Dicas para prevenir doenças cardiovasculares

21 de abril de 2019
Ataques cardíacos e acidentes vasculares cerebrais (AVC) são geralmente fenômenos agudos que acontecem devido, acima de tudo, obstruções que impedem o fluxo de sangue para o coração ou cérebro.

As doenças cardiovasculares (DCV) são um grupo de doenças do coração e vasos sanguíneos, incluindo:

  • A cardiopatia coronariana: doença dos vasos sanguíneos que suprem o músculo cardíaco.
  • As doenças cerebrovasculares: doenças dos vasos sanguíneos que suprem o cérebro.
  • As arteriopatias periféricas: doenças dos vasos sanguíneos que suprem os membros superiores e inferiores.
  • A cardiopatia cardíaca reumática: lesões do músculo cardíaco e válvulas cardíacas devido à febre reumática, uma doença causada por bactérias chamadas estreptococos.
  • A Cardiopatia congênita: malformações do coração presentes desde o nascimento.
  • A trombose venosa profunda e embolia pulmonar: coágulos sanguíneos (trombos) nas veias das pernas, que podem se soltar (êmbolos) e se alojar nos vasos do coração e dos pulmões.

A causa mais frequente é a formação de depósitos de gordura nas paredes dos vasos sanguíneos que suprem o coração ou o cérebro. O AVC também pode acontecer devido a hemorragias nos vasos cerebrais ou a coágulos sanguíneos.

Cuidando de doenças cardiovasculares

Como prevenir doenças cardiovasculares

  • Tenha uma dieta equilibrada e saudável: escolha bem os alimentos certos, pois isso ajudará a cuidar de você e a manter uma boa saúde cardiovascular.
  • Pessoas com sobrepeso e obesidade são mais vulneráveis ​​ao risco de doença cardiovascular. É por isso que é tão importante cuidar do que comemos, como mencionamos no ponto anterior.
  • O consumo de álcool e tabaco é um dos principais fatores que aumenta as chances de sofrer doenças cardiovasculares. O ideal é não abusar das bebidas alcoólicas e eliminar completamente o tabaco, pois afeta gravemente os vasos sanguíneos do coração, cérebro e extremidades.
  • Realizar atividade física periodicamente é muito benéfico para o coração. Foi demonstrado que as pessoas que se exercitam com frequência têm um risco menor de sofrer de doenças cardiovasculares e problemas de colesterol.
  • Rever e manter o controle dos níveis de colesterol e glicose é de grande importância quando se trata de prevenir doenças cardiovasculares. Além disso, também é importante verificar sua pressão arterial regularmente.
  • Reduzir o estresse: ele contribui para essas doenças. Algumas opções para reduzir o estresse são se exercitar todos os dias, dormir o suficiente, ter boas relações sociais…
Consultando saúde cardiovascular

Fatores de risco que você não pode corrigir

  • A idade: o risco de doença cardíaca aumenta à medida que envelhecemos. Homens com 45 ou mais anos de idade e mulheres com 55 ou mais anos de idade correm maior risco.
  • Sexo: alguns fatores de risco podem afetar as mulheres de forma diferente em relação aos homens. Por exemplo, o estrogênio dá às mulheres alguma proteção contra doenças cardíacas, mas a diabetes aumenta mais o risco de doenças cardíacas em mulheres do que em homens.
  • Raça ou grupo étnico: certos grupos têm riscos mais elevados do que outros. Os afro-americanos são mais propensos do que os brancos a terem doenças cardíacas, enquanto os hispânicos são menos propensos a sofrer com elas. Alguns grupos asiáticos, como os asiáticos orientais, têm taxas mais baixas.
  • Histórico familiar: se você tem um membro da família que sofreu uma doença cardíaca pode ter um risco maior de sofrer de uma doença deste tipo.

Como vimos neste artigo, existem fatores de risco para doenças cardiovasculares que você não pode mudar, mas se você tem certos riscos que você já conhece, você pode seguir as recomendações que discutimos – não fumar, consumir álcool só em algumas ocasiões e controlar o estresse.

Evite aumentar os riscos que você já tem e não pode controlar.