Suplementação nutricional: conceitos básicos

29 de janeiro de 2019
Tanto comprimidos quanto em pó ou na forma líquida, o princípio é o mesmo: complementar a alimentação. Ou seja, esses produtos são elaborados para reforçar a nutrição necessária para um atleta em relação à dieta de uma pessoa que faça menos atividade física

Qualquer substância que contenha um ingrediente alimentar complementar se enquadra na categoria de suplementação nutricional. Isso foi acordado dessa maneira pelo Congresso dos Estados Unidos e a maioria dos países. O conceito é muito amplo, mas cobre o essencial.

Motivos para o seu consumo

A princípio, o objetivo básico da suplementação nutricional é fornecer uma carga extra de algum nutriente que poderia estar faltando, em alguma medida. Mas há muitas razões para consumi-los. Algumas delas são as seguintes:

  • Obtenção de energia (vitaminas, minerais).
  • Complementação da alimentação (proteína, vitaminas, etc.).
  • Para complementar uma função do organismo (por exemplo, o ferro é usado para melhorar a circulação do oxigênio nos órgãos).
  • O objetivo de fortalecer o sistema imunológico e prevenir doenças.
Mulher preparando suplemento

Somado a isso, existem condições médicas que implicam a necessidade de suplementar alguma substância. Isso acontece com o ferro e as mulheres grávidas, por exemplo, ou os suplementos de cálcio para pessoas de idade mais avançada.

Ganhando em nutrientes, proteínas e peso

Existe uma ideia muito difundida de que a suplementação nutricional serve para engordar alguns quilos a mais.

Na prática, temos os famosos produtos para ganho de peso, ideais para crianças com problemas de falta de apetite. Da mesma forma, pessoas com transtornos alimentares e constituição física magra também se beneficiam.

Mas nem tudo se resume a aumentar as calorias. A maioria desses suplementos estimula o tônus muscular, os recursos energéticos e as vitaminas. Para que este tipo de produto possa nos fazer ganhar peso, ele deve ser combinado com uma dieta voltada para essa finalidade.

As pessoas com corpo ectomorfo precisam de uma ajuda extra para aumentar um pouco de tamanho. Isso ocorre porque o ritmo de seu metabolismo permite processar rapidamente os alimentos e, dessa forma, queimar gordura. É neste momento que ter uma dieta mais permissiva se torna algo apropriado.

Nem toda suplementação nutricional serve para ganhar peso

O fato de um suplemento melhorar nossa nutrição não significa que devemos ganhar peso com ele. Existem produtos que, com uma dieta rigorosa, podem nos levar a queimar mais calorias. Assim, o objetivo final seria o de manter uma dieta equilibrada.

Nem todos os suplementos nutricionais servem para ganhar peso

Há muitos casos de suplementos vitamínicos que permitem satisfazer o apetite. Neste caso, o produto nos fornece uma quantidade controlada de substâncias positivas para o desenvolvimento muscular. Isso acontece com muitos suplementos para uso noturno.

Neste tipo de situação, substituímos as gorduras por um alimento de baixa caloria. O que está errado é pensar que esses suplementos podem substituir, por exemplo, uma refeição.

Quem precisa suplementar a alimentação?

Na verdade todas as pessoas podem se beneficiar do suplemento certo, independentemente do sexo ou da idade. Uma cápsula extra de vitaminas e minerais não prejudica ninguém nas doses adequadas. No entanto, alguns dos seguintes grupos sociais recorrem frequentemente a estes produtos:

  • Mulheres grávidas.
  • Crianças com problemas de nutrição ou de crescimento.
  • Pessoas com mais de 60 anos.
  • Mulheres com fluxo menstrual muito forte ou em processo de menopausa.
  • Atletas e amantes fitness, para melhorar sua aparência e desempenho.

No caso dos atletas, o suplemento vem para garantir um aporte extra antes, durante e após o treino. Isso ocorre porque o exercício envolve a queima de calorias e o gasto de vitaminas.

Alimentação pós-treino

O hábito de fazer exercícios implica um desequilíbrio notório no nosso organismo. Os músculos entram em estresse e se rompem para formar um tecido novo e melhor desenvolvido. As calorias são queimadas e a perda de minerais, líquidos e vitaminas é um fato.

Além disso, nosso corpo absorve melhor os nutrientes quando consumidos em determinados momentos; isto é, quando o organismo está precisando de uma quantidade maior por causa do desgaste. Este é exatamente o momento mais recomendado para consumir suplementos de complexo B ou de proteína.

O que estamos vendo é válido até mesmo para as pessoas que queiram reduzir ou tonificar seus músculos. Recursos energéticos como a creatina, por exemplo, também podem ser misturados com os shakes de proteína após o treino. O mais correto a fazer é esperar 30 minutos depois de completar os treinos para o consumo.

Em resumo, a suplementação nutricional sempre vem nos dar um reforço. Porém estes produtos nunca podem ser vistos como substitutos de uma dieta equilibrada. Fazer isso ou recorrer a eles em excesso pode ter consequências negativas.