão ampla quando a quantidade de pessoas que treinam no mundo. Aqui, cada pessoa deve analisar sua situação, o que queremos e se estamos conseguindo os resultados desejados.

treinamento da semana

Por exemplo, se nossa intenção é reduzir a gordura das pernas e passamos uma hora na esteira ou na bicicleta, provavelmente no começo tenhamos umas mudanças, mas chegará um momento em que o corpo vai parar de mostrar mudanças.

Então, nesse caso, deveríamos buscar alguma alternativa que nos permita queimar gorduras de maneira mais localizada. Para dar alguns exemplos, podemos fazer agachamentos, passadas, pular corda, etc. Nesse momento, as pernas terão que fazer um esforço que até esse momento não faziam, tirando a “preguiça” e colocando-se em ação.

Outro caso é o de quem vai à academia para aumentar a massa muscular. No começo, vai utilizar pesos e halteres leves, e verá certas marcas nos bíceps e tríceps. Agora, o que aconteceria se, depois de muito tempo, essa mesma pessoa continuasse levantando o mesmo peso? O músculo pararia de crescer!

Para alcançar seu objetivo, essa pessoa terá que levantar mais e mais peso. Mesmo que o treino seja o mesmo, algo estará mudando e os músculos vão precisar fazer esforços adicionais para seguir crescendo.

Por outro lado, mudar de treino permite trabalhar áreas que até o momento haviam ficado “esquecidas” ou “deixadas para trás”. Por isso, os exercícios deveriam ser cada vez mais complexos para atingir uma região mais extensa do corpo.

Além disso, há uma máxima esportiva que diz: se você é o mais musculoso da academia, deveria mudar de academia. Isso quer dizer que, se você já superou todos os seus companheiros e os exercícios já não lhe parecem um desafio, você talvez precise ir a um lugar onde o treinamento seja diferente.