Concentração, liderança e comunicação: chaves para ser um treinador

· 7 de janeiro de 2019
Se você quer ser um ótimo treinador, este artigo vai te mostrar quais são algumas das qualidades você precisa ter. Vamos falar mais sobre isso a seguir.

Para ser um grande treinador de qualquer modalidade esportiva, aspectos como a concentração, a liderança e a comunicação são fundamentais. Isso acontece porque um bom treinador não deve apenas ter um amplo conhecimento da atividade.

Entre outras coisas, acreditamos que a concentração, a liderança e a comunicação são três características especiais que podem te ajudar a se tornar um treinador mais metódico e que possa dirigir equipes vencedoras.

Além disso, essas características podem também facilitar a apreciar o esporte independentemente da sua natureza, o que permite que os participantes cresçam como atletas e como pessoas.

Certamente, toda equipe precisa de um treinador que seja um bom modelo a ser seguido. Os jogadores de esportes coletivos devem admirar alguém que eles acreditem ser digno de ser imitado.

Nesse sentido, talvez seja um bom momento para rever os aspectos mais importantes ao treinar qualquer equipe. Temos certeza de que eles vão ser muito úteis para dirigi-la!

Os aspectos mais importantes para ser um treinador

A seguir, vamos apresentar quais são os aspectos mais importantes para ser um treinador:

Mantenha a concentração

O primeiro passo para atingir um objetivo é acreditar que ele é possível e manter a concentração em todos os momentos. Não se esqueça de que manter a concentração é necessário para oferecer a melhor versão de si em qualquer atividade que deva ser feita. 

Treinador com aluna na academia

De fato, o estresse competitivo das competições pode fazer com que os treinadores reajam mentalmente de uma maneira que possa afetar negativamente as habilidades e o desempenho dos outros participantes, em detrimento dos objetivos a serem alcançados.

As estratégias para melhorar a concentração são muito pessoais. Uma maneira de manter o foco é estabelecer os objetivos do processo para cada sessão ou competição.

Assim, o treinador terá um objetivo geral através do qual o atleta vai identificar uma série de objetivos do processo que ajudam a se concentrar em aspectos específicos da tarefa.

Mostre seu status como líder

Uma equipe precisa de liderança; e se o treinador não a mostrar, ela vai ser passada para qualquer outro membro do time; podendo dar origem a um ambiente um tanto caótico. Em tempos difíceis, os jogadores precisam  que o status de líder seja mostrado, contribuindo assim para resolver os problemas relevantes.

Apesar de ser o líder da equipe, isso não significa que você também deva demonstrar isso em todos os treinos. Para isso, é importante marcar a autoridade e demonstrar e dominar os aspectos técnicos necessários para conseguir uma comunicação fluida e direta com os jogadores.

Ocorre que o papel de um treinador não é outro senão o de ser a inspiração e o líder que motiva os seus jogadores a aspirar a oferecer a melhor versão de si mesmos; dentro e fora de campo.

Esta é uma das habilidades mais apreciadas em qualquer modalidade esportiva e um aspecto que faz toda a diferença; pois uma certa sensibilidade e características especiais são necessárias para se destacar como líder esportivo.

Os treinadores podem usar o campo de treinamento e as conversas pré e pós jogo para mostrar a sua liderança; mas uma vez que os jogadores estiverem em campo, geralmente o capitão é o encarregado de mostrar isso dentro de campo; embora a liderança também possa vir de qualquer membro da equipe.

Seja um bom comunicador

É importante que um treinador saiba a importância da comunicação. Não é possível influenciar o desempenho sem convencer ou transmitir exatamente o que estamos procurando. Isso inclui reconhecer o desempenho e as conquistas dos participantes.

Assim, incentive-os a fazer melhor e elogie-os pelo bom trabalho. Não se esqueça de lembrá-los das suas metas e objetivos. As palavras de encorajamento e as formas de desenvolvimento são muito úteis.

Treinador com aluna

Da mesma forma, é necessário estar plenamente consciente de como usamos as palavras e o efeito positivo e negativo que elas podem produzir. Devido ao status de treinador, elas são poderosas e têm um grande impacto. Comunicação também inclui a linguagem corporal. Assim, não seja negativo na sua linguagem corporal.

Trata-se de instruir, incentivar, disciplinar, organizar e fornecer dicas que permitam melhorar o desempenho. Porém, tão importante quanto se expressar cirurgicamente, é ouvir atentamente os sentimentos dos participantes.

Antes de terminar, lembramos que, como treinadores e modelos a serem seguidos, não se deve apenas ensinar as habilidades básicas do exercício ou esporte correspondentes, mas também habilidades sociais.

Estamos falando de disciplina, paciência, determinação e trabalho em equipe. Um objetivo duradouro é o desenvolvimento esportivo através da concentração, liderança e comunicação.