Margarina e manteiga: quais são as diferenças entre elas?

22 de abril de 2019
Ideais para o café da manhã ou para preparar molhos, a decisão entre uma e outra pode ser uma questão de gosto, mas também de saúde se formos parar para analisar as suas diferenças.

A principal diferença entre a margarina e a manteiga é a sua origem. Isso porque a margarina é um alimento gorduroso criado a partir de óleos vegetal, enquanto que a manteiga é de origem animal.

Margarina e manteiga: quais são as principais diferenças entre elas?

A manteiga tem uma maior percentagem de gordura (99%), entre as quais predominam as gorduras saturadas. Já a margarina possui 80% de gordura, na sua maioria gorduras monoinsaturadas e gorduras hidrogenadas, próprias do processo industrial para tornar os óleos vegetais algo sólido.

Tablete de manteiga

A manteiga, por ser de origem animal, contém maior quantidade de colesterol que a margarina, que pode ter entre zero e 100 mg desse composto.

Em relação aos micronutrientes, ambas são grandes fontes de sódio, já que elas concentram em torno de 800 mg do mineral por 100 gramas.

Além disso, a manteiga é uma fonte natural de vitaminas lipossolúveis, como por exemplo a vitamina D, a vitamina A e E e carotenoides. Estes últimos, juntamente com minerais como potássio, magnésio e cálcio, são encontrados em quantidades mais elevadas na manteiga do que na margarina.

Outras opções que podem ser encontradas no mercado são margarinas enriquecidas com probióticos, minerais e esteróis para favorecer a redução do colesterol no organismo.

Como conclusão, podemos dizer que tanto a margarina tradicional como a manteiga são, principalmente, fontes de gorduras.

Entretanto, uma das diferenças entre a margarina e a manteiga é que a primeira tem menos gordura saturada, porém mais gordura trans. Já a última tem mais vitamina A e carotenos naturais em sua composição, além de mais colesterol.

Os seus efeitos na nossa saúde

Tradicionalmente sempre se pensou que a margarina fosse melhor para a saúde do corpo, graças à sua origem vegetal. No entanto, quando foi descoberto que as gorduras trans são as mais perigosas para a saúde e que as gorduras saturadas não influenciam negativamente, as opiniões com relação a isso mudaram.

Manteiga e margarina são diferentes?

Outros estudos também têm desvinculado o consumo de gorduras saturadas com o risco cardiovascular. Além disso, sabe-se que o colesterol que ingerimos não tem nada a ver com o nosso índice de colesterol e também não afeta negativamente a saúde do coração.

Fora isso, foi comprovado que o consumo de manteiga e a sua relação com a doença cardiovascular é inexistente. Por isso, ela se tornou uma opção melhor do que margarina. Acima de tudo, por esta última conter gordura trans.

A verdade é que estamos diante de dois alimentos muito diferentes, mas com utilidades muito parecidas. Segundo os nutricionistas, todos os tipos de alimentos são adequados, desde que tenhamos uma dieta equilibrada e variada.

Em média, a margarina fornece cerca de 70% menos de gordura saturada e, praticamente, 60% de gorduras insaturadas que a manteiga convencional.

O importante é a moderação e a variação do consumo dos alimentos. Além disso, devemos priorizar os alimentos que são de origem vegetal, tais como verduras, frutas, cereais integrais e legumes.

Finalmente, como podemos saber qual é o tipo de óleo que está sendo usado? Embora possa parecer difícil, basicamente podemos descobrir da seguinte forma:

Se os ingredientes listados na embalagem do produto incluem “óleos vegetais”, mas não há especificação de quais são, suspeita-se que eles contêm gordura saturada. Por exemplo, coco, palma e amendoim contêm gorduras saturadas.

Se virmos que o produto foi feito com azeite de oliva, podemos comer sem ingerir gordura saturada. Além disso, é melhor ainda se ele for feito com azeite de oliva extra virgem.