Exercício durante a gravidez: dicas e o efeito no corpo

21 de abril de 2019
Fazer exercício durante a gravidez, ao contrário do que se pensava antigamente, é muito benéfico; mas não devemos ignorar os conselhos médicos para lidar com cada caso específico.

Fazer exercício durante a gravidez é benéfico, mas é necessário ter em mente que cada caso é diferente. Por isso, antes de começar a se exercitar, você deve contatar o seu médico. Para começar, é necessário levar em consideração se você praticava ou não exercícios antes de engravidar.

Ou seja, se você praticava exercício físico regular, pode continuar a fazê-lo sempre e quando status da atividade física estiver de acordo com sua condição. Assim, você pode continuar a manter a sua aptidão cardiovascular e condicionamento físico durante a gravidez e após o parto.

Por outro lado, também existem mulheres que não praticavam exercício anteriormente. Isso não significa que não podem praticar ao engravidar.

Na verdade, o exercício regular pode trazer benefícios durante a gravidez, mas inquestionavelmente deve-se definir um exercício que respeite as capacidades físicas de cada mulher.

O exercício regular durante a gravidez pode trazer benefícios

Benefícios do exercício durante a gravidez

De modo geral, fazer exercício durante a gravidez tem mais benefícios do que desvantagens e não oferece nenhum risco para o feto, além de também ajudar a futura mamãe a manter a boa forma e melhorar a sua saúde.

Assim, entre os benefícios mais importantes do exercício, temos os seguintes:

  • Melhora a aptidão cardiovascular e muscular.
  • Recuperação mais rápida do parto.
  • Volta mais rápida ao peso e aos níveis de força e flexibilidade de antes da gravidez.
  • Menor dimensão do ventre após o parto.
  • Maior reserva de energia.
  • Menos intervenções obstétricas.
  • Fase ativa do parto mais curta e com menor dor.
  • Menos ganho de peso.
  • Melhor disposição e autoestima.
  • Menos sentimentos de estresse, ansiedade e depressão.
  • Aumento das possibilidades de adoção de hábitos permanentes de vida saudável.

Além disso, a manutenção de uma rotina de atividade física controlada pode prevenir o risco de desenvolvimento de doenças associadas com a gravidez como pré-eclâmpsia (hipertensão induzida pela gravidez) ou a diabetes gestacional.

De modo geral, o exercício durante a gravidez ajuda a melhorar a secreção de insulina, a sensibilidade à insulina e a metabolização da glicose, ou seja, as mulheres tendem a melhorar a tolerância à glicose e, portanto, diminuem as chances de desenvolver diabetes gestacional.

Benefícios do exercício durante a gravidez

Nesse sentido, o treinamento também pode prevenir outras condições como dor lombar, incontinência urinária associada à gravidez e outras doenças musculoesqueléticas crônicas.

Assim, sempre e quando não houver nenhum problema de saúde em uma mulher grávida, os benefícios físicos e mentais do exercício durante a gravidez são múltiplos.

Quanto ao bebê, pode nascer com um peso inferior quando a mãe realiza exercício físico intenso. Mas este peso geralmente é decorrente de uma menor quantidade de gordura subcutânea, por isso não implica qualquer problema. Mesmo assim, é mais aconselhável que uma gestante realize atividades moderadas.

Exercícios recomendados na gravidez

  • Caminhar durante a gravidez é muito benéfico e é uma atividade que você pode realizar do primeiro ao último dia. Isso porque é uma forma de promover a chegada do bebê naturalmente.  Ao caminhar prevenimos problemas de circulação e suas consequências – inchaço das pernas e pés, prisão de ventre… Além disso, ajuda a controlar o ganho de peso sem grandes esforços, já que é um exercício aeróbico.
  • Andar de bicicleta durante a gravidez é uma atividade que relaxa, tonifica, distrai, evita o excesso de peso, melhora a circulação… Este exercício é geralmente recomendado como uma atividade viável até o quinto ou sexto mês de gestação. Uma opção para a reta final da gravidez pode ser a bicicleta ergométrica, porque a dimensão da barriga pode desestabilizar uma bicicleta normal.
Exercícios recomendados na gravidez

  • Exercício na água: este meio ajuda a diminuir o risco de lesões ou força excessiva nos músculos. Outra vantagem é que o corpo da gestante não sobreaquece. Assim, a natação ou a hidroginástica proporcionam melhora muscular, circulatória e respiratória e também diminuem a dor na parte inferior das costas.
  • Yoga: este exercício melhora a postura corporal e ajuda a prevenir dores nas costas e distúrbios como hemorroidas e vômitos. Ajuda a reduzir a pressão e o peso que envolve uma gravidez e também ajuda a eliminar a sensação de fadiga, tensão nervosa e garante uma maior oxigenação ao feto. Além disso, é um exercício muito relaxante para a mãe e ao mesmo tempo pressupõe uma apurada consciência para com o bebê, o que favorece o vínculo e a comunicação antes de nascer.
  • O Pilates também é benéfico e fornece vantagens semelhantes ao Yoga. Apenas tenha em mente que você deve evitar posturas ou exercícios que pressionem a barriga ou coloquem em risco o equilíbrio.