Cristiano Ronaldo: crônica de um artilheiro

· 31 de outubro de 2018
O craque português vai chegando ao fim de sua carreira com números impressionantes. Sinônimo de gol em todas as competições com seus clubes e sua seleção, o camisa 7 luso é o maior artilheiro da história da Champions League

Cristiano Ronaldo é um jogador profissional de futebol que acaba de ser transferido do Real Madrid para a Juventus. Ele é centroavante e, além disso, é o capitão da seleção portuguesa.

O português é conhecido por ser o único jogador, ao lado de Leo Messi, a conseguir cinco bolas de ouro. Um número espetacular que dificilmente alguém vai superar.

A evolução de Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo começou sua carreira no Sporting, de Portugal, e logo deu um grande salto ao assinar com o Manchester United. Desde então, era um jogador muito driblador, que desequilibrava e era difícil de ser parado pelas defesas.

Graças a isso, conquistou sua primeira Champions e sua primeira bola de ouro (prêmio de melhor do mundo) como jogador dos Red Devils. O Real Madrid foi atrás dele e, na temporada seguinte, Cristiano Ronaldo já passou a vestir branco. Foi a maior transferência da história do futebol até aquele momento.

Na Espanha, sua posição no campo evoluiu para uma área mais centralizada, onde passou a ser um jogador ainda mais determinante e artilheiro. Como todos sabemos, atualmente Cristiano Ronaldo é um dos maiores artilheiros da história.

Ao longo de toda sua carreira, fez 628 gols, uma quantidade incrível que ainda aumentará. A seguir, vamos expor uma lista dos melhores gols de Cristiano Ronaldo.

cristiano ronaldo correndo com uma taça

Seus gols na Inglaterra

Na temporada 2007-2008, o Manchester United enfrentava o Portsmouth. Cristiano Ronaldo era o batedor de faltas oficial da equipe e, mesmo com aquela falta parecendo ser propícia para um canhoto, o português colocou a bola nas redes e saiu para comemorar.

A bola girou apenas pelo chute de Cristiano Ronaldo. Sem dúvidas, um dos gols de falta mais bonitos que já foi feito.

No ano seguinte, jogou contra o Porto na Champions. Com apenas cinco minutos de jogo, o português bateu de muito longe e conseguiu vencer o goleiro. Esse gol acabou ganhando o prêmio Puskas.

Seus gols na Espanha

Em sua primeira temporada como jogador do Real Madrid, enfrentou o Olympique de Marsella. Não demorou a mostrar suas habilidades cobrando falta. Mais de 35 metros de distância da trave, conseguiu colocar a bola dentro da rede.

Além de uma batida excelente na bola, Cristiano já demonstrou ter todos os recursos possíveis para fazer gols.

Na temporada 2011-2012, enfrentou o Rayo Vallecano. A partida estava difícil até que, em uma bola solitária na área, o português acertou um calcanhar que passou pela defesa e o goleiro.

Um ano depois, o Real encantou o Barcelona na Supercopa da Espanha. Cristiano Ronaldo fez muitos gols contra o maior rival, mas esse destaca-se pelo lance de videogame que fez com Piqué.

Não é um golaço pelo jeito que a bola entra no gol, mas sim pelo drible já comentado. A bola ficou atrás do corpo e Cristiano deu um drible no zagueiro com seu calcanhar.

cristiano ronaldo comemorando

Outra forma comum de fazer gols para Cristiano Ronaldo são as cabeçadas. O português, mesmo não sendo tão alto, geralmente se impõe sobre os zagueiros com um salto incrível.

Como exemplo deste recurso, temos o gol que ele fez contra o Barcelona, na prorrogação da final da Copa do Rei na temporada 2011-2012. Esse foi o gol da vitória, já que a partida já estava no fim e o placar mostrava 0x0.

Na cabeçada, Cristiano ficou parado no ar – uma característica dos saltos do português – superou a defesa com uma grande diferença e conseguiu colocar a bola na rede.