A quantidade de calorias queimadas varia de acordo com a hora do dia?

21 de dezembro de 2019
A que hora do dia se queimam mais calorias? A partir de um conjunto de análises, é possível deduzir que geralmente queimamos mais calorias no final da tarde do que no início do dia.

O metabolismo de uma pessoa depende do seu ritmo circadiano. Por esse motivo, acredita-se que as calorias queimadas variam de acordo com as horas do dia. Sendo assim, teríamos que mudar a maneira como entendemos por que ganhamos ou perdemos peso.

Um estudo publicado pela revista científica Current Biology relatou essa interessante descoberta. Segundo a pesquisa, a taxa metabólica do ser humano depende dos ciclos de descanso e atividade. Quais conclusões podemos tirar a partir dessa informação?

Calorias queimadas ou obesidade: não se trata apenas do que comemos 

A abordagem tradicional indica que devemos tomar cuidado com o que comemos. No entanto, após essa descoberta, agora sabemos que essa não é a única coisa que devemos controlar. De fato, também devemos cuidar dos horários em que comemos e dos momentos em que descansamos.

Certamente, muitos nutricionistas e treinadores apontavam para essa direção há muito tempo. No futuro, isso poderá provar alguns princípios nutricionais, tais como o quão prejudicial é ingerir gordura antes de dormir à noite.

De qualquer forma, isso apoia a ideia de que o metabolismo depende principalmente dos nossos hábitosA saúde de uma pessoa também está entrelaçada com esses costumes, por isso é muito importante ter uma rotina saudável.

Experimento revelador

Pesquisadores do Hospital Brigham and Women, de Boston, foram os responsáveis ​​pela realização de um experimento. Para fazê-lo, eles estudaram sete pessoas dentro de um laboratório especial. Ali não havia relógios ou janelas, para que os pacientes não pudessem saber se estava de dia ou de noite.

O experimento consistiu em alterar as horas de descanso e alimentação dos participantes. Os horários estavam quatro horas atrasados, como se as pessoas estivessem mudando de fuso horário. Dessa maneira, era muito difícil quantificar a taxa metabólica.

A quantidade de calorias queimadas varia de acordo com a hora do dia

No final, os resultados indicaram que gastamos menos energia durante o período que o nosso corpo conhece como madrugada.

Esse é um momento no qual o corpo fica com uma temperatura muito mais fria. Por outro lado, os horários correspondentes ao final da tarde são os que registram a maior quantidade de calorias queimadas.

Outras evidências conclusivas

De acordo com os pesquisadores, o quociente respiratório dos pacientes também é afetado pelo ritmo circadiano. De fato, ele é examinado para medir a taxa metabólica das pessoas.

Isso ocorre porque o quociente respiratório é um indicador que permite a análise do gasto de macronutrientes em termos de energia. No estudo, verificou-se que esse índice era mais baixo à tarde e mais alto durante as manhãs.

No entanto, ainda há muito a ser investigado em relação a este assunto. Entre outras questões, não se sabe como tudo isso interfere em outros fatores, como o apetite, por exemplo.

A regularidade e a quantidade de tempo de descanso também são objetos de interesse para os pesquisadores. Além disso, o número de sujeitos estudados era muito pequeno. Portanto, ainda são necessárias mais evidências para chegar a provas conclusivas.

O que isso tem a ver com os nossos treinos?

A princípio, poderíamos pensar que, como registramos mais calorias queimadas à tarde, é mais conveniente fazer exercícios nesse horário. Mas, na verdade, as descobertas não são suficientes para determinar que exista um horário melhor para fazer exercícios.

Por enquanto, devemos focar cada treino nas realidades metabólicas de cada horário. Sob essa lógica, talvez os treinos para ganhar massa tenham um melhor aproveitamento durante a manhã.

Da mesma forma, a organização da nossa dieta de acordo com as horas do dia continuará a desempenhar um papel fundamental. A diferença entre o período da tarde e o da manhã pode ser de apenas 130 calorias queimadas a mais.

Por outro lado, a relação entre os ciclos circadianos e as calorias também nos fazem intuir que o exercício não é o único fator determinante. A ideia chave pode estar nos hábitos de acordo com a nossa constituição física.

A quantidade de calorias queimadas varia de acordo com a hora do dia

Alguns fatos reveladores sobre as calorias queimadas

No âmbito da pesquisa, algumas informações muito específicas foram descobertas. Como já foi mencionado, deve-se enfatizar que os resultados ainda não devem ser interpretados como conclusivos até que novos testes sejam realizados:

  • Período em que mais calorias são queimadas: o período em que queimamos mais calorias é entre as 5 da tarde e as 7 da noite.
  • Gasto energético pelo organismo: devemos lembrar que a taxa metabólica durante os períodos de descanso representa entre 60% e 70% do gasto energético.

Afinal, a hora do dia afeta a quantidade de calorias queimadas? A princípio, isso pode ter alguma influência, embora não tão grande quanto imaginamos. Este é um assunto ainda em estudo e sobre o qual certamente teremos maiores detalhes em muito pouco tempo.

  • Kirsi-Marja Zitting; Nina Vujovic; Robin K. Yuan; Jonathan S. Williams; Charles A. Czeisler; Jeanne F. Duffy. 2008. Human Resting Energy Expenditure Varies with Circadian Phase. https://doi.org/10.1016/j.cub.2018.10.005
  • Programa Nacional de Prevención de la Diabetes. La balanza de las calorías. Extraído de: https://www.cdc.gov/diabetes/prevention/pdf/spanish/sp_handout_session7.pdf
  • Norman MacMillan K. 2008. Ejercicio y quema de grasa. Escuela de Educación Física, Pontificia Universidad Católica de Valparaíso. Chile. Extraído de: https://scielo.conicyt.cl/pdf/rchnut/v36n1/art08.pdf