5 maus hábitos para a saúde do nosso corpo

· 15 de julho de 2018
Devido a alguns maus hábitos que praticamos sem consciência, muitas vezes limitamos nossas capacidades e causamos danos ​​ao nosso corpo que podem ser irreparáveis.

Muitas vezes somos os primeiros a atentar contra o nosso bem-estar, mesmo sem perceber. Nossas ações, boas e não tão boas, têm conseqüências diretas sobre nosso corpo. E você, realiza algum dos seguintes maus hábitos para a saúde?

Os seres humanos possuem enormes capacidades, já que podemos entender, analisar e processar milhões de dados, informações e eventos que acontecem ao redor da face da terra. Além disso, temos o potencial para deduzir suas causas, impedi-las ou incentivá-las a acontecer.

A partir dessa perspectiva, e acrescentando também o inimaginável alcance da medicina atual, parece impensável como podemos atacar nossa saúde dia após dia. Com pequenas ações, vamos desgastando nosso corpo sem pressa, mas sem pausa, repetindo maus hábitos para a saúde todos os dias.

Nós fazemos isso através de maus hábitos. Muitas vezes, sem perceber, somos os primeiros a gerar as condições para o surgimento de certos males. Em seguida, vamos falar sobre alguns maus hábitos para a saúde que muitos de nós cometem.

5 maus hábitos para a saúde

A questão lógica é: por que fazemos isso? A realidade é que as razões podem ser várias. Alguns maus hábitos estão diretamente relacionados à sensação de prazer que geram.

Outros, entretanto, permitem que a pessoa se mantenha em sua zona de conforto. Há também aqueles que realizamos sem saber exatamente que seus efeitos são negativos.

Estes são os maus hábitos para a saúde nos quais muitas vezes caímos e, de preferência, devemos evitar:

1. Não descansar o suficiente

A quantidade de estímulos, tentações e até responsabilidades que enfrentamos todos os dias nos faz dedicar cada vez menos tempo para descansar. Não estamos nos referindo apenas ao sono, um fator-chave para a vida humana, mas também o ato de fazer uma pausa.

Mulher muito cansada de noite com cara de tristeza

Quando foi a última vez que você deitou na sua cama sem telefone celular, TV ou computador, apenas para descansar tranquilamente e pensar em como foi o seu dia? É uma prática extremamente benéfica: o silêncio é um grande aliado do bem-estar.

Por outro lado, também tendemos a cair no erro de trabalhar até tarde ou não nos desligarmos quando chegamos em casa. É um erro por dois motivos:

Primeiro, porque “tudo precisa de uma solução imediata” e mais ainda quando se trata de questões do trabalho. Segundo, porque você está em casa e é hora de relaxar: não se preocupe com problemas que você pode resolver amanhã ao chegar no trabalho.

Criança comendo um x-salada com ketchup

2. Sedentarismo

A maioria das pessoas conhece os riscos do estilo de vida sedentário. Mesmo assim, a porcentagem de pessoas que não realizam uma mudança no estilo de vida também é grande.

O primeiro problema aqui é a falta de atividade física. Isso gera uma desaceleração do metabolismo, enfraquece músculos e ossos, diminui a produção de hormônios importantes e, além disso, favorece o surgimento de doenças cardíacas. O que é tão importante que não permite que você separe 30 minutos por dia para andar um pouco?

A comida é também um eixo central nesta questão. O ritmo frenético da vida hoje nos faz pensar que “não há tempo” para sair e comprar ingredientes saudáveis, muito menos para prepará-los.

Portanto, muitas vezes caímos na armadilha da comida rápida. Como se isso não bastasse, essa escolha tende a ser mais cara; é uma equação em que escolhemos comodidade em troca de saúde e bem-estar.

3. Excessos

Dar-se um presente de vez em quando não tem nada de errado. De fato, pode até ser positivo: gera um sentimento de satisfação que nos leva a cumprir nossas obrigações com maior entusiasmo.

No entanto, você não deve cair em excessos: doces, álcool, alimentos não saudáveis. Você tem que saber como limitar as doses, para que possamos desfrutar de cada uma dessas coisas sem torná-las um hábito que prejudica seriamente a nossa saúde.

Mulher alcoolizada tomando uma taça de vinho

4. Não cuidar de nós mesmos nos detalhes

Para manter o equilíbrio e o bem-estar do corpo, além de evitar maus hábitos para a saúde, temos que prevenir. Por exemplo, para ter dentes saudáveis, devemos escová-los diariamente, visitar o dentista periodicamente e evitar hábitos como o bruxismo.

Além disso, devemos cuidar da nossa visão, exposta dia após dia a um enorme desgaste. O descanso é essencial para evitar distúrbios que surgiram recentemente, como a síndrome da visão de computador.

Finalmente, devemos também estar atentos aos cuidados com a pele, cabelos, áreas íntimas e unhas, entre outros. O pior erro é dar importância ao nosso corpo apenas quando temos um problema ou dor que grita pela nossa atenção.

5. Má alimentação

Como seu carro reagiria se, em vez de colocar o combustível indicado pelo fabricante, você colocasse uma qualidade mais barata e mais baixa? Você seria capaz de assumir o risco?

 Mesa com yogurtes, castanhas e frutas

Agora, a pergunta é: por que você faz isso com o seu corpo? Fazer lanches não saudáveis ​​todos os dias, pular o café da manhã ou qualquer outra refeição do dia e levantar-se à noite para atacar a geladeira reduz a qualidade de vida.

A mesma coisa acontece quando nos alimentamos tarde demais e em demasia: será impossível para o organismo descansar e colocar suas funções em pausa quando ele estiver processando todo aquele alimento.

Em suma, os maus hábitos são muito mais presentes do que costumamos admitir. Suas conseqüências também. Faça um favor a si mesmo e realize as mudanças positivas que seu corpo exige. Você vai notar a diferença já a curto prazo, e vai se sentir extremamente satisfeito por cuidar de si mesmo da melhor maneira possível.