Quercetina: antioxidante e anti-inflamatório muscular

15 de maio de 2019
A quercetina é encontrada em uma grande variedade de frutas e legumes e, além disso, também está disponível em suplementos vitamínicos.

A quercetina é uma substância que pertence à família dos flavonóides. O poder antioxidante da quercetina é extremamente elevado, pois tem efeitos muito positivos no organismo. Além disso, também tem propriedades anti-inflamatórias.

Estas duas características fazem da quercetina um elemento vital na manutenção da saúde do nosso corpo. Em particular, é uma substância importante para a saúde dos músculos. Afinal, o seu poder antioxidante previne a formação de radicais livres nas células, prevenindo assim o envelhecimento e degeneração celular.

O que é quercetina?

A quercetina é um nutriente que, embora pouco conhecido, é muito importante e útil para o organismo. Ela pertence à família dos flavonóides. Para ser mais preciso, ela é uma variante dos polifenóis.

Esta substância tem uma surpreendente variedade de pigmentos distribuídos em suas moléculas. Há tons muito azuis, como os presentes nos mirtilos, e outros vermelhos, como nas framboesas. Há também os amarelos e os verdes das maçãs ou das cebolas.

A quercetina tem uma grande atividade biológica e é um dos antioxidantes mais potentes. Portanto, é um dos nutrientes essenciais para garantir a saúde do nosso organismo.

Este princípio ativo reduz as consequências dos radicais livres nas células. Entre tais consequências, estão o envelhecimento celular e o surgimento de tumores malignos. Adicionalmente, ela também tem propriedades anti-inflamatórias e antialérgicas.

Onde encontrá-la

A quercetina está presente numa grande variedade de alimentos, muitos dos quais são diariamente consumidos. Entre os alimentos que contêm maiores concentrações dessa substância, destaca-se a cebola. Sem dúvida este é o alimento que tem a maior concentração dessa substância.

Este vegetal popular contém níveis muito elevados de quercetina. Por isso, a cebola costuma trazer muitos benefícios como a proteção contra infecções e inflamações.

Benefícios da quercetina para a saúde.

Outros alimentos que contêm níveis elevados dessa substância são o alho e algumas frutas e verduras muito saudáveis como maçãs, cerejas, espinafres, brócolis, mangas e mirtilos.

A quercetina também é encontrada na aveia, chá verde, chá preto e vinho tinto. Há também suplementos dietéticos à base de quercetina à venda no mercado que podem ser consumidos diariamente.

O poder antioxidante da quercetina

Os radicais livres causam efeitos muito nocivos às nossas células devido à oxidação que geram. Os antioxidantes são capazes de reduzir esses efeitos negativos. O consumo de alimentos com altos níveis de quercetina forma uma espécie de escudo antioxidante no nosso corpo.

Antioxidantes são moléculas que têm o poder de retardar o efeito dos radicais livres e prevenir a oxidação das células. No entanto, nosso corpo produz uma grande variedade de radicais livres e nenhum antioxidante pode controlar todos eles.

Por isso, é essencial ter uma dieta equilibrada e variada, contendo uma grande quantidade desses antioxidantes.

As propriedades antioxidantes da quercetina ajudam a prevenir e retardar o envelhecimento da pele, os danos musculares e os danos aos órgãos vitais, como o coração. Sendo assim, também ajudam a prevenir a formação de tumores malignos.

As propriedades anti-inflamatórias da quercetina

A quercetina possui também importantes propriedades anti-inflamatórias e antiespasmódicas naturais. Seu consumo ajuda a aliviar os sintomas da osteoartrite, artrite, herpes, colite, doença de Chron, entre outras patologias importantes.

Na atividade esportiva, a quercetina é muito útil para melhorar o desempenho físico e atlético. Ela também combate a inflamação dos músculos, tendões e ligamentos. Portanto, alivia a dor associada a problemas nessas áreas.

Brócolis: fonte de quercetina.

Outros benefícios

O consumo de quercentina também é benéfico para muitas outras doenças. Por exemplo, melhora o sistema imune e alivia os sintomas da asma. Além disso, previne ou reduz as alergias graças ao seu poder anti-histamínico.

Esta substância também protege o fígado, reduz as dores crônicas, aumenta a circulação, dilata as veias e artérias e impede as infecções virais e bacterianas.

A quercetina também estimula a nutrição do couro cabeludo e dos pelos, evitando a caspa. Finalmente, ela combate os efeitos nocivos do estresse e ajuda a controlar a ansiedade pessoal ou laboral.