Razões para tirar o café da sua vida: é bom tomar café?

26 de janeiro de 2019
Conheça todos os detalhes sobre os problemas de tomar café de maneira recorrente ou frequente; conhecer seus efeitos vai tornar mais fácil saber quando é bom tomá-lo e quando é melhor abrir mão dele

O café é a terceira bebida mais consumida no mundo. Trata-se de uma bebida presente nos cafés da manhã mais populares, para começar o dia mais ativos e despertos. Existem muitas teorias sobre os efeitos benéficos do ato de tomar café, como, por exemplo, uma melhora o estado físico, mental e energético.

A cafeína que contém de maneira natural é, sem dúvida, um grande estimulante que faz com que nos sintamos mais ativos e despertos. No entanto, essa bebida produz vários efeitos colaterais no nosso organismo, que muitas vezes são minimizados. A seguir, vamos ver algumas razões para tirar o café da sua vida.

O café aumenta o estresse e a ansiedade

A cafeína presente no café aumenta o nível decatecolamina. Na verdade, é um grupo de substâncias dentre as quais se encontram a adrenalina, a noradrenalina e a dopamina. Ao aumentar seu nível, essas substâncias provocam um estado de estresse permanente.

A atividade física melhora o funcionamento do sistema imunológico

O café também obriga o organismo a ficar muito ativo, inclusive nos momentos em que deveria estar descansando. Muitas pessoas que consomem café regularmente sofrem de insônia ou têm dificuldades para dormir.

Mais em Home
Mais em Home
Veja a galeria (5)
Mais em Home
Veja a galeria (5)
Veja a galeria (5)

Essa dependência acontece porque a cafeína ingerida pela manhã ou consumida ao longo do dia permanece no corpo à noite, e a falta de descanso também gera altos níveis de estresse.

Causa problemas gastrointestinais

O consumo de café está associado com problemas gastrointestinais, principalmente com a acidez. E essa acidez pode provocar mal-estares estomacais, como indigestão, refluxo ou alterações na flora intestinal.

Café e saúde cardiovascular

A cafeína presente no café diminui a sensibilidade àinsulina, o que gera um aumento nos níveis de açúcar no sangue, podendo ocasionar, a longo-prazo, problemas cardiovasculares.

Além disso, a cafeína pode aumentar a pressão arterial, o que também causaria efeitos negativos para a saúde cardiovascular. Da mesma maneira, o consumo de café costuma provocar aceleração do coração, o que produz taquicardia.

Café e sobrepeso

Embora o café não contenha calorias, seu consumo está diretamente relacionado com o de alimentos muito calóricos. Na verdade, é muito comum acrescentar açúcar, leite ou creme ao café.

Sobrepeso ou obesidade

Além disso, é muito comum o complemento ideal de um café ser um croissant, uma fatia de bolo ou alguns docinhos. Todos eles são alimentos com um alto teor de gordura e açúcar e, por isso, são muito calóricos. Eles vão acabar provocando sobrepeso.

Tomar café pode provocar desidratação

Diz-se com frequência que o café ajuda quem sofre de prisão de ventre. Essa afirmação está parcialmente correta, já que a cafeína estimula e aumenta as contrações do intestino.

No entanto, o café também causadesidratação. E isso à longo-prazo, terá efeito contrário ao desejado nas pessoas que sofrem de prisão de ventre. A desidratação pode fazer com que as fezes fiquem mais duras, difíceis de serem expelidas.

Mancha os dentes

Como um hábito diário e se consumido em excesso, o fato de tomar café faz com que os dentes fiquem amarelados ou manchados. Isso acontece porque toda vez que se consome café, forma-se uma camada ao redor dos dentes, que é absorvida pelo esmalte.

As manchas provocadas pelo café podem, até mesmo, ser piores do que aquelas que deixa otabaco ou o vinho tinto. É importante escovar os dentes.

Vício

Devemos fazer a distinção entre as pessoas que gostam de café daquelas que são verdadeiramente viciadas nele. Isso porque com frequência ouvimos gente que garante não poder viver sem café e que se sentirão realmente mal se algum dia não puderem tomar café pela manhã.

A cafeína do café e o rendimento na hora de treinar

Muitas pessoas que tentam deixar de tomar café têm verdadeira dificuldade para conseguir isso. O comportamento é muito parecido com o dos viciados em outros tipos de substâncias nocivas, como o tabaco e as drogas.

Para superar o vício, caso alguém decida deixar de consumir cafeína, é preferível fazê-lo pouco a pouco, até se livrar completamente da sua dependência.

Café e doença renal

O café é um diurético natural, por isso que seu consumo provoca nossa ida com frequência ao banheiro. Isso não tem nada de errado, quando uma pessoa tem um funcionamento normal dos rins. No entanto, caso a pessoa tenha algum problema nos rins, o consumo de café pode piorar sua situação a longo-prazo.