Mel: uma opção natural para promover a recuperação muscular

· 11 de novembro de 2018
Esse segredo mantido pelas abelhas tem múltiplas propriedades positivas para o organismo, como efeitos anti-inflamatórios, antioxidantes e multivitamínicos. Mas talvez você não sabia que o mel é também uma boa opção para melhorar a recuperação muscular pós-treino.

O trabalho muscular envolve estresse e ruptura de fibras para a criação de músculos maiores e mais fortes. Embora o resultado do exercício nos leve a um desenvolvimento corporal, o processo implica desgaste. Por isso é necessário ter uma boa recuperação muscular, e o mel é uma opção natural para ajudar nesse processo.

Recuperando a glicose 

A glicose nada mais é do que o açúcar no sangue. Quando ela se torna disponível a partir dos alimentos que comemos, pode participar dos processos metabólicos do ser humano, fornecendo energia para o funcionamento do organismo.

Quando treinamos, gastamos energia proveniente das nossas reservas de glicose. Portanto, nossos níveis de açúcar no sangue caem rapidamente e isso pode ser visto na fadiga pós-exercício.

Copo de mel com limão

Este processo de desgaste também ocorre a nível muscular após o treino. Desta forma, o lógico é buscar substituir os níveis de açúcares regulares para promover uma boa recuperação muscular, assim como os minerais perdidos. É aí que o mel pode desempenhar um papel fundamental.

O que o mel contém?

O mel é uma substância natural rica em açúcares naturais, entre os quais se encontram a glicose e a frutose. Somado a isso, este adoçante tem quantidades consideráveis ​​de magnésio, cálcio, potássio, ferro e fosfato. Ele possui também um grupo de vitaminas realmente valiosas para a recuperação muscular e física: B1, B2, B5, B3 e C.

Como se isso fosse pouco, é um antioxidante natural de grande eficácia. Sua ingestão contribui para os processos de proteção e recuperação celular. Isso se deve à sua concentração de ácidos fenólicos, catalase e oxidase.

Açúcar e mel para recuperação muscular

Para muitos, é lógico usar o açúcar como meio de obter glicose. Mas o açúcar na verdade é um produto que contém mais calorias que o mel e uma opção pior segundo estudosUma colher de sopa deste adoçante em sua apresentação branca contém cerca de 64 calorias.

Em contraste, uma colher de sopa de mel tem 46 calorias, além da sua riqueza vitamínica e mineral. Embora este produto alimentar também tenha muitas calorias, pode ser processado melhor pelo nosso organismo.

O mel não deixa de ser um alimento calórico, mas não se trata de um suplemento complexo, e sim de um suplemento para a recuperação muscular.

Superando a fadiga

O mel pode ser muito útil antes e depois do treino. Os corredores geralmente integram este ingrediente em seus cafés da manhã para atingir uma sensação aporte energético adequado. Nesse caso, contribui para a energia que será gasta durante a competição.

Após o exercício, podemos misturar duas colheres de sopa de mel para cada meio litro de água. Isso nos permitirá recuperar energia, iniciando a recuperação muscular de maneira saudável.

Ele é uma excelente alternativa no caso de você querer evitar um suplemento alimentar muito mais complexo. Em geral, estes são muito caros, ao contrário dos diferentes tipos de mel que podemos encontrar.

Mulher comendo mel em um pote

Diferentes tipos de mel

Para quem não sabe, existem diferentes tipos de produtos associados ao mel. São muitos os alimentos e substâncias derivados que podemos aproveitar.

Por exemplo, o mel da flor de laranjeira tem altas propriedades calmantes, ideal para consumir antes de dormir e para aliviar dores musculares. Por outro lado, o mel de trevo é excelente para atenuar a fadiga.

As propriedades do mel de trevo são tão eficazes que seu consumo é recomendado em processos pós-operatórios. Também é recomendado para idosos e crianças em crescimento. Semelhante a este último, temos o mel de alfafa.

Como podemos ver, o produto das abelhas não deve ser considerado um substituto nutricional, ou um polivitamínico eficaz. No entanto, sabemos que ele pode aliviar dores musculares e nos dar energia de forma mais saudável que com uma refeição mais forte.

A melhor coisa é que seu consumo moderado não afeta nossa carga calórica diária. Pelo contrário, há muitos benefícios de tomar este superalimento natural.