Tudo o que você precisa saber para correr na chuva

18 de julho de 2019
Correr na chuva pode se tornar uma atividade desconfortável, e há muitos fãs da corrida que suspendem seus treinos diários em face do mau tempo. Na prática, há várias medidas que podem ser tomadas.

Os verdadeiros fãs de corrida não têm muita dificuldade para correr na chuva. Apenas motivos de força maior os levariam a pular um dia de treino. Desde que não se trate de um dilúvio bíblico ou um furacão, uma chuva não é motivo para parar.

Aqueles que estão começando nessa atividade ou simplesmente a fazem porque devem se exercitar, pensam um pouco mais. Em busca de desculpas para não se mexer sem que isso gere um sentimento de culpa ou repreensão pelo especialista supervisor, um dia com chuva é quase um motivo para comemorar.

Exceto em casos extremos, um dia com chuva não deveria ser motivo para não sair e treinar. É claro que algumas medidas especiais devem ser levadas em consideração para garantir a segurança pessoal e evitar lesões.

Além disso, devemos garantir que a experiência (que geralmente é muito divertida e gratificante) não resulte em um resfriado.

Melhor em grupo

Isso funciona para os menos entusiasmados, para quem correr na chuva na solidão não é exatamente uma idéia muito atraente. Portanto, buscar o apoio de parceiros de exercícios é um bom plano. O exercício em grupo sempre supõe uma motivação extra.

É menos provável ficar em casa se o treinamento se tornar uma saída entre amigos. É uma estratégia que sempre pode ser aplicada para não parar de se exercitar, independentemente da atividade realizada ou das condições ambientais.

Roupas adequadas para correr na chuva

Para correr, a roupa é uma parte essencial. Quando chove, o sucesso depende, em grande parte, das roupas escolhidas. Um pouco de bom senso é sempre necessário em qualquer atividade.

Homem correndo na chuva

Temos que usar roupas que não sejam nem largas nem apertadas demais. Além disso, devemos descartar a idéia de ir forrado por sacos plásticos. Devemos recorrer a materiais que ofereçam alto grau de impermeabilidade sem obstruir a transpiração. Componentes sintéticos são a melhor opção.

Se a temperatura for muito baixa, você pode levar uma jaqueta, de preferência não muito pesada. Da mesma forma, é importante considerar a possibilidade de esfriar ou de o sol nascer no meio do caminho.

Nesse caso, o resultado sufocante da umidade ambiental combinada o suor acumulado entre as camadas de tecido e a pele serão um novo problema.

Para proteger os olhos, uma viseira é um elemento que não deve ser esquecido. Além disso, roupas com cores brilhantes devem ser usadas, especialmente se os deslocamentos ocorrerem em estradas compartilhadas com carros, bicicletas ou motocicletas.

Não se esqueça de que, debaixo d’água, a visibilidade é reduzida consideravelmente.

Não ignorar o aquecimento

Toda vez que você correr, você deve condicionar o corpo para o esforço físico ao qual ele vai se submeter. Ignorar esse passo é uma das razões mais citadas entre os traumatologistas e fisioterapeutas de lesões relacionadas à corrida.

Com condições climáticas desfavoráveis, o aquecimento deve ser feito dentro de casa, longe da água. O mesmo deve ser feito com o alongamento ao final, outra parte vital que deve ser incluída em qualquer treinamento e que facilita muito os processos de recuperação muscular.

Sem aborrecimentos

Quando se corre na chuva em qualquer tipo de esporte, não é o melhor momento para tentar melhorar as marcas pessoais, mesmo em competições. O ideal é um passo moderado, mas constante, para reduzir o risco de pisar ou escorregar em superfícies molhadas.

Hidratação em todos os momentos

A água que desliza sobre a pele não afeta de forma alguma a hidratação do organismo. Portanto, a garrafa de água que deve acompanhar uma sessão de treinamento sob o sol ou as estrelas não pode ser esquecida em casa nunca.

Garota controlando tempo na corrida

Depois de correr na chuva: a troca de roupa é urgente

Se você tem o espaço ou os meios para se trocar antes do alongamento final, é ainda melhor. Da mesma forma, é bom tomar banho com água morna logo após terminar todo o treino.

Ao sair do banheiro, você tem que se aquecer bem e beber uma bebida quente, além de consumir alimentos altamente calóricos. Essas são medidas básicas, mas necessárias para evitar resfriados comuns.

Em suma, você pode perfeitamente correr na chuva. Claro, isso exige cuidados adicionais mas, sem dúvida, você se divertirá fazendo isso!

  • Nike. Guía completa de iniciación al running. 2015. Extraído de: https://content.nike.com/content/dam/one-nike/en_us/season-2015-ho/running/NRC/RSG/1029_update/RSG_GUIDE_101415_es-ES.pdf
  • Ehrmann, A., & Blachowicz, T. (2011). Walking or running in the rain-A simple derivation of a general solution. European Journal of Physics, 32(2), 355–361. https://doi.org/10.1088/0143-0807/32/2/008
  • De Angelis, A. (1987). Is it really worth running in the rain? European Journal of Physics, 8(3), 201–202. https://doi.org/10.1088/0143-0807/8/3/011
  • Peterson, T. C., & Wallis, T. W. R. (1997). Running in the rain. Weather, 52(3), 93–96. https://doi.org/10.1002/j.1477-8696.1997.tb06281.x