Laticínios e seus benefícios: conheça os principais

6 de fevereiro de 2019
Vamos explicar as razões pelas quais, de acordo com diferentes especialistas e independentemente da idade, devemos consumir laticínios em todas as idades.

Consumir laticínios pode ajudar a prevenir diferentes doenças tais como diabetes tipo II, obesidade, colesterol ou pressão alta. Além disso, graças ao seu alto teor de cálcio, eles dificultam o acúmulo de gordura no nosso corpo.

A prevenção dessas doenças foi demonstrada pelo Guia de Laticínios em Cardiologia, desde que as quantidades diárias recomendadas de leite sejam consumidas. Também é recomendado o consumo de produtos desnatados, dependendo da idade da pessoa.

Previnem o sobrepeso e a obesidade

Tanto para crianças quanto para adultos, consumir laticínios diariamente pode ajudar a controlar o peso e prevenir a obesidade.

Já foi demonstrado que as crianças que consomem uma maior quantidade de cálcio, em grande parte devido ao leite, têm um menor índice de massa corporal (IMC); o que diminui o risco de obesidade ao atingirem a idade adulta.

Além disso, os laticínios têm um efeito duplo para ajudar a prevenir o sobrepeso e a obesidade. Devido ao seu alto teor de proteína, eles aumentam a sensação de saciedade, o que reduz a ingestão de outros alimentos e o acúmulo de gordura no organismo.

Ajudar a controlar a pressão arterial

O leite e os laticínios também têm efeitos benéficos sobre a pressão arterial. Vários estudos com pessoas de todas as idades mostraram uma redução do risco de hipertensão em 54% dos adultos com uma elevada ingestão de laticínios desnatados.

Consumir cálcio e vitamina D na dieta, componentes que são encontrados em grandes quantidades no leite, está relacionado a uma menor probabilidade de sofrer de hipertensão.

Além disso, esses não são os únicos componentes que colaboram para isso. A lactose, presente em todos os laticínios, as proteínas do leite, os peptídeos derivados, o potássio e o magnésio, também estão igualmente relacionados a esse benefício na saúde do consumidor.

Iogurte de morango

Dessa forma, já foi demonstrado que ter uma dieta rica em laticínios desnatados é muito mais benéfico para reduzir a pressão arterial do que ter uma dieta com baixo teor de gordura.

Diminuição do nível de colesterol

Atualmente, há evidências científicas sobre a diminuição do colesterol ao consumir leite e outros laticínios; como o iogurte, por exemplo. Em diferentes estudos, uma redução de até 5% nos níveis de colesterol foi alcançada pela suplementação da dieta com leite ou iogurte.

Além de estar relacionado à redução dos níveis de colesterol, também foi observado que o consumo de leite é capaz de aumentar a proporção do colesterol HDL, o chamado colesterol bom.

Homem no médico observando nível de colesterol

Menor prevalência de diabetes tipo II

Diferentes estudos observacionais também associaram uma menor incidência de diabetes tipo II e de outras doenças metabólicas com o consumo de leite.

Nesse sentido, pesquisadores na Suécia já demonstraram que o consumo de laticínios com alto teor de gordura reduz em 25% a prevalência de diabetes tipo II, isso em comparação com um menor consumo desses alimentos.

Laticínios para os ossos

Por fim, o leite e seus derivados têm um alto teor de cálcio, um componente essencial para a saúde dos ossos. Estes alimentos são a principal fonte de cálcio da nossa dieta; de fato, os laticínios nos fornecem cerca de 70% da quantidade diária recomendada de cálcio.

Em conclusão, como podemos ver, o leite e os laticínios proporcionam uma grande quantidade de benefícios para o nosso corpo. Assim, não se esqueça de adicioná-los à sua dieta, principalmente os laticínios desnatados.